Surrealidades

Um espaço. Indefinido.
Uma cama. Ao acaso.
Ela, enrolada. Talvez nua.
Ele, aperaltado.
Como no dia do seu nascimento.
Um outro. Que a ela lhe era querido,
cúmplice do momento
aplainando terreno movediço.
Uma outra. Entrando no espaço interdito,
deixava peças de roupa nas molas de plástico,
Desajeitada. Pertinaz no acontecimento.
Um filme a ser rodado,
já nas cenas finais.
Encontros de para sempre.
Cumpria-se o destino.
E ela? Continuava deitada,
espantada de sua fortuna.
E veio ainda uma outra,
amiga de longa data,
dizer de sua justiça.
Tudo estado de graça.
Era a mudança da casa.
E ele? Apenas amava
a rainha do seu jogo preferido,
enquanto se calçava para fazer caminho…

Surrealidades.
Pegadas decalcadas no sonho.
Ténue a linha.
Sonhos. Realidades.
Desejos im-prováveis…

OF – 02-10-15 - Imagem em http://portate-mal.blogspot.pt/2015/12/surrealidades.html

Submited by

Domingo, Diciembre 13, 2015 - 19:07

Poesia :

Su voto: Nada (1 vote)

Odete Ferreira

Imagen de Odete Ferreira
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 1 año 3 semanas
Integró: 01/11/2011
Posts:
Points: 1924

Comentarios

Imagen de Joel

obrigado pela visita

obrigado pela visita

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Odete Ferreira

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Fantasía Na dança do tempo 0 525 01/29/2014 - 01:51 Portuguese
Poesia/Fantasía Amanhecer em abraço de ternura 0 667 01/14/2014 - 01:19 Portuguese
Prosas/Otros Um diferente 2014 ou um 2014 diferente...A escolha é tua! 0 715 12/31/2013 - 16:46 Portuguese
Poesia/General Talvez os mistérios residam aí 0 522 12/23/2013 - 23:26 Portuguese
Prosas/Otros Renascer na poética do ser 2 881 12/21/2013 - 00:18 Portuguese
Poesia/Meditación Natal, magia menina 0 447 12/20/2013 - 02:34 Portuguese
Poesia/General Momento(s) XVI 0 401 12/13/2013 - 02:50 Portuguese
Poesia/Amor Cúmplice do meu estar 0 537 11/28/2013 - 17:32 Portuguese
Poesia/Meditación Sentir poesia 6 746 11/21/2013 - 17:43 Portuguese
Poesia/Meditación Ser de razão ou emoção. Eis a questão! 0 700 11/11/2013 - 03:27 Portuguese
Poesia/General Fadado destino 0 1.177 10/23/2013 - 20:32 Portuguese
Poesia/Amor Quando o tempo me toma e enamora 0 688 10/11/2013 - 18:34 Portuguese
Poesia/Intervención Há neste outono um luto diferente 0 655 09/30/2013 - 16:14 Portuguese
Poesia/Amor Dou-te pedacinhos de mim 0 450 09/16/2013 - 11:26 Portuguese
Poesia/Meditación Encontros e Desencontros 0 1.033 08/20/2013 - 18:07 Portuguese
Fotos/Otros Amo estes dias ansiados 0 2.161 07/03/2013 - 21:36 Portuguese
Poesia/Fantasía SEntires de quinta essência 1 676 05/31/2013 - 17:32 Portuguese
Poesia/Dedicada Mãe, hoje escrevo o poema da nossa vida 0 478 05/05/2013 - 17:43 Portuguese
Poesia/Dedicada Por aí nasceriam poetas 2 950 04/14/2013 - 19:37 Portuguese
Poesia/Fantasía Apetitosa mente sadia 2 1.326 04/06/2013 - 00:59 Portuguese
Poesia/Alegria A primavera é natureza de poesia 2 486 03/25/2013 - 23:02 Portuguese
Poesia/Meditación Maldito tempo que minha alma arrefece 2 960 03/21/2013 - 01:12 Portuguese
Poesia/Tristeza Ouve-me, amiga... 2 588 02/26/2013 - 23:38 Portuguese
Poesia/Tristeza Insana Saudade 2 795 02/11/2013 - 20:04 Portuguese
Poesia/Meditación A hora marcada 0 929 01/06/2013 - 04:15 Portuguese