CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

LÂMPADA …

Que a música dos nossos passos não pare,

que o ir do nosso andar não se caleje
em pó de abstracto contraste.

Que os beijos não sejam respiráculos
de um vento de trémulas vozes
onde as bocas secam sós.

Que morrer seja nada,

que acontecer seja uma fanfarra,

um pinote que nos desaperte das sebes do relógio.

Que o pensar seja o pátio de um templo,

onde a poesia jamais se encolha às sombras
que o inverno da solidão nos entorna nas mãos.

Que os cantos do infinito sejam portas sempre abertas,

onde o tempo se comporte como um lugar
onde a saudade seja um fado curto.

Que a noite seja um prado esverdeado a dois,

que os sóis sejam lençóis suados de amor,

que o coração jamais cegue.

Que as luas sejam cheias,

que o sono seja o leito de uma doce meia-noite,

que a alma não nos carregue e leve em gago açoite.

Que o corpo não se rasgue dos sonhos,

que a nossa pele não sirva de tela à nossa idade,
para nela o tempo pintar as côdeas de letárgicas sortes.

Que as musas não sejam meras tusas,

que as falas sejam rubras salas
onde o silêncio se desmonta.

Que a loucura não escrevinhe
nem espezinhe os bailes das nossas emoções,

que a nossa razão de ser abafe todas as dúvidas.

Que viver seja uma lâmpada recheada de luz …

.
.
.
.

Submited by

quinta-feira, fevereiro 21, 2013 - 23:35

Poesia :

Your rating: None (4 votes)

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 14 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de antonioduarte

Olá Henrique, Adorei a

Olá Henrique,
Adorei a espiritualidade que emana do teu belíssimo texto qual inicia o caminho...

"Que a música dos nossos passos não pare,
que o ir do nosso andar não se caleje
em pó de abstracto contraste.

Que os beijos não sejam respiráculos
de um vento de trémulas vozes
onde as bocas secam sós."

Qual caminho entoe marcas em movimento, que impeça as feridas, caídas em seus hábitos de rabiscos constantes...

Dessas fomes futuristas, de incertezas trepidantes; onde a solidão aclama seus desejos mais ardentes...

-Ainda lhe chegas com garra, sobre um palpitar de festa:

"Que a loucura não escrevinhe
nem espezinhe os bailes das nossas emoções,"

-Depois terminas em grande, no esplendor da glória, com iluminação interior:

"Que viver seja uma lâmpada recheada de luz …"

Maravilhosa poesia!
É de obras assim que nos fazemos quando procuramos a mais simples verdade no meio de insónias fundadas de agrado; a nós mesmos, Onde sentimos a satisfação do contributo para a Eternidade.

Amigo: Parabéns! Palmas.

Obrigado por repartir tanta beleza.

Um abraço deste amigo.

imagem de Henrique

E que a lâmpada esteja sempre

E que a lâmpada esteja sempre acesa!!!

Obrigado antonioduarte !!!

:-)

Um abraço...

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos DA POESIA 1 5.730 05/26/2020 - 23:50 Português
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.578 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.775 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.458 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.289 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.139 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.119 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.939 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.799 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.953 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.513 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.495 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.786 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 3.130 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.436 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.977 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.988 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.001 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.140 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.647 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.616 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.543 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.562 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.841 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.833 01/16/2015 - 20:47 Português