CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Impossível

Não posso revelar-te o meu segredo.
Sê minha rosa perto do meu túmulo,
Sê no meu verso o meu melhor estímulo,
As nuvens no meu prado que é o medo.

Sê prática. Este amor que me consome,
Tem mãos sujas de sangue, criminosas,
E quem tem mãos assim não colhe rosas:
Tem outro vício, outra sede, outra fome.

Nem posso ser teu Marte, nem teu Vénus,
Prefiro arder nas chamas dos Infernos,
Que revelar-te os versos purpurinos.

Sejamos, entre um rio, oposta margem,
Longínquos, contemplemos a paisagem,
Porque já não podemos ser meninos.

Submited by

sexta-feira, março 7, 2008 - 12:42

Poesia :

No votes yet

Antonio

imagem de Antonio
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 21 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 35

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Antonio

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Erótico As lésbicas 2 721 05/02/2011 - 09:02 Português
Poesia/Soneto Impossível! 0 281 11/17/2010 - 19:29 Português
Poesia/Erótico As Lésbicas 0 457 11/17/2010 - 18:31 Português
Poesia/Soneto Impossível 0 257 11/17/2010 - 18:31 Português
Poesia/Amizade Impossível 1 272 02/23/2010 - 20:05 Português
Poesia/Fantasia A noitada 1 390 02/23/2010 - 19:54 Português
Poesia/Geral Na esplanada 1 282 03/19/2008 - 20:52 Português