CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Caos declarado

Caos declarado

Retumbam os tambores, impetuosos e ressonantes.
Pela farra, em guerra, amaciam as peles dos batuques.
Projeções côncavas se espalham no ar, negras e obtusas.
Encarnados Romeus e Julietas neomodernistas,
Que gemem em seus coitos e sucumbem ao som dos alaúdes.
Soam as trombetas e os serafins anunciam:
As juras de nada mais valem, não há espaço ou tempo.
Cristalizam-se os homens em estátuas de grosso sal.
Inerte, a natureza é condensada em chamas
E se derrama em mar de estrelas flamejantes.
É o fim! Apieda-se de nós, oh Deus!

Texto de Teresa Azevedo - extraído do livro "Faíscas da Paixão" que pode ser adquirido no site www.clubedeautores.com.br

Tela do pintor francês Alexandre Cabanel, representante do Neoclassicismo Acadêmico. Dedicou-se a assuntos históricos, mitológicos e religiosos. Foi também autor de retratos, paisagens e composições decorativas. Excelente aquarelista

Submited by

quinta-feira, maio 15, 2014 - 06:02

Poesia :

No votes yet

teresaazevedo

imagem de teresaazevedo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 45 semanas
Membro desde: 09/16/2010
Conteúdos:
Pontos: 608

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of teresaazevedo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Simples assim 0 957 05/25/2018 - 20:42 Português
Poesia/Paixão Dono dos meus caprichos 0 731 05/25/2018 - 20:15 Português
Poesia/Paixão Dono dos meus caprichos 0 830 05/25/2018 - 20:15 Português
Poesia/Geral O êxtase do poeta é a poesia 0 962 11/06/2015 - 11:34 Português
Poesia/Geral Poeta é gente diferente 0 1.109 11/06/2015 - 11:32 Português
Poesia/Geral Nós eremitas 0 938 11/06/2015 - 11:31 Português
Poesia/Geral Ser coletivo 0 1.147 11/05/2015 - 18:08 Português
Poesia/Geral Transcendemos corpos e emoções 0 1.540 11/05/2015 - 18:06 Português
Poesia/Meditação Ondulações 0 977 11/05/2015 - 18:04 Português
Videos/Poesia Projeto Ondulações 2014 0 4.213 11/05/2015 - 08:02 Português
Poesia/Tristeza Batem as asas do adeus 1 1.720 07/29/2014 - 01:08 Português
Poesia/Poetrix Crescer sim, beber não! 1 1.231 07/26/2014 - 00:30 Português
Poesia/Geral Miscelânea poética 1 1.670 07/17/2014 - 23:58 Português
Poesia/Aldravias Aldravia 1 0 1.893 07/17/2014 - 16:36 inglês
Poesia/Geral Tarde, mormaço 1 1.271 07/13/2014 - 23:57 Português
Poesia/Geral Descortine-os 0 1.198 07/12/2014 - 18:42 Português
Poesia/Geral Intocável 0 948 07/12/2014 - 18:01 Português
Poesia/Arquivo de textos Como alcançar o inalcançável 0 1.589 07/11/2014 - 04:39 inglês
Poesia/Arquivo de textos Como alcançar o inalcançável 0 1.422 07/11/2014 - 04:39 inglês
Poesia/Arquivo de textos (Poesia coletiva, resultado do primeiro Sarau, produzida através de palavras que cada assistido falou) 0 1.491 06/27/2014 - 19:06 inglês
Poesia/Paixão Casados em cópula 1 1.665 06/19/2014 - 00:12 Português
Poesia/Desilusão Pássaro Errante 1 1.230 06/16/2014 - 03:15 Português
Poesia/Fantasia Sonhei, tão somente sonhei 1 1.064 06/14/2014 - 19:28 Português
Poesia/Paixão Com a força dos temporais 1 1.188 06/12/2014 - 04:55 Português
Poesia/Amor Fragmento da poesia “Nós” 0 1.052 06/11/2014 - 06:21 Português