CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

OLHOS SEM PALAVRAS …

A estrela que em mim te cintilava,
agora chora sobre mim a tua despedida.

Foste estrada fora de lua despida.

Sem os teus beijos,

o tempo demora a passar
como uma lágrima insecável,
um pesadelo solto em sonos de adeus.

Aos voos da vida não volto
se não fores tu os ares dos meus céus.

Sou uma mão perdida em saudades de ti,
um não sem saída na mentira que senti.

Deixaste-me os olhos sem palavras,
o olhar sem horizontes,
a boca sem voz.

O silêncio é o sol que lavra lembranças de nós,
é poeira de paixão na sede dos meus lábios,
é o desassossego do meu pensamento.

Os meus sonhos são medonhos espinhos de insónia,
sombras de um poema que grita distâncias de ti.

O mar de ti agita ausências sem fim,
ânsias em mim infinitas,
um suicídio tentador.

O bater do meu coração ficou rouco de tanta dor.

Sinto-me a perder,
a morrer por aí sem amor,
a correr como um louco sem te ver.

Caminho sozinho pelo labirinto das noites,
como um pássaro sem ninho nem luar.

Um corpo na escuridão sem alma para amar,
um poeta já sem tinta para me escrever,

um fantasma sem forma,
um vento debaixo das pedras
que sepultam o meu júbilo sem ti.

.
.
.
.

Submited by

quinta-feira, março 14, 2013 - 23:28

Poesia :

Your rating: None (5 votes)

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 14 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos DA POESIA 1 5.737 05/26/2020 - 23:50 Português
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.583 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.785 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.465 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.292 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.145 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.129 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.946 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.803 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.959 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.519 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.502 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.788 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 3.151 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.440 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.985 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.996 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.007 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.143 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.651 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.622 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.549 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.564 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.845 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.837 01/16/2015 - 20:47 Português