CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O ADEUS É A ESCURIDÃO DO ESCURO …

O adeus é um choro
que se empedra nos olhos.

Um socorro silencioso.

Um vazio que enche a alma de frio.

Um suspiro que vem de longe,
de lá de bem dentro de nós.

Uma voz escondida no pensamento
a preto e branco.

Uma voz dita em pranto.

Uma tormenta
num olhar afogado em lágrimas.

Um tempo onde tudo é noite.

Uma noite velejada na insónia.

Uma noite onde as estrelas são borboletas
de asas atadas ao chão.

O adeus é a escuridão do escuro.

É uma faca afiada de morte.

Um clarão que se parte em ventos.

Sopros que se perdem por ângulos
sem geometria,
sem sentido.

Um silêncio sempre a cair.

Um só grito de tanto.

Um sono pálido,
um pesadelo para lá da lucidez.

O adeus é um grito
cujo eco se esbarra desfeito no infinito.

.
.
.
.

Submited by

domingo, outubro 7, 2012 - 18:46

Poesia :

Your rating: None (5 votes)

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 5 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de AnaCoelho

O adeus só pode ser belo em

O adeus só pode ser belo em palavras poéticas como estas. Muito bom
beijo

imagem de Adolfo

Calmaria que prediz a

Calmaria que prediz a tormenta.
O tormento que sufoca a língua.
Silêncio febril no qual uma alma
Se dissolve e se esvai...

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 36.995 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.609 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.219 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.139 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.985 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.009 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.684 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.683 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.422 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.829 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.252 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.362 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.630 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.824 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.167 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.871 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.743 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.750 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.918 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.560 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.463 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.388 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.425 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.753 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.660 01/16/2015 - 20:47 Português