CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Trombetas que ecoam no vazio

Trombetas que ecoam no vazio da existência
Que assustam mais do que alerta
Nas altas muralhas da ignorância
Uma geração anda de um lado ao outro
Sem ter a noção de onde seus pés estão
Frutos de uma implacável lavagem cerebral.

Há os que dormem e não podem acordar
Presos em seus pesadelos intermináveis
Caminham para um abismo de desinformação
E acreditam que os deuses traçaram os seus destinos
Por isso fazem escolhas irracionais
E rodopiam no vazio eterno da ignorância.

Não queria falar sobre isso outra vez
Mas tudo não passa de um verdadeiro retrato
Retrato gasto pelo tempo que reflete reflexos
De situações inusitadas na longa jornada da vida
Momentos que gostaríamos de esquecer
Mas que não conseguimos tirar de nossa memória.

Olhe para os principais monumentos erguidos
Veja o Cristo Redentor, o Colosso de Rhodes
Vislumbre o Coliseu romano, a Estátua da Liberdade
E observe se consegue desvendar os enigmas
Se tem capacidade para enxergar o que eles carregam
Os segredos ocultos da grande maioria da humanidade.

Em algum lugar do planeta existe uma saída
Ou apenas um lugar vazio de esperança para os mortais?
Um mar vazio e seco contrasta com um lago de sangue
E você não consegue olhar para o futuro
Porque nem mesmo sabe o seu passado e vive fora da realidade
Com a incerteza de uma vida presente.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, maio 23, 2024 - 20:43

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 horas 29 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 16158

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Canção Tudo o que desejei 6 147 07/14/2024 - 17:02 Português
Poesia/Pensamentos Palavras escritas para os perdidos 6 322 07/13/2024 - 14:36 Português
Poesia/Amor Amanhã, quem sabe? 6 149 07/12/2024 - 13:50 Português
Poesia/Desilusão O tempo faz esquecer 6 241 07/11/2024 - 14:37 Português
Poesia/Pensamentos Esquecemos o que aconteceu ontem 6 468 07/10/2024 - 16:47 Português
Poesia/Desilusão Passados recompostos 6 468 07/09/2024 - 15:15 Português
Poesia/Desilusão Fere como um punhal 6 317 07/08/2024 - 16:19 Português
Poesia/Pensamentos Que mundo criamos? 6 459 07/07/2024 - 14:34 Português
Poesia/Intervenção Convoco os poetas 8 405 07/07/2024 - 14:28 Português
Poesia/Pensamentos Todas as canções possíveis 6 615 07/05/2024 - 14:21 Português
Poesia/Dedicado Canção ao Festival de Pesca 6 246 07/04/2024 - 14:55 Português
Poesia/Amor No silêncio da noite 6 217 07/03/2024 - 23:34 Português
Poesia/Desilusão Um olhar que se foi 6 346 07/02/2024 - 17:08 Português
Poesia/Amor Para tão longo amor 6 248 07/01/2024 - 13:51 Português
Poesia/Paixão Êxtase 6 169 06/30/2024 - 14:01 Português
Poesia/Pensamentos Escravos da mentira e do vento 6 961 06/29/2024 - 15:23 Português
Poesia/Intervenção Planeta a suspirar 6 254 06/29/2024 - 01:23 Português
Poesia/Amor Sempre 6 408 06/28/2024 - 02:07 Português
Poesia/Desilusão Saudade é minha poesia 6 269 06/26/2024 - 20:35 Português
Poesia/Amor Se alguém souber 6 253 06/25/2024 - 03:50 Português
Poesia/Amor Deusa em um jardim 6 640 06/23/2024 - 14:57 Português
Poesia/Pensamentos Um tolo por acreditar 6 879 06/22/2024 - 14:07 Português
Poesia/Pensamentos A noite dos gafanhotos 8 1.056 06/22/2024 - 14:05 Português
Poesia/Pensamentos Enigmas de uma vida intensa 6 1.122 06/20/2024 - 20:08 Português
Poesia/Desilusão Desejos que acabam de partir 6 362 06/18/2024 - 23:49 Português