CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Alfonsina e o mar (Félix Luna)

Pela branda areia

Que toca o mar
Sua pequena pegada
Não volta mais
Um caminho só
De pena e silêncio chegou
Até a água profunda
Um caminho só
De penas mudas chegou
Até a espuma.

Sabe Deus que angústia
Te acompanhou
Que dores velhas
Calou tua voz
Para deitar-te
Sussurrada no canto
Das conchas marinhas
A canção que canta
No fundo escuro do mar
A concha.

Te vais Alfonsina
Com tua solidão
Que poemas novos
Foste a buscar?
Uma voz antiga
De vento e de sal
Te adula a alma
E a está levando
E te vais até lá
Dormida, Alfonsina
Vestida de mar

Cinco sereinhas
Te levarão
Por caminhos de algas
E de coral
E fosforescentes
Cavalos marinhos farão
Uma ronda ao teu lado
E os habitantes
Da água vão a brincar
Prontamente a teu lado.

Baixa-me a lâmpada
Um pouco mais
Deixa-me que durma
Ama-de-leite, em paz
E se ele chama
Não lhe digas que estou
Diz-lhe que Alfonsina não volta
E se ele chama
Não lhe digas nunca que estou
Diz que me fui.

Te vais Alfonsina
Com tua solidão
Que poemas novos
Foste a buscar?
Uma voz antiga
De vento e de sal
Te adula a alma
E a está levando
E te vais até lá
Dormida, Alfonsina
Vestida de mar

Félix Luna, poema traduzido por Maria Teresa Almeida Pina, Mercedes Sosa imortalizou este poema em linda canção em homenagem a uma poetisa que morreu bem jovem.

 

Submited by

sexta-feira, fevereiro 24, 2012 - 09:46

Poesia :

No votes yet

AjAraujo

imagem de AjAraujo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 43 semanas
Membro desde: 10/29/2009
Conteúdos:
Pontos: 15584

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AjAraujo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Poetrix Poemas - de "Magma" (Guimarães Rosa) 2 18.296 06/11/2019 - 10:48 Português
Videos/Música Ave Maria - Schubert (Andre Rieu & Mirusia Louwerse) 1 24.379 06/11/2019 - 10:02 inglês
Poesia/Fantasia Cabelos de fogo 0 1.714 04/28/2018 - 20:38 Português
Poesia/Dedicado A criança dentro de ti 0 1.081 04/28/2018 - 20:20 Português
Poesia/Pensamentos O porto espiritual 0 960 04/28/2018 - 20:00 Português
Poesia/Dedicado Ano Novo (Ferreira Gullar) 1 967 02/20/2018 - 18:17 Português
Prosas/Drama Os ninguéns (Eduardo Galeano) 0 1.216 12/31/2017 - 18:09 Português
Poesia/Dedicado Passagem de ano (Carlos Drummond de Andrade) 0 1.464 12/31/2017 - 17:59 Português
Prosas/Contos Um conto de dor e neve (AjAraujo) 0 2.159 12/20/2016 - 10:42 Português
Prosas/Contos Conto de Natal (Rubem Braga) 0 1.463 12/20/2016 - 10:28 Português
Prosas/Contos A mensagem na garrafa - conto de Natal (AjAraujo) 0 2.638 12/04/2016 - 12:46 Português
Poesia/Intervenção Educar não é... castigar (AjAraujo) 0 1.050 07/07/2016 - 23:54 Português
Poesia/Intervenção Dois Anjos (Gabriela Mistral) 0 2.698 08/04/2015 - 22:50 Português
Poesia/Dedicado Fonte (Gabriela Mistral) 0 1.682 08/04/2015 - 21:58 Português
Poesia/Meditação O Hino Cotidiano (Gabriela Mistral) 0 1.737 08/04/2015 - 21:52 Português
Poesia/Pensamentos As portas não são obstáculos, mas diferentes passagens (Içami Tiba) 0 2.093 08/02/2015 - 22:48 Português
Poesia/Dedicado Pétalas sobre o ataúde - a história de Pâmela (microconto) 0 2.984 03/30/2015 - 10:56 Português
Poesia/Dedicado Ode para a rendição de uma infância perdida 0 1.644 03/30/2015 - 10:45 Português
Poesia/Tristeza Entre luzes e penumbras 0 1.973 03/30/2015 - 10:39 Português
Poesia/Tristeza No desfiladeiro 1 3.075 07/25/2014 - 23:09 Português
Poesia/Intervenção Sinais da história 0 1.800 07/16/2014 - 23:54 Português
Poesia/Fantasia E você ainda acha pouco? 0 2.714 07/16/2014 - 23:51 Português
Poesia/Aforismo Descanso eterno 2 3.277 07/03/2014 - 21:28 Português
Poesia/Intervenção Paisagem (Charles Baudelaire) 0 2.389 07/03/2014 - 02:16 Português
Poesia/Meditação Elevação (Charles Baudelaire) 0 2.353 07/03/2014 - 02:05 Português