CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

BANDEIRAS DE LUZ

Hasteio sem medo bandeiras de luz
Dando cor ao meu solo em tons de vida
E sorrio ao beijo da alvorada que me conduz
E me desperta desta caminhada despercebida

As estrelas são mensagens de esperança sã
Desvendando-me no olhar o breve caminho
Desviando-me vagas de inimigos de luta vã
E me suporta nas costas o carregar sozinho

A cruz que trago do calvário do desejo
É profundo de água fresca na sede de amar
Sou do tamanho do horizonte que invejo
No peito do gume afiado do meu acreditar

Na veracidade das razões, há razões que mentem
O lado falso de um sentimento verdadeiro
Interpretando pecados que não se cometem
De prazeres que nos enchem por inteiro

Submited by

sexta-feira, maio 9, 2008 - 12:15

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 6 dias
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de KeilaPatricia

Gostei bastante Abraço :)

Gostei bastante

Abraço

:)

imagem de Andarilhus

Re: BANDEIRAS DE LUZ

Sinais do Homem!
Abraço
"(º0º)"

imagem de Anonymous

Re: BANDEIRAS DE LUZ

Mistérios da vida que deixam nas palavras um rasto de fogo, um halo luminoso.

Beijo*

imagem de ÔNIX

Re: BANDEIRAS DE LUZ

Conseguir aprrender os sinais que nos rodeiam é um dom de que dispomos. Pena que nem todos ainda se pareceberam disso. Um beijo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 36.784 06/11/2019 - 08:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.541 03/06/2018 - 20:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.154 02/28/2018 - 16:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.076 02/10/2015 - 21:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.937 02/03/2015 - 19:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 3.938 02/02/2015 - 20:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.618 02/01/2015 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.650 01/31/2015 - 20:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.277 01/30/2015 - 22:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.799 01/30/2015 - 20:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.147 01/29/2015 - 21:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.313 01/29/2015 - 18:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.595 01/29/2015 - 00:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.751 01/28/2015 - 23:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.011 01/28/2015 - 20:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.833 01/27/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.652 01/27/2015 - 15:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.635 01/26/2015 - 19:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.831 01/25/2015 - 21:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.524 01/22/2015 - 21:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.412 01/21/2015 - 17:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.352 01/20/2015 - 18:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.397 01/19/2015 - 20:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.718 01/17/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.598 01/16/2015 - 19:47 Português