CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Pesquisa (Paulo Mendes Campos)

Tempo é espaço interior. Espaço é tempo exterior.
                                          Novalis

A gaivota determinada mergulha na água
Verde. Há um tempo para o peixe
E um tempo para o pássaro
E dentro e fora do homem
Um tempo eterno de solidão.
Muitas vezes, fixando o meu olhar no morto,
Vi espaços claros, bosques, igapós,
O sumidouro de um tempo subterrâneo
(Patético, mesmo às almas menos presentes)
Vi, como se vê de um avião,
Cidades conjugadas pelo sopro do homem,
A estrada amarela, o rio barrento e torturado,
Tudo tempos de homem, vibrações de tempo,
                                  [ vertigens.

Senti o hálito do tempo doando melancolia
Aos que envelhecem no escuro das boîtes,
Vi máscaras tendidas para o copo e para
                                  [ o tempo.
Com uma tensão de nervos feridos
E corações espedaçados.
Se acordamos, e ainda não é madrugada,
Sentimos o invisível fender do silêncio,
Um tempo que se ergue ríspido na escuridão.
Cascos leves de cavalos cruzam a aurora.
O tempo goteja
Como o sangue.
Os cães discursam nos quintais, e o vento,
Grande cão infeliz,
Investe contra a sombra.

O tempo é audível; também se pode ouvir a
                                        [ eternidade.

Paulo Mendes Campos, (1922-1991), poeta, cronista e tradutor mineiro.
In: Melhores Poemas. Seleção de Guilhermino César
Editora Global, 3a. ed., São Paulo, 2000

Submited by

segunda-feira, abril 23, 2012 - 11:01

Poesia :

No votes yet

AjAraujo

imagem de AjAraujo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 5 semanas
Membro desde: 10/29/2009
Conteúdos:
Pontos: 15584

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AjAraujo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Poetrix Poemas - de "Magma" (Guimarães Rosa) 2 22.213 06/11/2019 - 11:48 Português
Videos/Música Ave Maria - Schubert (Andre Rieu & Mirusia Louwerse) 1 42.648 06/11/2019 - 11:02 inglês
Poesia/Fantasia Cabelos de fogo 0 3.679 04/28/2018 - 21:38 Português
Poesia/Dedicado A criança dentro de ti 0 2.572 04/28/2018 - 21:20 Português
Poesia/Pensamentos O porto espiritual 0 3.264 04/28/2018 - 21:00 Português
Poesia/Dedicado Ano Novo (Ferreira Gullar) 1 2.680 02/20/2018 - 19:17 Português
Prosas/Drama Os ninguéns (Eduardo Galeano) 0 2.859 12/31/2017 - 19:09 Português
Poesia/Dedicado Passagem de ano (Carlos Drummond de Andrade) 0 3.863 12/31/2017 - 18:59 Português
Prosas/Contos Um conto de dor e neve (AjAraujo) 0 4.652 12/20/2016 - 11:42 Português
Prosas/Contos Conto de Natal (Rubem Braga) 0 4.109 12/20/2016 - 11:28 Português
Prosas/Contos A mensagem na garrafa - conto de Natal (AjAraujo) 0 5.428 12/04/2016 - 13:46 Português
Poesia/Intervenção Educar não é... castigar (AjAraujo) 0 2.428 07/08/2016 - 00:54 Português
Poesia/Intervenção Dois Anjos (Gabriela Mistral) 0 4.768 08/04/2015 - 23:50 Português
Poesia/Dedicado Fonte (Gabriela Mistral) 0 3.562 08/04/2015 - 22:58 Português
Poesia/Meditação O Hino Cotidiano (Gabriela Mistral) 0 4.090 08/04/2015 - 22:52 Português
Poesia/Pensamentos As portas não são obstáculos, mas diferentes passagens (Içami Tiba) 0 4.140 08/02/2015 - 23:48 Português
Poesia/Dedicado Pétalas sobre o ataúde - a história de Pâmela (microconto) 0 5.160 03/30/2015 - 11:56 Português
Poesia/Dedicado Ode para a rendição de uma infância perdida 0 4.120 03/30/2015 - 11:45 Português
Poesia/Tristeza Entre luzes e penumbras 0 3.599 03/30/2015 - 11:39 Português
Poesia/Tristeza No desfiladeiro 1 5.680 07/26/2014 - 00:09 Português
Poesia/Intervenção Sinais da história 0 3.595 07/17/2014 - 00:54 Português
Poesia/Fantasia E você ainda acha pouco? 0 4.560 07/17/2014 - 00:51 Português
Poesia/Aforismo Descanso eterno 2 5.078 07/03/2014 - 22:28 Português
Poesia/Intervenção Paisagem (Charles Baudelaire) 0 4.679 07/03/2014 - 03:16 Português
Poesia/Meditação Elevação (Charles Baudelaire) 0 4.493 07/03/2014 - 03:05 Português