CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Tréguas

Venho entre duas guerras, quando emergem
dos despojos as ânforas antigas
e o vinho a sorvos sabe a um armistício,
um credo entre silêncios.

Repousam os corcéis das minhas tribos,
que num tropel de cascos sobre as pedras
resgataram teu nome.

Entre duas batalhas
eu venho a ti, pequena e desarmada,
sem manual de instruções para os meus medos.
 

Submited by

quarta-feira, maio 4, 2011 - 22:55

Ministério da Poesia :

No votes yet

Tania Alegria

imagem de Tania Alegria
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 21 semanas
Membro desde: 05/02/2011
Conteúdos:
Pontos: 156

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Tania Alegria

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Ministério da Poesia/Soneto A Negra 0 709 05/04/2011 - 20:35 Português
Ministério da Poesia/Soneto Credo de mulher 0 791 05/04/2011 - 20:47 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Ronda 0 426 05/04/2011 - 20:53 Português
Ministério da Poesia/Soneto Soneto para partir depressa 0 664 05/04/2011 - 20:42 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Memorial da espera 0 690 05/05/2011 - 20:34 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Mulher diante do espelho 0 1.155 05/05/2011 - 20:38 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Eu te direi em versos 0 970 05/05/2011 - 20:43 Português
Ministério da Poesia/Soneto Evangelio de exorcismos 0 352 05/02/2011 - 22:34 Português
Ministério da Poesia/Soneto Reparte-as o vento 0 280 05/02/2011 - 22:38 Português
Ministério da Poesia/Soneto Esperando o amor sem crer que exista 0 315 05/02/2011 - 22:41 Português
Ministério da Poesia/Soneto Sempre que morro 0 255 05/02/2011 - 22:44 Português
Ministério da Poesia/Soneto Não fomos mais que dois 0 204 05/02/2011 - 22:47 Português
Ministério da Poesia/Soneto Naufrágios de domingo 0 300 05/02/2011 - 22:50 Português
Ministério da Poesia/Soneto Vendaval 0 275 05/02/2011 - 22:58 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Cambalacho 0 196 05/04/2011 - 22:08 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Gerúndio 0 358 05/04/2011 - 22:12 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Arautos 0 417 05/04/2011 - 22:02 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Sul 0 400 05/04/2011 - 22:20 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Um punhado de argila 0 374 05/04/2011 - 22:24 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Espero uma palavra 0 343 05/04/2011 - 22:27 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Forjar silêncios 0 281 05/04/2011 - 22:32 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Houve um tempo de espelhos e de pátios 0 352 05/04/2011 - 22:36 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Não soube reinventar um céu 0 406 05/04/2011 - 22:39 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Seara amarga 0 694 05/04/2011 - 22:42 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Tréguas 0 511 05/04/2011 - 22:55 Português