CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Fábrica da Poesia

Nenhuma palavra minha
faz com que hajam auroras.
Nenhuma palavra minha
desenha o reflexo da lua no mar.
Eu sou fábrica.
Linha de montagem literária.
Nenhuma palavra minha
chilreia cantos de pássaros.
Nenhuma palavra minha
consola os amantes.
Eu sou fábrica
Linha de montagem literária
onde as palavras não nascem perfeitas.
Nenhuma palavra minha
traz o sol em fim de dia chuvoso.
Nenhuma palavra minha
Inspira a juventude esfomeada.
Eu sou fábrica.
Linha de montagem literária
onde as palavras vêm sujas, com defeito.
Onde máquinas que não sentem
Cortam o excesso aqui
e preenchem a falta acolá.
Onde androides imaginários
escolhem as palavras já prontas
e juntam-nas em frases-tupperware.
Encaixotando-as em contraplacados-poemas
que ainda cheiram a quimicos quando chegam ao fim
da linha de montagem literária que sou.
Nenhuma palavra minha tem força própria para ser.

Submited by

segunda-feira, maio 10, 2010 - 13:15

Poesia :

No votes yet

Outro

imagem de Outro
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 4 semanas
Membro desde: 03/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 884

Comentários

imagem de Lapis-Lazuli

Re: A Fábrica da Poesia

Porra...
Todas as tuas palavras têm um ser de força própria.

Outro...faz outro e outro...que tu andas um passo á frente.

Abraço

imagem de Outro

Re: A Fábrica da Poesia

Obrigado Susan,Gi e Adolfo.
*Adorei a expressão fast-poem.
Eu tal como um cego em noite de fogos de artificio, tenho de perguntar à pessoa ao meu lado de que cor está a acontecer a explosão naquele momento.
Isto pq como bipolar que sou, a minha percepção do real pode ser muito rudimentar. Ou 8 ou 80. Tal como a designação indica, Bipolar. No 8, não se vale nada, nem nós nem tudo que nos rodeia e obrigatoriamente tudo que nasce de nós. No 80 passa-se exactamente o contrário. É-se o filho de Cristo (mas sem heroina) como canta o Lou Reed nos Velvet. É-se o escolhido de Deus, tudo que nasce de nós é obra prima. Daí que a minha "bussola, o meu termometro, sejam voces, escritores, poetas que eu admiro. Só vocês me podem dar uma aproximação do valor real daquilo que faço. Para que não seja só uma "granda" merda" ou na exaltação do ser "O manual de intruções do Universo". Por isso agradeço-vos muito. Agradeço-vos do fundo do coração. Porque a medicação pode-me por os pés na terra. Mas são voces com os vosso comentarios., que me situam,(vou ser piroso) que me deixam o coração no sitio certo. Muito Obrigado.

imagem de Susan

Re: A Fábrica da Poesia

Olha que essa fábrica(seu poema) tem otimos produtos , enquanto que exitem muitas pelo mundo a fora que não são capazes de construir nada de bom .
Mas o ser humano é !!!
Abraços
Susan

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Outro

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Ao volante do Chevrolet pela estrada de Sintra- Álvaro de Campos -Poema Pintado- Paint sobre Paint 0 1.243 01/17/2018 - 21:11 Português
Poesia/Geral O Astro Rei 0 1.248 01/14/2018 - 16:14 Português
Poesia/Geral Imagina lá tu... 0 1.960 01/14/2018 - 15:54 Português
Poesia/Geral Alfanumérico 0 1.551 01/13/2018 - 12:56 Português
Poesia/Geral Raízes 0 942 01/11/2018 - 17:45 Português
Poesia/Geral Inteligência Artificial 0 1.162 01/07/2018 - 18:32 Português
Poesia/Geral Canção ás Minhas 3 Meninas 0 1.010 01/02/2018 - 10:13 Português
Poesia/Geral contemplamento 0 986 01/01/2018 - 16:27 Português
Poesia/Amor Livros 0 1.342 12/15/2017 - 15:06 Português
Poesia/Geral As Grandes Guerras 2 1.875 07/27/2011 - 13:36 Português
Poesia/Geral Patetice 4 1.882 07/27/2011 - 13:17 Português
Poesia/Geral Palavras Caídas 0 1.751 07/27/2011 - 12:45 Português
Poesia/Geral Palavreados 0 1.600 07/05/2011 - 12:23 Português
Poesia/Geral Hermético 0 3.061 06/19/2011 - 21:54 Português
Poesia/Geral Sinapse em Tilt 0 2.758 06/05/2011 - 10:57 Português
Poesia/Geral Convite Para Lançamento de Livro 0 2.917 05/18/2011 - 17:38 Português
Poesia/Geral Não Tenho Titulo Para Isto 13 2.330 04/27/2011 - 14:23 Português
Poesia/Geral Os Encalhados 4 2.785 04/27/2011 - 08:17 Português
Poesia/Geral Silêncios 4 1.770 04/17/2011 - 22:44 Português
Poesia/Geral Escrito Por Todos Nós 0 2.272 03/17/2011 - 15:45 Português
Poesia/Geral In Perfeição 3 1.396 03/15/2011 - 21:50 Português
Poesia/Geral Valium 1 2.504 03/12/2011 - 23:44 Português
Poesia/Geral "Tu" 0 2.111 03/12/2011 - 15:37 Português
Poesia/Geral "Porque a Galinha Atravessa a Estrada?" 0 2.017 03/12/2011 - 14:53 Português
Poesia/Geral "Eu" 1 1.713 03/10/2011 - 23:51 Português