CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Fugindo para o mato onde me reencontro

Nas horas de estresse profundo,
quando é difícil suportar o mundo,
não penso de outra maneira,
Pé na estrada, sem besteira.
Bota, camisa, calça e jaqueta.
Chapéu, sorriso e disposição.
Sem lenço e sem documento.
O vento esvoaça os cabelos.
Pela capota entreaberta.
É hora de liberdade.
De ir deixando a cidade.
Em busca de minha vida.
Da minha essência perdida.
Onde há sol e não lamento.
Em noite de lua cheia.
Brota do mar, nobre sereia.
Um corredor repleto de árvores frondosas e rasteiras.
A caminho da deleitosa.
Cabana dos bananais.
Lá onde vivo cantando.
Ao longe uma viola escutando.
Um sopro de vento fresco.
Um rasgo de contentamento.


Teresa Azevedo
Acesse meu site: www.teresaazevedo.prosaeverso.net
Blog: www.transtornobipolar-relatoscontnuos.blobspot.com
Portal do Poeta brasileiro: http://www.poetasbrasileiros.com.br/
http://portadopoetabrasileiro.blogspot.com
EU ME ORGULHO DE FAZER PARTE DESTA HISTÓRIA!!!

Preserve o Meio Ambiente. Sem ele não a vida, não há amor, nem poesia!

Submited by

quinta-feira, abril 14, 2011 - 01:11

Poesia :

No votes yet

teresaazevedo

imagem de teresaazevedo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 44 semanas
Membro desde: 09/16/2010
Conteúdos:
Pontos: 608

Comentários

imagem de MarneDulinski

Fugindo para o mato onde me reencontro

Lindo poema, lindo reencontro, gostei!

Meus parabéns,

MarneDulinski

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of teresaazevedo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Simples assim 0 956 05/25/2018 - 20:42 Português
Poesia/Paixão Dono dos meus caprichos 0 728 05/25/2018 - 20:15 Português
Poesia/Paixão Dono dos meus caprichos 0 829 05/25/2018 - 20:15 Português
Poesia/Geral O êxtase do poeta é a poesia 0 961 11/06/2015 - 11:34 Português
Poesia/Geral Poeta é gente diferente 0 1.108 11/06/2015 - 11:32 Português
Poesia/Geral Nós eremitas 0 935 11/06/2015 - 11:31 Português
Poesia/Geral Ser coletivo 0 1.147 11/05/2015 - 18:08 Português
Poesia/Geral Transcendemos corpos e emoções 0 1.539 11/05/2015 - 18:06 Português
Poesia/Meditação Ondulações 0 977 11/05/2015 - 18:04 Português
Videos/Poesia Projeto Ondulações 2014 0 4.204 11/05/2015 - 08:02 Português
Poesia/Tristeza Batem as asas do adeus 1 1.715 07/29/2014 - 01:08 Português
Poesia/Poetrix Crescer sim, beber não! 1 1.229 07/26/2014 - 00:30 Português
Poesia/Geral Miscelânea poética 1 1.667 07/17/2014 - 23:58 Português
Poesia/Aldravias Aldravia 1 0 1.892 07/17/2014 - 16:36 inglês
Poesia/Geral Tarde, mormaço 1 1.270 07/13/2014 - 23:57 Português
Poesia/Geral Descortine-os 0 1.198 07/12/2014 - 18:42 Português
Poesia/Geral Intocável 0 948 07/12/2014 - 18:01 Português
Poesia/Arquivo de textos Como alcançar o inalcançável 0 1.585 07/11/2014 - 04:39 inglês
Poesia/Arquivo de textos Como alcançar o inalcançável 0 1.422 07/11/2014 - 04:39 inglês
Poesia/Arquivo de textos (Poesia coletiva, resultado do primeiro Sarau, produzida através de palavras que cada assistido falou) 0 1.488 06/27/2014 - 19:06 inglês
Poesia/Paixão Casados em cópula 1 1.664 06/19/2014 - 00:12 Português
Poesia/Desilusão Pássaro Errante 1 1.230 06/16/2014 - 03:15 Português
Poesia/Fantasia Sonhei, tão somente sonhei 1 1.064 06/14/2014 - 19:28 Português
Poesia/Paixão Com a força dos temporais 1 1.186 06/12/2014 - 04:55 Português
Poesia/Amor Fragmento da poesia “Nós” 0 1.051 06/11/2014 - 06:21 Português