CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Beco dos Solitários

Beco dos solitários

Congele minhas mãos como gélido frio do ártico
Abandone meu corpo como em sepulcro
Esqueça-me com amnésia profunda,
Mas no dia em que despertar sem mais quem
Pode voltar sedento e sonde-me,
Quem sabe não estarei tal qual me disse.
Vá por um caminho com reviravoltas
E quando chegar ao beco dos solitários procure-me.
Pode ser que eu lá me encontre também
E ali mesmo, nas paredes sujas pelos pichadores, quem sabe flores...

(E... em um circundar da vida, nova mescla de nós, um florescer ao acaso)

Texto extraído do livro “Você, meu Porto Seguro” de Teresa Azevedo
Foto extraída do link http://catracalivre.com.br/sp/ar-livre/gratis/travessa-na-zona-oeste-gan...

Submited by

terça-feira, março 18, 2014 - 09:20

Poesia :

No votes yet

teresaazevedo

imagem de teresaazevedo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 1 semana
Membro desde: 09/16/2010
Conteúdos:
Pontos: 608

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of teresaazevedo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Simples assim 0 1.034 05/25/2018 - 20:42 Português
Poesia/Paixão Dono dos meus caprichos 0 831 05/25/2018 - 20:15 Português
Poesia/Paixão Dono dos meus caprichos 0 913 05/25/2018 - 20:15 Português
Poesia/Geral O êxtase do poeta é a poesia 0 1.031 11/06/2015 - 11:34 Português
Poesia/Geral Poeta é gente diferente 0 1.175 11/06/2015 - 11:32 Português
Poesia/Geral Nós eremitas 0 1.025 11/06/2015 - 11:31 Português
Poesia/Geral Ser coletivo 0 1.268 11/05/2015 - 18:08 Português
Poesia/Geral Transcendemos corpos e emoções 0 1.619 11/05/2015 - 18:06 Português
Poesia/Meditação Ondulações 0 1.048 11/05/2015 - 18:04 Português
Videos/Poesia Projeto Ondulações 2014 0 4.487 11/05/2015 - 08:02 Português
Poesia/Tristeza Batem as asas do adeus 1 1.826 07/29/2014 - 01:08 Português
Poesia/Poetrix Crescer sim, beber não! 1 1.306 07/26/2014 - 00:30 Português
Poesia/Geral Miscelânea poética 1 1.742 07/17/2014 - 23:58 Português
Poesia/Aldravias Aldravia 1 0 2.010 07/17/2014 - 16:36 inglês
Poesia/Geral Tarde, mormaço 1 1.347 07/13/2014 - 23:57 Português
Poesia/Geral Descortine-os 0 1.246 07/12/2014 - 18:42 Português
Poesia/Geral Intocável 0 1.014 07/12/2014 - 18:01 Português
Poesia/Arquivo de textos Como alcançar o inalcançável 0 1.718 07/11/2014 - 04:39 inglês
Poesia/Arquivo de textos Como alcançar o inalcançável 0 1.514 07/11/2014 - 04:39 inglês
Poesia/Arquivo de textos (Poesia coletiva, resultado do primeiro Sarau, produzida através de palavras que cada assistido falou) 0 1.582 06/27/2014 - 19:06 inglês
Poesia/Paixão Casados em cópula 1 1.750 06/19/2014 - 00:12 Português
Poesia/Desilusão Pássaro Errante 1 1.305 06/16/2014 - 03:15 Português
Poesia/Fantasia Sonhei, tão somente sonhei 1 1.131 06/14/2014 - 19:28 Português
Poesia/Paixão Com a força dos temporais 1 1.274 06/12/2014 - 04:55 Português
Poesia/Amor Fragmento da poesia “Nós” 0 1.127 06/11/2014 - 06:21 Português