CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Versos escorrem como a seiva vital

Como o sangue que flui nas veias e artérias,
Os versos fluem como vivos testemunhos
De um tempo de cenas de violências
De toda sorte, de mãos se armam em punhos.

Das épicas batalhas abertas, Cruzadas,
Às modernas e cibernéticas Guerras
Silenciosas no abismo das desigualdades,
Ou ruidosa na produção de iniqüidades.

Como traçar um paralelo entre os
desígnios de Deus e as conquistas humanas?
Em busca do óleo negro sob o solo jorra
a seiva vermelha de milhares de vítimas.

Como falar de romantismo
no momento em que o humanismo
é sepultado pelo selvagem capitalismo
e a raça humana caminha para o fatalismo

Em versos aqui registro um pouco de momentos
que marcam a indignação, a revolta do poeta
e, os sentimentos de em cada tragédia
humana, morrer um pouco o coração do mundo.

AjAraújo, o poeta humanista, escrito em 2003.

Submited by

segunda-feira, abril 5, 2010 - 00:57

Poesia :

No votes yet

AjAraujo

imagem de AjAraujo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 14 semanas
Membro desde: 10/29/2009
Conteúdos:
Pontos: 15584

Comentários

imagem de Henrique

Re: Versos escorrem como a seiva vital

Bom poema!!!

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AjAraujo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Poetrix Poemas - de "Magma" (Guimarães Rosa) 2 18.921 06/11/2019 - 11:48 Português
Videos/Música Ave Maria - Schubert (Andre Rieu & Mirusia Louwerse) 1 25.233 06/11/2019 - 11:02 inglês
Poesia/Fantasia Cabelos de fogo 0 2.106 04/28/2018 - 21:38 Português
Poesia/Dedicado A criança dentro de ti 0 1.361 04/28/2018 - 21:20 Português
Poesia/Pensamentos O porto espiritual 0 1.365 04/28/2018 - 21:00 Português
Poesia/Dedicado Ano Novo (Ferreira Gullar) 1 1.240 02/20/2018 - 19:17 Português
Prosas/Drama Os ninguéns (Eduardo Galeano) 0 1.486 12/31/2017 - 19:09 Português
Poesia/Dedicado Passagem de ano (Carlos Drummond de Andrade) 0 1.835 12/31/2017 - 18:59 Português
Prosas/Contos Um conto de dor e neve (AjAraujo) 0 2.537 12/20/2016 - 11:42 Português
Prosas/Contos Conto de Natal (Rubem Braga) 0 1.886 12/20/2016 - 11:28 Português
Prosas/Contos A mensagem na garrafa - conto de Natal (AjAraujo) 0 3.333 12/04/2016 - 13:46 Português
Poesia/Intervenção Educar não é... castigar (AjAraujo) 0 1.252 07/08/2016 - 00:54 Português
Poesia/Intervenção Dois Anjos (Gabriela Mistral) 0 2.983 08/04/2015 - 23:50 Português
Poesia/Dedicado Fonte (Gabriela Mistral) 0 2.071 08/04/2015 - 22:58 Português
Poesia/Meditação O Hino Cotidiano (Gabriela Mistral) 0 2.016 08/04/2015 - 22:52 Português
Poesia/Pensamentos As portas não são obstáculos, mas diferentes passagens (Içami Tiba) 0 2.482 08/02/2015 - 23:48 Português
Poesia/Dedicado Pétalas sobre o ataúde - a história de Pâmela (microconto) 0 3.428 03/30/2015 - 11:56 Português
Poesia/Dedicado Ode para a rendição de uma infância perdida 0 1.961 03/30/2015 - 11:45 Português
Poesia/Tristeza Entre luzes e penumbras 0 2.311 03/30/2015 - 11:39 Português
Poesia/Tristeza No desfiladeiro 1 3.433 07/26/2014 - 00:09 Português
Poesia/Intervenção Sinais da história 0 2.010 07/17/2014 - 00:54 Português
Poesia/Fantasia E você ainda acha pouco? 0 3.059 07/17/2014 - 00:51 Português
Poesia/Aforismo Descanso eterno 2 3.663 07/03/2014 - 22:28 Português
Poesia/Intervenção Paisagem (Charles Baudelaire) 0 2.650 07/03/2014 - 03:16 Português
Poesia/Meditação Elevação (Charles Baudelaire) 0 2.919 07/03/2014 - 03:05 Português