CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Saudações

Saúdo-Vos Amigos de todos os tempos, amigos de um tempo que não cesse nunca
para que não me sinta só mais uma pessoa a caminhar descalça.

Caminho mas num andar brando quase inanimada, sem força nas pernas , nem a força necessária no corpo, para poder avançar.

Esforço-me mas não sei como chegar, sem pisar as mesmas pegadas que já foram varridas pelo tempo há tanto tempo.

Amigos que me vêm sem me saberem de outro lugar, que não o das palavras que escrevo,
vêm além delas mesmas, ou então, além de mim neste plano onde o abandono se fez lugar
e o esquecimento se fez pesar na minha mente.

Tento alcançar a longevidade, doação desde todos os tempos mas não sei onde me encontrar.

Tento lembrar todos os eventos que tiveram lugar, num outro lugar e não alcanço esse lugar

Porque nada me diz nada, não sei como conseguir chegar.

De que vale ter olhos e não ver, ter pernas e não andar, ter corpo e não se saber movimentar,
ter os sentidos todos, e não saber como usufruir dessa dádiva de todos os tempos.

Tenho medo de cair, e caio tantas vezes quantas as que me fizeram chegar.

Tenho medo de andar e ando tantas vezes quantas as que me fizeram partir.

Só sinto medo:
medo de perder o andar
medo de perder a fala
medo de perder a visão
medo de perder a sensibilidade necessária para o prazer desmedido que me faz ser ainda alguém, pronto para aceitar a vida e tudo o que quiser ser, ou não ser, mesmo sem conseguir caminhar.

Saúdo-Vos, Amigos

Submited by

sexta-feira, dezembro 30, 2011 - 11:13

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

ÔNIX

imagem de ÔNIX
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 anos 40 semanas
Membro desde: 03/26/2008
Conteúdos:
Pontos: 4027

Comentários

imagem de Joel

te saúdo daqui também

te saúdo daqui também

imagem de Teresa Almeida

Tenho medo de andar e ando

Tenho medo de andar e ando tantas vezes quantas as que me fizeram partir.

 

Este verso é, para mim, um belo poema.

Gostei de entrar na tua casa poética e sentir-me saudada.

Nas minhas saudações vai um grande abraço.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of ÔNIX

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Acordar da Manhã 2 1.351 03/22/2018 - 22:16 Português
Poesia/Amor Céu 2 1.313 03/14/2018 - 22:25 Português
Poesia/Meditação Vida lá fora 5 1.075 03/14/2018 - 22:24 Português
Poesia/Dedicado Saudações 2 1.542 03/01/2018 - 11:13 Português
Fotos/Corpos Rendas 1 1.960 03/27/2016 - 03:20 Português
Poesia/Meditação Selváticas Emoções 0 853 01/17/2012 - 23:36 Português
Poesia/Meditação Talvez 2 1.139 01/17/2012 - 21:35 Português
Poesia/Meditação Jardins Aquáticos 1 842 01/04/2012 - 23:07 Português
Poesia/Meditação Eram rosas os meus olhos 1 1.143 12/27/2011 - 23:48 Português
Poesia/Meditação Verdes lembranças 0 1.275 12/15/2011 - 15:50 Português
Poesia/Meditação Se eu fosse só eu 0 1.357 12/09/2011 - 11:19 Português
Poesia/Meditação Bruma Intemporal 1 1.313 12/07/2011 - 02:03 Português
Poesia/Meditação Eras 1 1.114 12/06/2011 - 21:49 Português
Poesia/Meditação Vão-se os Modos, Esvai-se o Tempo 0 880 12/01/2011 - 21:29 Português
Poesia/Meditação Pensamento invulgar 1 1.545 11/30/2011 - 00:21 Português
Poesia/Meditação Dor 0 2.860 11/24/2011 - 13:45 Português
Poesia/Meditação Extraviados 6 2.492 11/23/2011 - 12:12 Português
Poesia/Meditação Bom Dia 1 1.699 09/29/2011 - 22:16 Português
Poesia/Tristeza Um nada somente 1 1.321 09/14/2011 - 12:23 Português
Prosas/Outros Sol da Manhã 0 1.389 09/12/2011 - 10:24 Português
Poesia/Amor Nu 0 1.783 09/07/2011 - 11:07 Português
Poesia/Amor Tu 2 1.076 08/30/2011 - 01:57 Português
Poesia/Meditação Só Alma 1 1.131 08/26/2011 - 10:23 Português
Poesia/Meditação O Avesso de Mim 2 1.275 08/23/2011 - 22:26 Português
Poesia/Meditação Grãos D'Ouro 3 1.465 08/23/2011 - 22:22 Português