CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Un Peu D´Esperance (Mirelle Mathieu)

Un Peu D´Esperance

(Mirelle Mathieu)

Tradução: Um pouco de Esperança (AjAraujo)


O pior, certamente sempre não é
Le pire, n'est pas toujours certain

O amor pode mudar sua mente
L'amour pourrait changer d'avis

E uma manhã de volta
Et revenir un beau matin

Apesar da tempestade, apesar da chuva
Malgré l'orage, malgré la pluie

Quando você está sozinho no mundo
Quand on est seul au monde

Com apenas lembranças
Avec seulement des souvenirs

E as histórias se confundem,
Et des histoires qui se confondent,

É apenas mais difícil do que morrer.
C'est à peine plus dur que mourir.

Sem um pouco de esperança,
Sans un peu d'espérance,

Não há futuro.
Il n'ya plus d'avenir.

A última vez
De dernière fois,

Última chance
De dernière chance,

Não há nada para construir.
Y a plus rien à bâtir.

Para dizer que no final de cada caminho,
Se dire, qu'au bout de chaque chemin,

A vida pode mudar seu curso,
La vie pourrait changer son cours,

Manter o coração daquele dia,
Garder au coeur qu'un lendemain,

É uma promessa de algum amor.
C'est une promesse d'un peu d'amour.

Sem um pouco de esperança,
Sans un peu d'espérance,

Não há futuro.
Il n'ya plus d'avenir.

A última vez
De dernière fois,

Última chance
De dernière chance,

Não há nada para construir.
Y a plus rien à bâtir.

Eu quero manter a minha esperança,
Je veux garder mes espérances,

Como um presente que a vida dá,
Comme un cadeau que la vie donne,

Uma vez sacrada, uma evidência.
Une fois sacrée, une évidence.

Eu amo as chuvas de outono.
Je veux aimer les pluies d'automne.

Quando você perde a esperança,
Quand on perd l'espérance,

Ela não tem futuro.
On n'a plus d'avenir.

De última
De dernière fois

Última chance
De dernière chance

Não tem nada a construir
On n'a rien à bâtir

Não tem nada a construir
On n'a rien à bâtir

Nada de construir
Rien à bâtir

 

* Versão traduzida e original da bela letra da canção francesa "Un Peu D´Espérance" de Mireille Mathieu. Veja também o vídeo abaixo.

Submited by

segunda-feira, dezembro 27, 2010 - 17:24

Videos :

No votes yet

AjAraujo

imagem de AjAraujo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 48 semanas
Membro desde: 10/29/2009
Conteúdos:
Pontos: 15584

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AjAraujo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Poetrix Poemas - de "Magma" (Guimarães Rosa) 2 18.410 06/11/2019 - 11:48 Português
Videos/Música Ave Maria - Schubert (Andre Rieu & Mirusia Louwerse) 1 24.504 06/11/2019 - 11:02 inglês
Poesia/Fantasia Cabelos de fogo 0 1.800 04/28/2018 - 21:38 Português
Poesia/Dedicado A criança dentro de ti 0 1.130 04/28/2018 - 21:20 Português
Poesia/Pensamentos O porto espiritual 0 1.062 04/28/2018 - 21:00 Português
Poesia/Dedicado Ano Novo (Ferreira Gullar) 1 986 02/20/2018 - 19:17 Português
Prosas/Drama Os ninguéns (Eduardo Galeano) 0 1.268 12/31/2017 - 19:09 Português
Poesia/Dedicado Passagem de ano (Carlos Drummond de Andrade) 0 1.562 12/31/2017 - 18:59 Português
Prosas/Contos Um conto de dor e neve (AjAraujo) 0 2.225 12/20/2016 - 11:42 Português
Prosas/Contos Conto de Natal (Rubem Braga) 0 1.538 12/20/2016 - 11:28 Português
Prosas/Contos A mensagem na garrafa - conto de Natal (AjAraujo) 0 2.746 12/04/2016 - 13:46 Português
Poesia/Intervenção Educar não é... castigar (AjAraujo) 0 1.095 07/08/2016 - 00:54 Português
Poesia/Intervenção Dois Anjos (Gabriela Mistral) 0 2.753 08/04/2015 - 23:50 Português
Poesia/Dedicado Fonte (Gabriela Mistral) 0 1.772 08/04/2015 - 22:58 Português
Poesia/Meditação O Hino Cotidiano (Gabriela Mistral) 0 1.778 08/04/2015 - 22:52 Português
Poesia/Pensamentos As portas não são obstáculos, mas diferentes passagens (Içami Tiba) 0 2.179 08/02/2015 - 23:48 Português
Poesia/Dedicado Pétalas sobre o ataúde - a história de Pâmela (microconto) 0 3.059 03/30/2015 - 11:56 Português
Poesia/Dedicado Ode para a rendição de uma infância perdida 0 1.679 03/30/2015 - 11:45 Português
Poesia/Tristeza Entre luzes e penumbras 0 2.061 03/30/2015 - 11:39 Português
Poesia/Tristeza No desfiladeiro 1 3.135 07/26/2014 - 00:09 Português
Poesia/Intervenção Sinais da história 0 1.828 07/17/2014 - 00:54 Português
Poesia/Fantasia E você ainda acha pouco? 0 2.786 07/17/2014 - 00:51 Português
Poesia/Aforismo Descanso eterno 2 3.369 07/03/2014 - 22:28 Português
Poesia/Intervenção Paisagem (Charles Baudelaire) 0 2.440 07/03/2014 - 03:16 Português
Poesia/Meditação Elevação (Charles Baudelaire) 0 2.451 07/03/2014 - 03:05 Português