CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

PERIGO REAL E IMEDIATO

Momento crítico de fato
Dias incertos no ambiente
Armou-se a situação pra gente
Como ratoeira para o rato
E sem cachorro nesse mato
É preciso muito cuidado
Pois tudo pode ser mudado
E assim não mais que de repente
Alguém que hoje está presente
Amanhã pode ser passado

Quem da verdade sente medo
Pode ver como terrorismo
Mas eu não sigo o catecismo
Não creio em mistério, segredo
Não antes tarde, quero cedo
Que ninguém mais seja refém
E o vírus que não olha a quem
Nem sabe de amor ou clemência
Perca a batalha pra ciência
E que não mate mais ninguém.

Sérgio da Silva Teixeira
BAGÉ/RS.

Submited by

quarta-feira, abril 7, 2021 - 13:42

Poesia :

No votes yet

Sérgio Teixeira

imagem de Sérgio Teixeira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 12 horas 43 minutos
Membro desde: 01/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 499

Comentários

imagem de J. Thamiel

coment

Parabéns, amigo poeta quase dos pampas.

imagem de Odairjsilva

Que maravilha!

Senti a insegurança deste tempo presente em seus versos. Boa reflexão. Gostei muito.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Sérgio Teixeira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral O PÃO E A LETRA 0 10 04/18/2021 - 17:52 Português
Poesia/Geral PERIGO REAL E IMEDIATO 2 166 04/08/2021 - 15:09 Português
Poesia/Geral A DERROTA DA MORTE 2 228 04/07/2021 - 15:46 Português
Poesia/Fantasia ETERNA INFÂNCIA 0 93 03/08/2021 - 01:19 inglês
Poesia/Geral PLANOS PARA O FUTURO 1 445 02/28/2021 - 11:18 Português
Poesia/Soneto SONETO DO MORTO VIVO 2 608 01/27/2021 - 17:26 Português
Poesia/Geral DÉCIMAS DO ATORMENTADO 2 223 01/27/2021 - 16:16 Português
Poesia/Soneto SONETO ANTAGÔNICO 3 382 01/27/2021 - 16:13 Português
Poesia/Geral DESEJO DE MORTE 4 166 01/24/2021 - 23:24 Português
Poesia/Geral DÉCIMAS DA PANDEMIA 1 347 12/04/2020 - 13:03 Português
Poesia/Soneto SONETO DA ESCURIDÃO 2 309 10/30/2020 - 12:15 Português
Poesia/Geral POEMA DO HOMEM INVISÍVEL 0 271 10/10/2020 - 20:45 Português
Poesia/Soneto SONETO À ESPERANÇA 1 241 09/21/2020 - 13:05 Português
Poesia/Geral DESPEDIDA 0 352 07/04/2020 - 21:40 Português
Poesia/Geral POR UNS E OUTROS MOTIVOS (RACISMO) 3 619 06/16/2020 - 21:07 Português
Poesia/Geral SOMOS TODOS IGUAIS (?) 2 643 05/25/2020 - 21:23 Português
Poesia/Geral O CANTAR DO MEU SILÊNCIO 2 525 05/06/2020 - 16:26 Português
Poesia/Soneto SONETO ÀS FLORES DA SEXTA-FEIRA SANTA 0 513 04/10/2020 - 16:10 Português
Poesia/Geral DÉCIMAS DO MAL QUE FEZ A PAZ MUNDIAL 2 584 03/27/2020 - 01:51 Português
Poesia/Geral ANALISTA DE MIM MESMO 0 441 03/17/2020 - 14:38 Português
Poesia/Soneto SONETO DA EXPERIÊNCIA 0 561 02/17/2020 - 17:52 Português
Poesia/Soneto SONETO DO ACASO 0 561 02/07/2020 - 11:45 Português
Poesia/Geral INÚTIL SABER (DÉCIMAS) 0 614 01/22/2020 - 22:41 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 729 01/05/2020 - 14:06 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 999 01/05/2020 - 13:59 Português