SOMOS TODOS IGUAIS (?)

Há um lugar onde está escrito
E é a lei maior que diz
Quem faz valer é o juiz
E caso valha é bonito
Mas o acesso é restrito
E os fatos são reais
Para nós pobres mortais
Sempre um chá de banco é a base
Que apaga o dizer da frase
“QUE TODOS SOMOS IGUAIS”.

Eu que nas minhas andanças
Até faço que não vejo
Coisas que me dão ensejo
Pra fazer grandes lambanças
Mas me lembro das crianças
Inocentes nos natais
E embora não seja mais
Tenho que inocente ser
Quando eu ouço alguém dizer
“QUE SOMOS TODOS IGUAIS”

Quando em algum lugar
Seja público ou privado
Eu vou ficando de lado
Vendo outros a passar
E alguém tenta me enganar
Lembro dos irracionais
E finjo não ver sinais
Que ali sou apenas nada
E de quem diz dou risada
“QUE SOMOS TODOS IGUAIS”

Se pelo tempo de sobra
Que já queimo além do meio
Quando por aí passeio
À toa feito uma cobra
Numa curiosa manobra
Fora dos padrões normais
Eu entro em caros locais
Sou da vigilância a mira
O que prova que é mentira
“QUE TODOS SOMOS IGUAIS”

Eu nem vejo com maldade
É justo que eu reconheça
-Nos semeiam na cabeça
A planta inferioridade
Matar a falsa verdade
Tão necessário se faz
Pra um dia sermos capaz
Dessa igualdade exigir
Para eu não rir quando ouvir
“QUE TODOS SOMOS IGUAIS”

Sérgio da Silva Teixeira
BAGÉ/RS/BRASIL.

Submited by

Lunes, Mayo 25, 2020 - 14:16

Poesia :

Sin votos aún

Sérgio Teixeira

Imagen de Sérgio Teixeira
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 1 semana 1 día
Integró: 01/24/2011
Posts:
Points: 552

Comentarios

Imagen de Sérgio Teixeira

Meu caro amigo poeta J.

Meu caro amigo poeta J. Thamiel,
apenas tristes reflexos de coisas vivenciadas.
Grato pela visita e comentário positivo de sempre.
Um forte abraço.

Imagen de J. Thamiel

coment

Meu amigo, Sérgio Teixeira,
incisivo e contestador.

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Sérgio Teixeira

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/General VIAGEM AO INTERIOR 0 39 11/19/2021 - 22:23 Portuguese
Poesia/General A PIADA E O PASSARINHO 4 232 11/18/2021 - 16:37 Portuguese
Poesia/General SONHANDO ACORDADO 2 484 10/27/2021 - 16:57 Portuguese
Poesia/General OUTUBRO 0 91 10/01/2021 - 14:54 Portuguese
Poesia/General SETEMBRO 4 488 09/21/2021 - 22:30 Portuguese
Poesia/Fantasía A DÚVIDA 2 480 08/14/2021 - 20:49 Portuguese
Poesia/General ABAIXO DE ZERO 0 171 07/29/2021 - 19:24 Portuguese
Poesia/General QUEBRA CABEÇA 1 232 06/28/2021 - 14:38 Portuguese
Poesia/General ALMA 0 264 05/17/2021 - 21:21 Inglés
Poesia/General O PÃO E A LETRA 2 485 04/21/2021 - 22:20 Portuguese
Poesia/General PERIGO REAL E IMEDIATO 2 417 04/08/2021 - 14:09 Portuguese
Poesia/General A DERROTA DA MORTE 2 464 04/07/2021 - 14:46 Portuguese
Poesia/Fantasía ETERNA INFÂNCIA 0 350 03/08/2021 - 00:19 Inglés
Poesia/General PLANOS PARA O FUTURO 1 636 02/28/2021 - 10:18 Portuguese
Poesia/Soneto SONETO DO MORTO VIVO 2 858 01/27/2021 - 16:26 Portuguese
Poesia/General DÉCIMAS DO ATORMENTADO 2 395 01/27/2021 - 15:16 Portuguese
Poesia/Soneto SONETO ANTAGÔNICO 3 683 01/27/2021 - 15:13 Portuguese
Poesia/General DESEJO DE MORTE 4 356 01/24/2021 - 22:24 Portuguese
Poesia/General DÉCIMAS DA PANDEMIA 1 498 12/04/2020 - 12:03 Portuguese
Poesia/Soneto SONETO DA ESCURIDÃO 2 584 10/30/2020 - 11:15 Portuguese
Poesia/General POEMA DO HOMEM INVISÍVEL 0 551 10/10/2020 - 19:45 Portuguese
Poesia/Soneto SONETO À ESPERANÇA 1 473 09/21/2020 - 12:05 Portuguese
Poesia/General DESPEDIDA 0 590 07/04/2020 - 20:40 Portuguese
Poesia/General POR UNS E OUTROS MOTIVOS (RACISMO) 3 881 06/16/2020 - 20:07 Portuguese
Poesia/General SOMOS TODOS IGUAIS (?) 2 881 05/25/2020 - 20:23 Portuguese