CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

QUERO

Quero imitar a noite e ultrapassar
o romantismo que faz de mim louco,
fazer dos olhos as tuas estrelas e iluminar-te
sem limites de luar ao sorrir-te.

Quero ver-te despertar as minhas manhãs
num alvor que abraça nossos corações despidos,
num beijo que rasga o nascer do sol
ao entrar em ti.

Quero mergulhar na cascata do teu ser verão
de delicias exóticas que temperam teus seios,
para adormecer meus lábios no mel da nossa entrega
sobre um manto de pétalas suaves,
ouvindo o nosso respirar afinado com o movimento
dos nossos corpos ainda aquecidos pelo nó,
que o sono deu à madrugada onde o sonho
é te encontrar acordar e te amar.

Enquanto o sol acorda desligamos em breve saudade
nossos corpos ao sair de ti,
mas nossas almas dissolvem-se na atmosfera
das horas que sou feliz a pensar em ti.

Ter-te à minha espera para a noite que imito calmo,
transforma em pó perfumado de paixão a pedra
já gasta da minha busca de amor

Submited by

domingo, novembro 23, 2008 - 09:38

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 1 dia
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de mariamateus

Re: QUERO

Quero imitar a noite e ultrapassar
o romantismo que faz de mim louco,
fazer dos olhos as tuas estrelas e iluminar-te
sem limites de luar ao sorrir-te.

TU KERES?
OS TEUS DESEJOS SERAM OUVIDOS!! :-)
INTERESSANTE,TEXTO QUE POSTASTE

GOSTEI!!

BEIJINHO :pint:

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 36.763 06/11/2019 - 08:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.531 03/06/2018 - 20:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.150 02/28/2018 - 16:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.069 02/10/2015 - 21:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.929 02/03/2015 - 19:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 3.930 02/02/2015 - 20:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.603 02/01/2015 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.647 01/31/2015 - 20:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.263 01/30/2015 - 22:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.794 01/30/2015 - 20:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.136 01/29/2015 - 21:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.308 01/29/2015 - 18:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.589 01/29/2015 - 00:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.731 01/28/2015 - 23:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.001 01/28/2015 - 20:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.825 01/27/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.645 01/27/2015 - 15:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.624 01/26/2015 - 19:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.807 01/25/2015 - 21:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.520 01/22/2015 - 21:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.405 01/21/2015 - 17:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.345 01/20/2015 - 18:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.390 01/19/2015 - 20:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.706 01/17/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.588 01/16/2015 - 19:47 Português