CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Até Isto Passar

Há exactamente na hora em que acordo
Uma réstia de ti.
Há no levantar-me da cama
tomar banho vestir-me e calçar-me
Uma réstia de ti.
No silêncio que a tua ausencia se apoderou
Há também uma réstia de ti.
No trabalho nos diálogos com outros
Na hora de almoço, no pedir a conta
Pagar e partir
Uma réstia de ti
Nesta bebedeira da tua falta
Que demora a passar
Não há medicina
conselho ou morfina
Que erradique de vez
O facto de não estares aqui.
E chega o fim da tarde
em que nos reuniamos depois do dia passar
Um estrangulamento
Uma falta de ar
Para a qual não existe bomba de asma
Que faça com que a tua presença em memória
Me leve para outro lugar.
Há o jantar
O preparar do mesmo
O copo de vinho
As duas três horas só nossas
Que não as escrevo aqui
Para que continuem sempre a ser só nossas.
Aquela rotina que hoje desatina
Por estares noutro lugar
Com outro deitar
Porque chegaram as horas do dia cansado
E também eu estoirado por dentro e por fora
E sei que me espera o mesmo acordar.
Até isto passar..
..até isto passar.

 

Carlos Cabecinha
 

Submited by

segunda-feira, fevereiro 21, 2011 - 13:10

Ministério da Poesia :

No votes yet

Outro

imagem de Outro
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 33 semanas
Membro desde: 03/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 884

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Outro

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Ao volante do Chevrolet pela estrada de Sintra- Álvaro de Campos -Poema Pintado- Paint sobre Paint 0 1.402 01/17/2018 - 22:11 Português
Poesia/Geral O Astro Rei 0 1.337 01/14/2018 - 17:14 Português
Poesia/Geral Imagina lá tu... 0 2.067 01/14/2018 - 16:54 Português
Poesia/Geral Alfanumérico 0 1.700 01/13/2018 - 13:56 Português
Poesia/Geral Raízes 0 1.043 01/11/2018 - 18:45 Português
Poesia/Geral Inteligência Artificial 0 1.249 01/07/2018 - 19:32 Português
Poesia/Geral Canção ás Minhas 3 Meninas 0 1.120 01/02/2018 - 11:13 Português
Poesia/Geral contemplamento 0 1.073 01/01/2018 - 17:27 Português
Poesia/Amor Livros 0 1.466 12/15/2017 - 16:06 Português
Poesia/Geral As Grandes Guerras 2 2.000 07/27/2011 - 14:36 Português
Poesia/Geral Patetice 4 1.982 07/27/2011 - 14:17 Português
Poesia/Geral Palavras Caídas 0 1.832 07/27/2011 - 13:45 Português
Poesia/Geral Palavreados 0 1.696 07/05/2011 - 13:23 Português
Poesia/Geral Hermético 0 3.149 06/19/2011 - 22:54 Português
Poesia/Geral Sinapse em Tilt 0 2.858 06/05/2011 - 11:57 Português
Poesia/Geral Convite Para Lançamento de Livro 0 3.002 05/18/2011 - 18:38 Português
Poesia/Geral Não Tenho Titulo Para Isto 13 2.407 04/27/2011 - 15:23 Português
Poesia/Geral Os Encalhados 4 2.927 04/27/2011 - 09:17 Português
Poesia/Geral Silêncios 4 1.840 04/17/2011 - 23:44 Português
Poesia/Geral Escrito Por Todos Nós 0 2.381 03/17/2011 - 16:45 Português
Poesia/Geral In Perfeição 3 1.486 03/15/2011 - 22:50 Português
Poesia/Geral Valium 1 2.602 03/13/2011 - 00:44 Português
Poesia/Geral "Tu" 0 2.253 03/12/2011 - 16:37 Português
Poesia/Geral "Porque a Galinha Atravessa a Estrada?" 0 2.129 03/12/2011 - 15:53 Português
Poesia/Geral "Eu" 1 1.808 03/11/2011 - 00:51 Português