CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Só não quis ver

Eu devia ter dado ouvidos aos sinais
Deveria ter notado o silêncio
O desvio de olhar
A frieza da alma
Sim, eu devia ter sido mais atento
E não estaria na solidão agora
Não teria sofrido mais uma ilusão
Da qual eu poderia ter me livrado.

Mas eu não dei ouvidos aos sinais
Não prestei atenção aos avisos
Apenas continuei
Segui em frente e sonhei
Que um dia você pudesse me amar
Pudesse sentir o que eu sentia
Só me esqueci que o mundo não funciona assim
Não da forma que eu desejava
E ninguém pode ter o domínio sobre o sentimento
Eu já devia saber disso Só não quis ver.

E na manhã do tempo
Tudo havia sido desfeito
Seus olhos já não olhava para mim
Seu coração estava tão distante
Além do horizonte perdido
Os pensamentos navegando outros oceanos
Onde eu não conseguia mais alcançar
E nem poderia seguir-te
Porque não queria mais a minha presença.

O sonho acabou
Eu agora acordava para a vida
Você não poderia ser minha
Isso era apenas coisa de minha imaginação
Era o que desejava o meu coração
Não era e nunca foi a sua realidade
E não havia nada que pudesse fazer
Apenas esquecer e seguir meu caminho solitário
Em direção ao meu novo destino
De onde eu nunca deveria ter me afastado.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, março 6, 2023 - 11:58

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 dia 15 horas
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15342

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Essa saudade que me invade 6 127 04/22/2024 - 20:29 Português
Poesia/Dedicado Tiradentes 6 285 04/21/2024 - 13:48 Português
Poesia/Pensamentos Armadilhas ou ratoeiras 6 418 04/20/2024 - 20:08 Português
Poesia/Meditação Onde vão os velhos quando ficam velhos? 6 144 04/20/2024 - 13:53 Português
Poesia/Pensamentos Incoerência fantasiosa absurda 6 515 04/19/2024 - 20:29 Português
Poesia/Meditação A trágica paixão de Sansão 6 207 04/18/2024 - 20:34 Português
Poesia/Desilusão A parte fraca do coração 6 171 04/17/2024 - 00:43 Português
Poesia/Desilusão O lamento do sofrer 6 180 04/16/2024 - 11:40 Português
Poesia/Meditação O fim do mundo bate à porta 6 188 04/15/2024 - 23:38 Português
Poesia/Meditação Eu posso dizer não! 6 169 04/15/2024 - 11:29 Português
Poesia/Meditação A angústia de Caim 7 273 04/15/2024 - 00:52 Português
Poesia/Amor Não era brincadeira 6 181 04/13/2024 - 14:09 Português
Poesia/Amor Fascinante 6 737 04/10/2024 - 20:11 Português
Poesia/Amor Em cada pétala de rosa 7 406 04/10/2024 - 02:31 Português
Poesia/Meditação A Mulher Samaritana 6 1.050 04/08/2024 - 23:06 Português
Poesia/Intervenção Contra o racismo 6 296 04/07/2024 - 14:06 Português
Poesia/Desilusão Do amor não correspondido 6 522 04/06/2024 - 14:18 Português
Poesia/Intervenção Contra o bullying 6 468 04/05/2024 - 22:58 Português
Poesia/Amor Impossível ignorar 6 566 04/05/2024 - 02:43 Português
Poesia/Desilusão Não posso te esquecer 6 1.021 04/04/2024 - 02:54 Português
Poesia/Desilusão Seu prisioneiro 6 437 04/02/2024 - 11:51 Português
Poesia/Amor Um poema sem palavras 6 506 04/01/2024 - 19:33 Português
Poesia/Desilusão Quando não se pode evitar 6 451 03/30/2024 - 13:27 Português
Poesia/Pensamentos Observação 6 1.029 03/27/2024 - 22:12 Português
Poesia/Desilusão Agora o coração reclama 6 422 03/26/2024 - 20:13 Português