CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Santanésia: Terra dos Sonhos - resta uma saudade!

Serração, na caminhada matinal até a CIP

Alva camisa, calça azul-marinho vai o contínuo

Na estrada de saibro, passos acelerados

Transitam bicicletas, escolares e operários atentos,

Ao apito de alerta e final da fábrica de papel e do Cel. Camisão

Na banca o velho Adamastor madruga com as notícias

E o sol manso de inverno começa a despontar na praça

Senhoras deixam seus filhos no Jardim de Infância Maria Vinagre

Inda soltando baforadas de ar quente, recebo as primeiras tarefas

Atravesso a portaria que dá para o imponente Açude

 

Tenho como missão entregar um envelope na casa

Erguida no monte sobre o lago, estilo Europeu

Residência do Dr Mattos e Dona Nicinha

Retorno pelo terreno cedido para meu pai plantar

Alcanço ele com a vista, colhe abóboras

 

Dou-lhe um abraço afetuoso e sigo em frente

O Sr João não tolera atrasos, ou "morcegação" como ele chamava

Saio pela aléia de pinheiros, cruzo o fechado Clube dos 13

 

Sinto uma batida no chão, rola pequena bola no saibro

O tênis jogado em uma quadra maravilhosa

No que peguei, joguei de volta por entre a cerca-viva, lacerdinhas

Hoje está fazendo um belo dia, é dia de São João

O arraial estará fervendo no bairro do Querosene

Sonho com a fogueira armada, ganhar prendas, dançar quadrilha...

 

... Retorno ao escritório da CIP,

Entrego os jornais do dia para o admirável Sr VoeGeller

Sirvo-lhe uma xícara de café da Tia Amélia

Tem muito gosto por discutir política e os destinos do Brasil

Assim converso com ele maravilhado com o seu conhecimento

 

... Uma bronca com certeza me espera na volta

Mas, o Sr VoeGeller liga para o Sr João e diz que tinha me dado uma tarefa

Assim fazia quase sempre me dando a tarefa de selecionar notícias do Estadão

 

Sentado na escrivaninha, recordo-me daqueles tempos

Ainda vívidos na memória, tanta gente, quantas passagens

Umas já se foram, outras vamos reencontrando nas páginas e fotos

De um diário esquecido em algum lugar do passado

Aberto folha-por-folha, tingidas de amarelo, a cor da maturação

De vidas preciosas, frutos da grande árvore da existência

Eternos e vigilantes espíritos que nos fazem sonhar, renascer, seguir em frente.

 

AjAraújo, o poeta humanista, recorda neste acróstico, escrito em 26-f ev-2012, a sua terra natal - Santanésia - de onde guarda

recordações na escrivaninha do tempo, diário que vai sendo aberto, redescoberto em cada passagem,

com as histórias e suas figuras maravilhosas, contando na prática, a sua própria história.

Submited by

domingo, fevereiro 26, 2012 - 15:45

Poesia :

No votes yet

AjAraujo

imagem de AjAraujo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 43 semanas
Membro desde: 10/29/2009
Conteúdos:
Pontos: 15584

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AjAraujo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Poetrix Poemas - de "Magma" (Guimarães Rosa) 2 18.301 06/11/2019 - 10:48 Português
Videos/Música Ave Maria - Schubert (Andre Rieu & Mirusia Louwerse) 1 24.380 06/11/2019 - 10:02 inglês
Poesia/Fantasia Cabelos de fogo 0 1.715 04/28/2018 - 20:38 Português
Poesia/Dedicado A criança dentro de ti 0 1.083 04/28/2018 - 20:20 Português
Poesia/Pensamentos O porto espiritual 0 961 04/28/2018 - 20:00 Português
Poesia/Dedicado Ano Novo (Ferreira Gullar) 1 968 02/20/2018 - 18:17 Português
Prosas/Drama Os ninguéns (Eduardo Galeano) 0 1.216 12/31/2017 - 18:09 Português
Poesia/Dedicado Passagem de ano (Carlos Drummond de Andrade) 0 1.466 12/31/2017 - 17:59 Português
Prosas/Contos Um conto de dor e neve (AjAraujo) 0 2.163 12/20/2016 - 10:42 Português
Prosas/Contos Conto de Natal (Rubem Braga) 0 1.464 12/20/2016 - 10:28 Português
Prosas/Contos A mensagem na garrafa - conto de Natal (AjAraujo) 0 2.640 12/04/2016 - 12:46 Português
Poesia/Intervenção Educar não é... castigar (AjAraujo) 0 1.052 07/07/2016 - 23:54 Português
Poesia/Intervenção Dois Anjos (Gabriela Mistral) 0 2.699 08/04/2015 - 22:50 Português
Poesia/Dedicado Fonte (Gabriela Mistral) 0 1.682 08/04/2015 - 21:58 Português
Poesia/Meditação O Hino Cotidiano (Gabriela Mistral) 0 1.738 08/04/2015 - 21:52 Português
Poesia/Pensamentos As portas não são obstáculos, mas diferentes passagens (Içami Tiba) 0 2.096 08/02/2015 - 22:48 Português
Poesia/Dedicado Pétalas sobre o ataúde - a história de Pâmela (microconto) 0 2.986 03/30/2015 - 10:56 Português
Poesia/Dedicado Ode para a rendição de uma infância perdida 0 1.644 03/30/2015 - 10:45 Português
Poesia/Tristeza Entre luzes e penumbras 0 1.975 03/30/2015 - 10:39 Português
Poesia/Tristeza No desfiladeiro 1 3.078 07/25/2014 - 23:09 Português
Poesia/Intervenção Sinais da história 0 1.800 07/16/2014 - 23:54 Português
Poesia/Fantasia E você ainda acha pouco? 0 2.716 07/16/2014 - 23:51 Português
Poesia/Aforismo Descanso eterno 2 3.277 07/03/2014 - 21:28 Português
Poesia/Intervenção Paisagem (Charles Baudelaire) 0 2.389 07/03/2014 - 02:16 Português
Poesia/Meditação Elevação (Charles Baudelaire) 0 2.356 07/03/2014 - 02:05 Português