CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Palavra Forjada

A poesia é um diuretico
Um laxante
Um antipiretico
De uma temperatura inventada.
È uma peça de teatro sem o palco.
A poesia é um calo do dedo indicador de uma costureira
à moda antiga , que cosia com agulha e sem dedal.
É uma arte mais pequena
Os seus livros não chegam ao cimema
Mas envolta na arte do bem escrever.
È o fado não tocado
È o acorde recitado
È não ter receio da vergonha
Escrever a alma como quem sonha
E acordar a rimar.
É também não ter rima alguma
Porque o rimar não faz diferença
É ter na palavra a crença
Que esta mesma vai mudar

Submited by

sexta-feira, julho 16, 2010 - 17:10

Poesia :

No votes yet

Outro

imagem de Outro
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 21 semanas
Membro desde: 03/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 890

Comentários

imagem de danyfilipa

Re: A Palavra Forjada

"A poesia é um diuretico
Um laxante
Um antipiretico"

"È o fado não tocado
È o acorde recitado
È não ter receio da vergonha
Escrever a alma como quem sonha"

"É ter na palavra a crença
Que esta mesma vai mudar"

..tu és poesia ;-)

bjo

imagem de Outro

Re: A Palavra Forjada

Muito Obrigado pelo comentario "tu és poesia"!
Embaracaste-me.
Mas somos todos parte de poemas de uma mensagem escrita em prosa poetica.

imagem de Susan

Re: A Palavra Forjada

Outro que poema cheio de emoções que são encontradas pelo poeta em palavras incomuns e de um jeito muito gracioso
È uma peça de teatro sem o palco. A poesia é um calo do dedo indicador de uma costureira à moda antiga , que cosia com agulha e sem dedal.
Abraços
Susan

imagem de Librisscriptaest

Re: A Palavra Forjada

É tudo isto, q tão bem transmitiste e tanto mais...
Sublinho esta parte, q de todo o poema me deliciou mais:
"É o fado não tocado
É o acorde recitado
É não ter receio da vergonha
Escrever a alma como quem sonha"
Beijinho em ti, Outro
Inês

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Outro

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Ao volante do Chevrolet pela estrada de Sintra- Álvaro de Campos -Poema Pintado- Paint sobre Paint 0 589 01/17/2018 - 22:11 Português
Poesia/Geral O Astro Rei 0 788 01/14/2018 - 17:14 Português
Poesia/Geral Imagina lá tu... 0 1.452 01/14/2018 - 16:54 Português
Poesia/Geral Alfanumérico 0 916 01/13/2018 - 13:56 Português
Poesia/Geral Raízes 0 508 01/11/2018 - 18:45 Português
Poesia/Geral Inteligência Artificial 0 735 01/07/2018 - 19:32 Português
Poesia/Geral Canção ás Minhas 3 Meninas 0 566 01/02/2018 - 11:13 Português
Poesia/Geral contemplamento 0 509 01/01/2018 - 17:27 Português
Poesia/Amor Livros 0 803 12/15/2017 - 16:06 Português
Poesia/Geral As Grandes Guerras 2 1.337 07/27/2011 - 14:36 Português
Poesia/Geral Patetice 4 1.354 07/27/2011 - 14:17 Português
Poesia/Geral Palavras Caídas 0 1.388 07/27/2011 - 13:45 Português
Poesia/Geral Palavreados 0 1.201 07/05/2011 - 13:23 Português
Poesia/Geral Hermético 0 2.669 06/19/2011 - 22:54 Português
Poesia/Geral Sinapse em Tilt 0 2.435 06/05/2011 - 11:57 Português
Poesia/Geral Convite Para Lançamento de Livro 0 2.523 05/18/2011 - 18:38 Português
Poesia/Geral Não Tenho Titulo Para Isto 13 1.873 04/27/2011 - 15:23 Português
Poesia/Geral Os Encalhados 4 2.233 04/27/2011 - 09:17 Português
Poesia/Geral Silêncios 4 1.476 04/17/2011 - 23:44 Português
Poesia/Geral Escrito Por Todos Nós 0 1.773 03/17/2011 - 16:45 Português
Poesia/Geral In Perfeição 3 1.023 03/15/2011 - 22:50 Português
Poesia/Geral Valium 1 2.116 03/13/2011 - 00:44 Português
Poesia/Geral "Tu" 0 1.697 03/12/2011 - 16:37 Português
Poesia/Geral "Porque a Galinha Atravessa a Estrada?" 0 1.510 03/12/2011 - 15:53 Português
Poesia/Geral "Eu" 1 1.302 03/11/2011 - 00:51 Português