CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Fêmea minha, homem meu

Fêmea minha, homem meu!

Ele:
Captarei seus ecos nesta noite seca.
E na escuridão sem lua quero vê-la nua,
Tocar seu corpo e sentir seu cheiro.
Cheiro de mulher, de fêmea minha.
E nas vertentes de nosso amor
Serei seu e você minha.
Seremos um, apenas nós.
Molha meus lábios com seus beijos,
E ainda será noite quando eu partir.
Não chore, por favor,
Pense apenas que sempre voltarei.
Não há no mundo nada que me prenda.
E quando o sol raiar e não estivermos juntos
Saiba que estarei pensando em você,
Pois nada mais me fascina.
Só você anima meu corpo.
Apenas em você sou eu mesmo,
Em você me completo
E me encontro a cada instante.

Ela:
Eu o vejo aqui,
O vejo em mim.
Desenhado em meus lençóis,
Nossas alcovas.
É meu amigo e companheiro.
Às vezes é apenas o travesseiro.
Em alguns momentos é um sonho
Em outros, realidade.
Mas nunca foi pesadelo.
É meu sol, minha lua
Meu ar, meu par.
Mesmo distante está aqui,
Tão próximo e tão meu.
E eu que sou tão e somente sua
Vivo cada dia a desejar
Que juntos possamos estar.
Cada um no que é seu.
Individualmente um,
Unicamente dois,
Nós apenas sós.
Venha ou deixa-me ir.

Texto extraído do livro “Faíscas da Paixão” de Teresa Azevedo adaptado para performance sob a direção da autora e apresentada na CENAPEC e na Câmara Municipal de Paulínia.

Pintura de Gustav Klint

Submited by

quarta-feira, maio 7, 2014 - 04:13

Poesia :

No votes yet

teresaazevedo

imagem de teresaazevedo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 6 dias
Membro desde: 09/16/2010
Conteúdos:
Pontos: 608

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of teresaazevedo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Simples assim 0 1.030 05/25/2018 - 20:42 Português
Poesia/Paixão Dono dos meus caprichos 0 826 05/25/2018 - 20:15 Português
Poesia/Paixão Dono dos meus caprichos 0 909 05/25/2018 - 20:15 Português
Poesia/Geral O êxtase do poeta é a poesia 0 1.025 11/06/2015 - 11:34 Português
Poesia/Geral Poeta é gente diferente 0 1.172 11/06/2015 - 11:32 Português
Poesia/Geral Nós eremitas 0 1.021 11/06/2015 - 11:31 Português
Poesia/Geral Ser coletivo 0 1.262 11/05/2015 - 18:08 Português
Poesia/Geral Transcendemos corpos e emoções 0 1.617 11/05/2015 - 18:06 Português
Poesia/Meditação Ondulações 0 1.045 11/05/2015 - 18:04 Português
Videos/Poesia Projeto Ondulações 2014 0 4.451 11/05/2015 - 08:02 Português
Poesia/Tristeza Batem as asas do adeus 1 1.820 07/29/2014 - 01:08 Português
Poesia/Poetrix Crescer sim, beber não! 1 1.304 07/26/2014 - 00:30 Português
Poesia/Geral Miscelânea poética 1 1.739 07/17/2014 - 23:58 Português
Poesia/Aldravias Aldravia 1 0 2.005 07/17/2014 - 16:36 inglês
Poesia/Geral Tarde, mormaço 1 1.343 07/13/2014 - 23:57 Português
Poesia/Geral Descortine-os 0 1.243 07/12/2014 - 18:42 Português
Poesia/Geral Intocável 0 1.013 07/12/2014 - 18:01 Português
Poesia/Arquivo de textos Como alcançar o inalcançável 0 1.696 07/11/2014 - 04:39 inglês
Poesia/Arquivo de textos Como alcançar o inalcançável 0 1.505 07/11/2014 - 04:39 inglês
Poesia/Arquivo de textos (Poesia coletiva, resultado do primeiro Sarau, produzida através de palavras que cada assistido falou) 0 1.578 06/27/2014 - 19:06 inglês
Poesia/Paixão Casados em cópula 1 1.746 06/19/2014 - 00:12 Português
Poesia/Desilusão Pássaro Errante 1 1.298 06/16/2014 - 03:15 Português
Poesia/Fantasia Sonhei, tão somente sonhei 1 1.127 06/14/2014 - 19:28 Português
Poesia/Paixão Com a força dos temporais 1 1.267 06/12/2014 - 04:55 Português
Poesia/Amor Fragmento da poesia “Nós” 0 1.122 06/11/2014 - 06:21 Português