CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Versos fúnebres - Eternidade

Súbita, a morte veio e então me tomou a vida
Quando ela, sempre incapaz de amar ou odiar,
Veio, silenciosa e fria, pra vida lhe ceifar.
   E agora estamos longe, minha querida...

Mas não será por isso que a morte irei odiar
─ Pois o amor é sinônimo de vida!
Por frio algum a chama será extinguida,
   Nem a morte é capaz de nos separar.

   Não enquanto eu tiver forças para te amar...
   Para te chamar de minha querida.
 

Submited by

quarta-feira, julho 27, 2011 - 20:48

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Adolfo

imagem de Adolfo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 4 dias
Membro desde: 05/12/2011
Conteúdos:
Pontos: 3573

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Adolfo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto Somente depois de morta 0 515 12/30/2012 - 23:46 Português
Poesia/Dedicado Piercing 0 1.298 12/24/2012 - 01:09 Português
Poesia/Soneto Calo 0 932 12/23/2012 - 23:44 Português
Poesia/Dedicado Ousado eu? 0 831 12/14/2012 - 02:28 Português
Poesia/Soneto Vela de cera 4 698 12/11/2012 - 23:32 Português
Poesia/Soneto Copo minguante 0 1.028 12/09/2012 - 21:29 Português
Poesia/Soneto Cinza 0 733 12/09/2012 - 01:19 Português
Poesia/Pensamentos Dístico da Anjiquinhos 0 682 12/08/2012 - 06:02 Português
Poesia/Soneto Soneto feito de traição V 1 811 12/03/2012 - 16:42 Português
Poesia/Soneto Pois os extremos foste 0 1.066 11/30/2012 - 20:17 Português
Poesia/Pensamentos Versos Universias VIII 0 882 11/29/2012 - 21:05 Português
Poesia/Pensamentos Versos Universais VII 1 842 11/29/2012 - 16:57 Português
Poesia/Geral Poesia convulsionada 3 571 11/27/2012 - 16:56 Português
Poesia/Soneto Soneto feito de traição 2 741 11/27/2012 - 16:43 Português
Poesia/Soneto A Existencialidade das crises ou crises existenciais 0 780 11/26/2012 - 23:37 Português
Poesia/Meditação Versos Universais VI 1 1.194 11/23/2012 - 18:54 Português
Poesia/Dedicado À timidez dos cabelos escovados 2 765 11/22/2012 - 22:09 Português
Poesia/Dedicado Sexteto à minha avó Joana 0 757 11/21/2012 - 02:22 Português
Poesia/Pensamentos Deathmetal 1 1.146 11/17/2012 - 18:22 Português
Anúncios/Outros - Oferece-se 17 0 2.428 11/17/2012 - 07:52 Português
Poesia/Geral 17 0 857 11/17/2012 - 07:49 Português
Poesia/Intervenção "É fácil falar em abortar, Afinal você já nasceu." 2 3.187 11/15/2012 - 19:58 Português
Poesia/Intervenção Estágio 2 978 11/13/2012 - 20:54 Português
Poesia/Amizade Desculpas? 0 745 11/12/2012 - 15:10 Português
Poesia/Soneto Corte e costura II 0 795 11/11/2012 - 22:28 Português