CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Por Direito

As pessoas são fúteis
Em seus pequenos mundos
Feitos de sonhos e fantasias.

Vivem em horizontes distantes
Da pobreza e tristeza em grande quantia.

Se preocupam, com seus enfeites,
E esquecem que milhões nem ao menos
Tem pão e leite para viver.

Fecham os olhos para o próximo
Esquecem do sofrer, do aviso no gramado,
Aonde diz: Vagabundo, cuidado!

Não se misturam com quem fede há muitos dias,
Mas se esquecem que por dentro, eles
Podres estão e sem espírito ficarão.

Para que se preocupar,
Se a mesa esta farta para o jantar?
Para que chorar,
Se seu plano de saúde esta em dia,
E vacinados contra qualquer
Situação humilhante e doentia?

As pessoas estão fúteis
E me enojam, suas caras de pau,
Como se tudo, fosse normal,
E nada lhes fosse por dever resolver.

Apenas preocupadas com seus carrões
Com sua salada diet e camarões,
Se vão beber whisky ou champanhe,
Enquanto falta água em alguma vila ou nação.

As pessoas me enojam
E o triste é que nada fazem,
Para mudar.

Sorte da miséria
Que pela fé, nada se cobra,
E esperar ainda que por deveras cansativo,
Esse direito, ninguém lhes tirou.
 

Submited by

segunda-feira, outubro 31, 2011 - 20:16

Poesia :

No votes yet

Pablo Gabriel

imagem de Pablo Gabriel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 semana 1 dia
Membro desde: 05/02/2011
Conteúdos:
Pontos: 2926

Comentários

imagem de Mydeepsoul

Profunda e cruel realidade em

Profunda e cruel realidade em cada uma das palavras... identifico-me com este pensamento sobre a sociedade em que estamos forçadamente inseridos.

"...

As pessoas estão fúteis
E me enojam, suas caras de pau,
Como se tudo, fosse normal,
E nada lhes fosse por dever resolver.

..."

 

Gostei muito...

imagem de apsferreira

É verdade, Pablo... Feche-se

É verdade, Pablo...

Feche-se os olhos, e

ande-se em frente.

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Pablo Gabriel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Paixão [Negra] 0 25 05/22/2020 - 18:23 Português
Poesia/Meditação [Pulsar] 0 76 04/30/2020 - 19:43 Português
Poesia/Meditação [Teias] 0 183 03/16/2020 - 14:24 Português
Poesia/Pensamentos [As vozes] 0 237 02/12/2020 - 19:15 Português
Poesia/Meditação [Vento] 0 131 02/10/2020 - 14:13 Português
Poesia/Pensamentos [Queda] 0 331 01/23/2020 - 20:15 Português
Poesia/Amor [Invisíveis] 0 181 01/06/2020 - 18:06 Português
Poesia/Meditação [Casas invisíveis] 0 328 12/13/2019 - 17:59 Português
Poesia/Meditação [PÓ] 0 230 12/09/2019 - 15:01 Português
Poesia/Pensamentos [A hora mais escura] 0 425 09/27/2019 - 18:59 Português
Poesia/Pensamentos [Urubus] 1 596 09/27/2019 - 13:24 Português
Poesia/Pensamentos [Fantasma] 0 312 09/19/2019 - 21:31 Português
Poesia/Amor [Teus lábios] 0 518 08/15/2019 - 15:01 Português
Poesia/Meditação [Á deriva] 0 987 05/08/2019 - 15:29 Português
Poesia/Meditação [Vazios] 0 1.140 04/03/2019 - 21:00 Português
Poesia/Meditação [Círculos] 0 1.325 03/12/2019 - 17:34 Português
Poesia/Meditação [Mundo] 0 1.118 12/07/2018 - 20:47 Português
Poesia/Meditação [Curtido] 0 1.382 11/26/2018 - 20:20 Português
Poesia/Meditação [Caminhar] 0 896 11/21/2018 - 14:21 Português
Críticas/Outros [A filosofia do povo] 0 1.469 10/30/2018 - 14:13 Português
Poesia/Meditação [Morto] 0 1.541 10/25/2018 - 19:56 Português
Poesia/Meditação [Novos velhos] 0 971 10/24/2018 - 14:52 Português
Poesia/Meditação [Preço] 0 729 10/23/2018 - 15:12 Português
Poesia/Meditação [Destempero] 0 866 10/05/2018 - 21:19 Português
Poesia/Meditação [Brasília] 0 885 08/03/2018 - 20:28 Português