CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Almofadinhas de Camarão

Ingredientes:

Para a massa

* 1 chávena de água
* 1 colher de sopa de manteiga
* 1 casca de limão
* 1 colher de café de sal
* 1 chávena de farinha.

Para o recheio

* 1 colher de sopa de manteiga
* 1 colher de sopa de farinha
* 2,5 dl de leite
* 1 colher de chá de mostarda
* sumo de 1/2 limão
* 1 gema
* 150 g de camarões cozidos e descascados
* sal
* pimenta
* noz-moscada
* óleo q.b.

Confecção:

Leve a água ao lume com a manteiga, a casca de limão e o sal.
Assim que a água levantar fervura, retire do calor e junte a farinha de uma só vez. Bata de modo a obter uma bola.
Leve ao lume brando para secar um pouco a massa.
Tape com um pano e deixe descansar.
Entretanto prepare o recheio: derreta a manteiga, polvilhe com a farinha e deixe cozer sem ganhar cor.
Regue com o leite frio e mexa com a vara de arames.
Tempere com sal, pimenta e noz-moscada.
Deixe cozer e espessar.
Fora do lume adicione a mostarda, o sumo de limão, a gema e os camarões.
Deixe arrefecer.
Estenda a massa e corte-a em rodelas com um corta-massas redondo e canelado.
No meio de cada rodela de massa ponha uma colher de recheio e dobre a massa de modo a obter quatro pontas que unirá.
Aqueça o óleo 180ºC e mergulhe quatro almofadinhas de cada vez.
Deixe alourar e escorra sobre papel absorvente.

Submited by

sexta-feira, março 19, 2010 - 18:30

Culinária :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 5 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 36.981 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.605 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.215 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.135 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.984 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.006 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.681 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.681 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.419 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.826 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.244 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.361 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.626 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.816 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.158 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.870 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.737 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.744 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.916 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.558 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.463 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.386 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.425 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.749 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.656 01/16/2015 - 20:47 Português