CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A propósito disto: A Fé (Vladimir Maiakóvski)

A Fé

Distendei vossa espera o quanto quiserdes - tão clara
duma clareza tão alucinante é minha visão que, dir-se-ia,
bastava o tempo de liquidar esta rima,
para, garimpando ao longo do verso,

entrar numa vida maravilhosa. Eu não preciso indagar o que e como.
Vejo-o,nítido, até os último detalhes, no ar, camada sobre camada,
como pedra sobre pedra.
Vejo erguer-se,

fulgurando no pináculo dos séculos, isento de podridões
ou poeiras, o laboratório das ressurreições humanas.
Eis o calmo químico,
a vasta fronte franzida

em meio à experiência . Num livro, “Toda a Terra”,
procura ele um nome.
“O Século Vinte...vejamos,
a quem ressuscitar?
A Maiakóvski talvez...

Não, busquemos matéria mais interessante!
Não era bastante belo esse poeta”.
Será então minha vez de gritar

daqui mesmo, desta página de hoje: “Pára, não folheies mais!
É a mim que deves ressuscitar!”

Vladimir Maikóvski, poema traduzido por Augusto de Campos.

Submited by

domingo, julho 3, 2011 - 14:46

Poesia :

No votes yet

AjAraujo

imagem de AjAraujo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 20 semanas
Membro desde: 10/29/2009
Conteúdos:
Pontos: 15584

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AjAraujo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Poetrix Poemas - de "Magma" (Guimarães Rosa) 2 17.505 06/11/2019 - 11:48 Português
Videos/Música Ave Maria - Schubert (Andre Rieu & Mirusia Louwerse) 1 23.985 06/11/2019 - 11:02 inglês
Poesia/Fantasia Cabelos de fogo 0 728 04/28/2018 - 21:38 Português
Poesia/Dedicado A criança dentro de ti 0 628 04/28/2018 - 21:20 Português
Poesia/Pensamentos O porto espiritual 0 650 04/28/2018 - 21:00 Português
Poesia/Dedicado Ano Novo (Ferreira Gullar) 1 822 02/20/2018 - 19:17 Português
Prosas/Drama Os ninguéns (Eduardo Galeano) 0 787 12/31/2017 - 19:09 Português
Poesia/Dedicado Passagem de ano (Carlos Drummond de Andrade) 0 801 12/31/2017 - 18:59 Português
Prosas/Contos Um conto de dor e neve (AjAraujo) 0 1.827 12/20/2016 - 11:42 Português
Prosas/Contos Conto de Natal (Rubem Braga) 0 1.168 12/20/2016 - 11:28 Português
Prosas/Contos A mensagem na garrafa - conto de Natal (AjAraujo) 0 2.286 12/04/2016 - 13:46 Português
Poesia/Intervenção Educar não é... castigar (AjAraujo) 0 889 07/08/2016 - 00:54 Português
Poesia/Intervenção Dois Anjos (Gabriela Mistral) 0 2.483 08/04/2015 - 23:50 Português
Poesia/Dedicado Fonte (Gabriela Mistral) 0 1.420 08/04/2015 - 22:58 Português
Poesia/Meditação O Hino Cotidiano (Gabriela Mistral) 0 1.507 08/04/2015 - 22:52 Português
Poesia/Pensamentos As portas não são obstáculos, mas diferentes passagens (Içami Tiba) 0 1.562 08/02/2015 - 23:48 Português
Poesia/Dedicado Pétalas sobre o ataúde - a história de Pâmela (microconto) 0 2.220 03/30/2015 - 11:56 Português
Poesia/Dedicado Ode para a rendição de uma infância perdida 0 1.480 03/30/2015 - 11:45 Português
Poesia/Tristeza Entre luzes e penumbras 0 1.782 03/30/2015 - 11:39 Português
Poesia/Tristeza No desfiladeiro 1 2.741 07/26/2014 - 00:09 Português
Poesia/Intervenção Sinais da história 0 1.575 07/17/2014 - 00:54 Português
Poesia/Fantasia E você ainda acha pouco? 0 2.406 07/17/2014 - 00:51 Português
Poesia/Aforismo Descanso eterno 2 3.071 07/03/2014 - 22:28 Português
Poesia/Intervenção Paisagem (Charles Baudelaire) 0 2.192 07/03/2014 - 03:16 Português
Poesia/Meditação Elevação (Charles Baudelaire) 0 2.100 07/03/2014 - 03:05 Português