CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Medo das trevas

Tal qual uma entidade, um espírito ancião,
Muitíssimo além de todos os nossos credos
O extintivo, anacrônico, implacável medo
Que a humanidade nutre pela escuridão

Vinda de lugar nenhum e da imensidão
Ao mesmo tempo, a deitar-se sobre os rochedos,
Caso faz correr um rumor pelo arvoredo
Também faz estremecer nosso coração:

Suprema expressão expressionista da obra de arte!
É a muito maior que a magnitude do ruído
Preocupação com quem poderá ter ouvido

Nossos passos; de todas as nenhumas partes
O despertar do horror de olhos perscrutadores
À íntima realidade de nossos pudores...
6 de janeiro de 2013 – 01h 22min
Natal  -  Rio Grande do Morte  -  Brasil

Adolfo J. de Lima

Submited by

terça-feira, janeiro 8, 2013 - 20:46

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Adolfo

imagem de Adolfo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 semanas 4 dias
Membro desde: 05/12/2011
Conteúdos:
Pontos: 3573

Comentários

imagem de Maria Letra

Medo das Trevas

..."O extintivo, anacrônico, implacável medo
Que a humanidade nutre pela escuridão"...
Gostei muito, Adolfo. Pertenço ao numero dos que têm medo da escuridão.
É sempre um grande prazer para mim saber de jovens que gostam de escrever poesia.
Um abraço.

imagem de Adolfo

E eu que, nem mesmo um pirralho, nunca tive do escuro!

Desde ainda mais jovem me foi um prazer por estes medos no papel, e por a poesia no papel por medos... E muito obrigado por ler, e aqui junto a ti poder mostrar que a poesia não discrimina a idade ;)

Um abraço,

Adolfo ((:

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Adolfo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto "Deus está morto!" 4 1.716 03/06/2020 - 22:34 Português
Poesia/Soneto Quatro de Copas 0 67 03/06/2020 - 22:33 Português
Poesia/Soneto Cântico do cântaro 0 77 03/04/2020 - 07:18 Português
Poesia/Soneto Autumnus 0 94 01/17/2020 - 01:59 Português
Poesia/Soneto Stigma 0 88 01/15/2020 - 08:15 Português
Poesia/Desilusão Versos natimortos 2 184 01/15/2020 - 08:05 Português
Poesia/Tristeza Cicatriz 3 1.188 03/21/2018 - 23:49 Português
Poesia/Fantasia Meu pequeno mito da criação 5 892 03/18/2018 - 20:29 Português
Poesia/Desilusão 18 - Uísque 2 1.799 03/18/2018 - 20:28 Português
Poesia/Desilusão Uma nau sem rumo 2 1.146 03/18/2018 - 20:25 Português
Poesia/Soneto Ocaso 2 967 03/18/2018 - 20:24 Português
Poesia/Soneto Pontius Pilatus 1 1.748 02/28/2018 - 17:24 Português
Poesia/Soneto Boemia 1 1.053 02/27/2018 - 19:05 Português
Poesia/Paixão Konijntje 2 794 04/20/2017 - 17:11 Português
Poesia/Erótico Austeridade 2 1.196 04/14/2017 - 15:48 Português
Poesia/Soneto Última lua juntos 1 1.014 01/20/2017 - 10:50 Português
Poesia/Amor Leviatã 0 985 02/23/2016 - 00:36 Português
Poesia/Paixão A sós em Cabo Branco 2 1.422 08/27/2014 - 22:21 Português
Poesia/Haikai Hai-kai da lua 1 3.538 06/14/2014 - 00:07 Português
Poesia/Poetrix Do quarto-minguante 2 1.053 06/13/2014 - 23:35 Português
Poesia/Intervenção Choque! 0 1.309 06/21/2013 - 20:30 Português
Poesia/Soneto Eu quero ver a grande confusão! 0 1.315 06/19/2013 - 22:31 Português
Poesia/Soneto Revisão De Princípios - Fim Dos Princípios 0 1.690 04/12/2013 - 01:31 Português
Poesia/Meditação Aranhas 0 2.028 04/05/2013 - 01:49 Português
Poesia/Soneto Cochilo do ímpeto 1 1.549 04/04/2013 - 10:43 Português