CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Nem de "Godot"

Nestes dias uniformizados
onde desmonto as horas,
onde divido o tempo
até á sua indivisivel medida.
Desembrulho-me como o presente
menos desejado no natal de uma criança.

Só eu preencho a hora neste aguçado vazio.

Pensar é ruidoso
quando só se tem o tempo para ecoar.

É na memória que consulto os registos verbais.
Na inexistencia de espaço, lembrar-me do passado
ou do futuro passa a ter o mesmo resultado,
porque afinal é fácil perdermo-nos na ausencia das coisas.
É mais fácil acharmos um caminho quando estamos perdidos.
Mas quando toda a linha do horizonte se encontra
ao alcançe da visão, sem absolutamente nada entre ela e os nossos olhos,
todos os caminhos são iguais mas nem todos vão dar ás nossas Romas.

O que fazemos com o nosso espaço condiciona-nos sempre o tempo.

Eu destrui o meu todo.....
Não há um só "edificio" que faça sombra.....

Tornei-me no ponteiro taquicardico de um relógio de corda.

Submited by

quarta-feira, julho 7, 2010 - 12:29

Prosas :

No votes yet

Outro

imagem de Outro
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 27 semanas
Membro desde: 03/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 884

Comentários

imagem de Susan

Re: Nem de "Godot"

Uma das leiruras que mais me instigam são as suas pela originalidade e a forma de pensar e de fazer pensar.
Tornei-me no ponteiro taquicardico de um relógio de corda.

Prefeito !!!
Abraços
Susan

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Outro

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Ao volante do Chevrolet pela estrada de Sintra- Álvaro de Campos -Poema Pintado- Paint sobre Paint 0 1.364 01/17/2018 - 22:11 Português
Poesia/Geral O Astro Rei 0 1.318 01/14/2018 - 17:14 Português
Poesia/Geral Imagina lá tu... 0 2.041 01/14/2018 - 16:54 Português
Poesia/Geral Alfanumérico 0 1.670 01/13/2018 - 13:56 Português
Poesia/Geral Raízes 0 1.021 01/11/2018 - 18:45 Português
Poesia/Geral Inteligência Artificial 0 1.232 01/07/2018 - 19:32 Português
Poesia/Geral Canção ás Minhas 3 Meninas 0 1.101 01/02/2018 - 11:13 Português
Poesia/Geral contemplamento 0 1.066 01/01/2018 - 17:27 Português
Poesia/Amor Livros 0 1.446 12/15/2017 - 16:06 Português
Poesia/Geral As Grandes Guerras 2 1.974 07/27/2011 - 14:36 Português
Poesia/Geral Patetice 4 1.966 07/27/2011 - 14:17 Português
Poesia/Geral Palavras Caídas 0 1.816 07/27/2011 - 13:45 Português
Poesia/Geral Palavreados 0 1.670 07/05/2011 - 13:23 Português
Poesia/Geral Hermético 0 3.138 06/19/2011 - 22:54 Português
Poesia/Geral Sinapse em Tilt 0 2.845 06/05/2011 - 11:57 Português
Poesia/Geral Convite Para Lançamento de Livro 0 2.984 05/18/2011 - 18:38 Português
Poesia/Geral Não Tenho Titulo Para Isto 13 2.388 04/27/2011 - 15:23 Português
Poesia/Geral Os Encalhados 4 2.895 04/27/2011 - 09:17 Português
Poesia/Geral Silêncios 4 1.816 04/17/2011 - 23:44 Português
Poesia/Geral Escrito Por Todos Nós 0 2.362 03/17/2011 - 16:45 Português
Poesia/Geral In Perfeição 3 1.469 03/15/2011 - 22:50 Português
Poesia/Geral Valium 1 2.577 03/13/2011 - 00:44 Português
Poesia/Geral "Tu" 0 2.217 03/12/2011 - 16:37 Português
Poesia/Geral "Porque a Galinha Atravessa a Estrada?" 0 2.109 03/12/2011 - 15:53 Português
Poesia/Geral "Eu" 1 1.789 03/11/2011 - 00:51 Português