CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Adopção

Depois de tudo sentido
pensado
canalizado
escrito verbalizado ou pintado
em forma de livro cd ou de quadro.
Quando tudo o que resta
é uma emoção dissecada
amanhada
e já representada
já sem qualquer utilidade.
O que fazer com tudo que resta?
Qual o lugar
de quem adulterou
o que sentiu
na nova realidade que fica?
Esse romance-oxigenio
que precisa transformar
a constante informação que lhe chega
e que em forma de “copula”
A transforma a seu gosto.
Que fazer
com todo o resto que fica?
Porque o tempo não espera por nós
nesta linha de montagem de acontecimentos,
onde separamos o tempo-desperdicio
de outros que por razão desconhecida ou não
atribuímos importância ao ponto de assiná-los.
De adopta-los.
 

Submited by

sábado, dezembro 18, 2010 - 12:56

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Outro

imagem de Outro
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 28 semanas
Membro desde: 03/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 884

Comentários

imagem de Susan

O que fazer quando tudo oque

O que fazer quando tudo oque resta é pouco
ou quase nada de um sentimento que alimentava
o corpo a alma ?
Que bom poder te ler de novo ,como sempre sua escrita é instigante
vê se aparece pra pater um papo ,ok
Beijos
Susan

imagem de Outro

I will

I will Susaninha!!!

Beijinho Grande!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Outro

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Ao volante do Chevrolet pela estrada de Sintra- Álvaro de Campos -Poema Pintado- Paint sobre Paint 0 1.370 01/17/2018 - 22:11 Português
Poesia/Geral O Astro Rei 0 1.320 01/14/2018 - 17:14 Português
Poesia/Geral Imagina lá tu... 0 2.046 01/14/2018 - 16:54 Português
Poesia/Geral Alfanumérico 0 1.673 01/13/2018 - 13:56 Português
Poesia/Geral Raízes 0 1.023 01/11/2018 - 18:45 Português
Poesia/Geral Inteligência Artificial 0 1.234 01/07/2018 - 19:32 Português
Poesia/Geral Canção ás Minhas 3 Meninas 0 1.102 01/02/2018 - 11:13 Português
Poesia/Geral contemplamento 0 1.066 01/01/2018 - 17:27 Português
Poesia/Amor Livros 0 1.448 12/15/2017 - 16:06 Português
Poesia/Geral As Grandes Guerras 2 1.977 07/27/2011 - 14:36 Português
Poesia/Geral Patetice 4 1.969 07/27/2011 - 14:17 Português
Poesia/Geral Palavras Caídas 0 1.816 07/27/2011 - 13:45 Português
Poesia/Geral Palavreados 0 1.672 07/05/2011 - 13:23 Português
Poesia/Geral Hermético 0 3.138 06/19/2011 - 22:54 Português
Poesia/Geral Sinapse em Tilt 0 2.848 06/05/2011 - 11:57 Português
Poesia/Geral Convite Para Lançamento de Livro 0 2.986 05/18/2011 - 18:38 Português
Poesia/Geral Não Tenho Titulo Para Isto 13 2.388 04/27/2011 - 15:23 Português
Poesia/Geral Os Encalhados 4 2.895 04/27/2011 - 09:17 Português
Poesia/Geral Silêncios 4 1.826 04/17/2011 - 23:44 Português
Poesia/Geral Escrito Por Todos Nós 0 2.362 03/17/2011 - 16:45 Português
Poesia/Geral In Perfeição 3 1.471 03/15/2011 - 22:50 Português
Poesia/Geral Valium 1 2.578 03/13/2011 - 00:44 Português
Poesia/Geral "Tu" 0 2.228 03/12/2011 - 16:37 Português
Poesia/Geral "Porque a Galinha Atravessa a Estrada?" 0 2.110 03/12/2011 - 15:53 Português
Poesia/Geral "Eu" 1 1.789 03/11/2011 - 00:51 Português