CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A PRIMAVERA E O TEMPO

Tentei segurar no braço
A tarde quando caía
Na certeza do fracasso
Para não perder o dia
Pois o tempo tem mania
Não atrasa nem adianta
Sem convite é companhia
Mata o que ele mesmo planta

Deita comigo e levanta
Mas não morre, quem me dera
Não saúda a primavera
Nem o pássaro que canta
Silencia o que acalanta
A nova estação e o clima
Tudo ao fim ele destina
E até o eterno se espanta

Perseguindo eternamente
Pois é só isso que sabe
Fazer com que um dia acabe
A existência do vivente
O tempo passa contente
Sem saber o que é espera
Alheio à primavera
Que quer renovar a gente.

Sérgio Teixeira
Bagé/RS

Submited by

sexta-feira, setembro 22, 2017 - 13:11

Poesia :

No votes yet

Sérgio Teixeira

imagem de Sérgio Teixeira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 dias 8 horas
Membro desde: 01/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 552

Comentários

imagem de J. Thamiel

comment

Seu poema é lindo!
Quem me dera
antes do dia findo,
bem antes da primavera,
antes do meu nascimento,
sem existir a espera,
eu acordasse num momento
do meu sono profundo.
E, como em sonho tudo invento,
eu inventasse nosso mundo.

Se amigo,
J. Thamiel

imagem de Sérgio Teixeira

RESPOSTA

Por certo bem melhor seria
Esse novo mundo inventado
Nesse sonho que foi criado
Por quem escreve poesia
A criação é seu papel
Com seu sentimento profundo
E eu sonho com esse seu mundo
Amigo J. Tamiel.

Um abraço.
Sérgio Teixeira
Bagé/RS.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Sérgio Teixeira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral VIAGEM AO INTERIOR 0 26 11/19/2021 - 22:23 Português
Poesia/Geral A PIADA E O PASSARINHO 4 218 11/18/2021 - 16:37 Português
Poesia/Geral SONHANDO ACORDADO 2 479 10/27/2021 - 16:57 Português
Poesia/Geral OUTUBRO 0 88 10/01/2021 - 14:54 Português
Poesia/Geral SETEMBRO 4 477 09/21/2021 - 22:30 Português
Poesia/Fantasia A DÚVIDA 2 478 08/14/2021 - 20:49 Português
Poesia/Geral ABAIXO DE ZERO 0 161 07/29/2021 - 19:24 Português
Poesia/Geral QUEBRA CABEÇA 1 230 06/28/2021 - 14:38 Português
Poesia/Geral ALMA 0 255 05/17/2021 - 21:21 inglês
Poesia/Geral O PÃO E A LETRA 2 479 04/21/2021 - 22:20 Português
Poesia/Geral PERIGO REAL E IMEDIATO 2 412 04/08/2021 - 14:09 Português
Poesia/Geral A DERROTA DA MORTE 2 461 04/07/2021 - 14:46 Português
Poesia/Fantasia ETERNA INFÂNCIA 0 343 03/08/2021 - 00:19 inglês
Poesia/Geral PLANOS PARA O FUTURO 1 632 02/28/2021 - 10:18 Português
Poesia/Soneto SONETO DO MORTO VIVO 2 854 01/27/2021 - 16:26 Português
Poesia/Geral DÉCIMAS DO ATORMENTADO 2 394 01/27/2021 - 15:16 Português
Poesia/Soneto SONETO ANTAGÔNICO 3 679 01/27/2021 - 15:13 Português
Poesia/Geral DESEJO DE MORTE 4 352 01/24/2021 - 22:24 Português
Poesia/Geral DÉCIMAS DA PANDEMIA 1 497 12/04/2020 - 12:03 Português
Poesia/Soneto SONETO DA ESCURIDÃO 2 580 10/30/2020 - 11:15 Português
Poesia/Geral POEMA DO HOMEM INVISÍVEL 0 549 10/10/2020 - 19:45 Português
Poesia/Soneto SONETO À ESPERANÇA 1 465 09/21/2020 - 12:05 Português
Poesia/Geral DESPEDIDA 0 588 07/04/2020 - 20:40 Português
Poesia/Geral POR UNS E OUTROS MOTIVOS (RACISMO) 3 879 06/16/2020 - 20:07 Português
Poesia/Geral SOMOS TODOS IGUAIS (?) 2 873 05/25/2020 - 20:23 Português