CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A CRIANÇA QUE HÁ EM NÓS

A criança que há em nós é nua e crua e anda sempre de mãos dadas connosco, para onde quer que vamos, de sorriso nos lábios e traquinice no pensamento. É humilde e generosa e gosta de brincar com os nossos sonhos. Faz-nos mais humanos e faz sobressair em nós o melhor que temos para dar a nós próprios e aos outros. É feliz e tem sempre resposta na ponta da língua, dita com graça e um certo espanto, que se reflecte no rosto, limpo e puro. A criança que há em nós toma-nos de cuidados e é atenta às coisas mais pequenas desta vida, o que nos faz seres conscientes de outros seres.

Gosta de ver a felicidade estampada na face das outras pessoas, o que a comove e motiva seu ser transparente. A criança que há em nós é flexível e pondera sempre antes de falar. É brincalhona e faz sorrir os outros, com a melhor das disposições e bem-estar. Nunca ofende e é honesta até ao âmago de seu ser pequenino, mas transcendente. Gosta de ajudar os outros sem que lhe peçam e é interveniente e nada omissa. Não gosta de ver discussões e faz-lhe mal ver quando as pessoas se zangam umas com as outras, sem que ela perceba a razão para tais atitudes. É apaziguadora e fala da paz entre os povos.

A criança que há em nós é perseverante e luta com todas as forças que possui para alcançar o que para ela é o mais desejável e importante. É persistente e nunca deixa nada para depois, pois o dia é hoje e é no hoje que resolve as questões pendentes. Por onde passa é cumprimentada por todos com entusiasmo reforçado e escuta dos outros palavras incentivadoras, o que lhe promove um sorriso a toda a largura de seus lábios. E caminha segura e assobia contente da vida, canções de encantar. A criança que há em nós nunca nos deixa sós e está sempre acompanhada de boa companhia, para onde quer que vá e esteja com quem estiver.

Gosta de conviver e de ser o centro das atenções, não por vaidade mas por iniciativa de seu ser preponderante e auspicioso. É curiosa e faz montes de perguntas, algumas sem resposta eloquente, pois é perspicaz e inteligente. Não se envaidece por ser a visada, no que promove de bom instinto e só se sente completa quando os que estão ao seu redor ostentam um cenho de felicidade. A criança que há em nós tem sempre em mira um fim, que alcança com perseverança e sustentabilidade, na sua tenra idade. Sim porque a criança que há em nós, tem comportamentos de criança, conquanto num corpo de adulto. 

É sonhadora e vira os sonhos de pernas para o ar com uma eficiência própria de uma criança, que acha o mundo dos adultos aborrecido. Em tudo o que faz a inocência está presente, para ela a vida é uma eterna brincadeira, que gosta de desencadear onde e com quem quer que esteja. Mas também é responsável e leva essa responsabilidade muito à séria. A criança que há em nós é o nosso querer bem, ante o que nos rodeia e diante das demais pessoas, que com ela convivem, com um prazer inolvidável e irrepetível. Todos temos uma criança dentro de nós, deixemo-la viver e sonhar.

Jorge Humberto
18/08/10

Submited by

sexta-feira, maio 25, 2012 - 13:09

Prosas :

Average: 5 (1 vote)

Jorge Humberto

imagem de Jorge Humberto
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 4 dias
Membro desde: 01/15/2012
Conteúdos:
Pontos: 1799

Comentários

imagem de ISABELLA - M - REGO

A criança que há em nós

A criança que há em nós é um texto maravilhoso
e tão verdadeiro como possível sermos crianças toda a vida.

Humberto, amigo... espero que tudo esteja bem contigo.

Ao ler alguns comentários constatei que tiveste doente
e que perdeste o teu pai... os meus sinceros pésames...

As tuas melhoras... espero que tenhas já ultrapassado
o problema de falta de saúde.

Havia muito tempo que não vinha a este site,
mas voltei e quero saber de ti... diz algo,ok?

Beijinho amigo Humberto
tua amiga
Isabella

26-04-2015

https://www.flickr.com/photos/bibliotecasalmada/16515383088/

este link é do ultimo livro que publiquei... podes ver.

imagem de Jorge Humberto

Agradeço a todos e a cada um o carinho de virem até mim

Olá, a todas e a todos, sou muito grato por não se terem esquecido de mim. Estou em tratamento vai para dois anos e estou melhor; faz 3 que perdi o meu pai e minha mãe adoeceu gravemente e tenho sido tudo para ela, com muito amor e dedicação, faz-me feliz e graças a Jesus vai tendo suas melhoras mas os ossos estão completamente violentados.
Agora sofro novamente com minha cabeça completamente vazia, pois faz hoje 11 dias, que morreu o meu melhor amigo, meu primo Paulo Fernando Cardoso Domingos, primo direito, que viveu a vida comigo, na chamada "geração perdida", quando tinha apenas 48 anos de idade. Tenho escrito, mas não sei que se passa, pois copio o poema e tento colar aqui, como sempre fiz, e nada fica gravado e confesso não tenho paciência para estar a escrever poema a poema, tudo à mão. Não sei qual a irregularidade, tenho o login feito, abro para colocar novo poema, copio e colo e nada fica gravado. Assim não dá. Vou fazê-lo para deixar o poema que lhe fiz, para vocês lerem mas é triste e não sei se alguém pode arranjar este problema, para quando tiver poema vir cá deixar e passar aqui um bocadinho com vocês, que não esqueço, os que sempre me trataram bem e com humildade, bem como eu sou.

Isabella, guardei o link nos meus favoritos e irei ver com muito carinho, fico feliz que continues a editar.

Beijinhos para todas e abraços para todos, os que me querem bem. Quem pede para eu voltar deixa-me emocionado, mas com o problema que aqui relato, não dá para vir aqui escrever à mão todos os poemas que escrevo. Vou deixar o do Paulinho. Obrigado, pela vossa sincera amizade.

Jorge Humberto

imagem de Cortilio

Volta, amigo.

Volta, amigo.

imagem de Jorge Humberto

Amigo Cortilio

Amigo Cortilio,

voltarei amigo, logo que recupere de minha grave doença, que leva já muitos meses. Deixando-me muito mal e a estar ausente

Faz 3 dias que tomo um medicamento e tem sido graças a ele que consegui ir ao meu correio, a vir aqui, próximo dos amigos. Não sei quanto mais tempo o medicamento irá fazer-me efeito, quando acontecer volto a adoecer.
Trato de tudo para iniciar um tratamento mais forte, espero que me ajude, pois são muitas as saudades do convivio, de escrever poesia.

Obrigado pelo teu carinho e atenção, plena de amizade.
Deixo-te com um enorme abraço

Jorge Humberto

imagem de Docarmo

Caro amigo Jorge

Tive agora conhecimento da morte de seu pai. Lamento imenso. Tenho a certeza que sabe quanto o estimo - a sua ausência já foi, há muito, por mim notada. Aguardo o seu regresso para a partilha dos nossos trabalhos. É uma forma muito adequada para" aliviar o "stress" que a vida nos impõe.
Um abraço do seu amigo
Hélder Gonçalves ( Docarmo)

imagem de Jorge Humberto

Caro amigo, Docarmo,

muito obrigado pelas tuas palavras a meu pai, apenas sofria há mais de ano e meio, então agora pode descansar em paz, foi-se sem dor.

Também eu desde finais do ano passado (e antes disso já tinha adoecido)
que me encontro deveras doente. O gravoso é que meu organismo rejeita toda a medicação então tem sido muito dificil e imensas têm sido as saudades, do convivi com meus muitos amigos, a falta de minha poesia.

Espero a partir da próxima semana poder voltar à minha normalidade e estar aqui com todos vós.

Abraço forte
Jorge Humberto

imagem de ISABELLA - M - REGO

Cheguei meu amigo, Jorge

Cheguei meu amigo, Jorge Humberto,

senti saudades das tuas palavras e estou de visita à tua página...

li todo o teu texto e fiquei encantada com a criança que descreveste.
Essa criança, traquina, rebelde, brincalhona, alegre, solidária... sorri dentre de todos nós... essa criança afável é o nosso lado BOM do ser humana que somos.

Parabéns por seres essa criança, que em boa voz descreveste !

Um forte abraço

de tua amiga

Isabel Moreira rego

imagem de Jorge Humberto

Olá doce Isabella,

agradeço e fico feliz pela tua presença e lindas palavras a meu poema.
Infelizmente por motivos de doença tenho estado ausente do computador e de tudo mais. Espero que haja novas publicações tuas, de teus livros.

Vou iniciar um tratamento espero que me ajude a ser novamente o Jorge activo e presente a todos quanto amo e estimo e admiro.

Beijinhos mil
Jorge Humberto

imagem de Jorge Humberto

Olá querida Célia!

Muito bom receber teu comentário e pela certeira descrição do mesmo. No meu pensar, no dia em que percamos a criança que hbita em cada um de nós desaparecer, seremos adultos mais "feios". Muitas desgraças têm-me impedido de vir até aqui, ao meu PC sequer. A última tragédia ocorreu na madrugada do dia 08/07/2012, com o falecimento de meu querido pai, Sr. Valério de Assunção Francisco, de 74 anos de idade, com um cancro muito avançado no pâncreas. Mas a vida vai ter de seguir, pois sei que isso era desejo de meu pai. Agora ainda estamos em muito sofrimento mas em paz sabendo que o pai não vai sofrer mais aquelas tremendas dores, que já nem a morfina em doses cavalares lhe as retirava.

Beijinhos meus e deculpa-me pela triste noticia.
Jorge Humberto

imagem de Jorge Humberto

Olá querida, Célia... agradecido!

Gostei muito que tivesses comentado tão serenamente a minha prosa. De facto enquanto adultos devemos trazer sempre pela mão a criança que existe em cada um de nós, pois acredito que assim seremos sempre mais felizes.

Peço-te que me desculpes por só agora estar-te a responder ao teu comentário elogioso.
Mas querida amiga, a vida está a ser muito cruel para os meus e para mim, incluido pois não posso passar indiferente ante tamanhas tragédias. Comigo são os meus nervos completamente fora de controle, já o meu pai, infelizmente é muito mais delicado, pois tem um cancro avançado no pâncreas, e já não dá para operar, tão pouco para fazer quimioterapia , pois seria judiar de meu pai, já que o tratamento não traria nenhumas melhoras. O médico falou comigo mas não lhe perguntei quanto mais tempo de vida estará reservada a meu pai, preferi quando ele viesse para casa para passarmos o melhor tempo possível do que ter já uma data para a sua paartida: isso seria sofrer muito mais todos os dias sabendo que chegada tal data o pai iria. Assim vamos vivendo dia a dia. Penso que tenha feito o mais correto.

Não tenho cabeça para vir ao PC (poesia não existe nem poderia existir), mas pela a amizade que te tenho e a todos os membros do WAF, de quando em vez venho aqui para ver das novidades e depois saio. A vida é mesmo assim, não é Célia?

Espero que tu e teus entes queridos estejam todos muito bem e com muita mas muita saúde: desejo do fundo de meu coração e de toda a estina que nutro por ti.

Beijinhos e obrigado: fez-me muito bem ler o teu comentário.

Teu amigo:

Jorge Humberto

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Jorge Humberto

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Recorro uma vez mais ao pensamento... 0 254 01/21/2020 - 18:33 Português
Poesia/Meditação QUER ISTO QUER AQUILO VERSOS DE JORGE HUMBERTO 0 89 01/19/2020 - 13:56 Português
Poesia/Pensamentos VERSOS PARA PENSAR 0 113 01/19/2020 - 11:28 Português
Poesia/Amor POEMA DE AMOR por JORGE HUMBERTO 0 117 01/18/2020 - 13:58 Português
Poesia/Alegria CHOVE ENQUANTO ESCREVO 0 91 01/16/2020 - 18:47 Português
Poesia/Soneto A NATUREZA EM FÚRIA 6 211 01/16/2020 - 11:37 Português
Poesia/Geral AH, UMA LÁGRIMA! 1 559 12/31/2018 - 00:01 Português
Poesia/Geral A minha presunção 0 430 09/01/2018 - 18:08 Português
Poesia/Amor SIMPLESMENTE TU 11 1.380 08/05/2015 - 00:33 Português
Poesia/Amor PARA TI NANCI LAURINO 2 1.132 04/26/2015 - 20:28 Português
Poesia/Tristeza PARA TI MEU QUERIDO PAULINHO! 1 898 04/26/2015 - 20:25 Português
Prosas/Pensamentos A CRIANÇA QUE HÁ EM NÓS 12 1.494 04/26/2015 - 19:50 Português
Poesia/Soneto FELIZ NATAL, MEU AMIGO, MEU IRMÃO! 1 928 06/19/2014 - 22:21 Português
Poesia/Geral FESTAS FELIZES, A TODOS OS AMIGOS DA WAF! 6 1.016 03/18/2014 - 14:15 Português
Poesia/Amor AMAR A QUEM UM SORRISO BASTASSE 6 1.243 12/04/2013 - 15:17 Português
Poesia/Soneto QUANDO DEIXEI A DROGA 4 1.112 12/04/2013 - 14:56 Português
Poesia/Aforismo Cada um, à sua maneira, escreve e é escritor. 0 1.417 07/27/2013 - 15:58 Português
Poesia/Soneto TUA LINDA MÃO 0 1.166 07/27/2013 - 15:54 Português
Poesia/Dedicado AMOR DE PAI! (No cumprir de seu 1º Aniversário, sem nós! 1 1.304 07/20/2013 - 18:20 Português
Poesia/Geral A CRIATURA 0 711 06/17/2013 - 12:20 Português
Poesia/Amor DOIRA O SOL E OS CORAÇÕES! 0 651 06/10/2013 - 14:02 Português
Poesia/Meditação Aranhas tecem espelhos.... 2 1.030 03/30/2013 - 11:11 Português
Poesia/Dedicado AO ABANDONO - De Profundis 2 1.102 03/28/2013 - 20:20 Português
Poesia/Pensamentos À ESTUPIDEZ 2 1.271 03/26/2013 - 19:52 Português
Poesia/Meditação A CRIATURA 2 883 03/20/2013 - 10:47 Português