INÚTIL SABER (DÉCIMAS)

Deixei a curiosidade
Sobre o universo, o começo
Já não pago mais o preço
Pois ninguém sabe a verdade
Virou inutilidade
O assunto ouvir e ler
Tanto quanto eu saber
Outros planetas, sistemas
Diante de tantos problemas
Na Terra, sem resolver

Quão ridículo é o homem
Quanta ilusão, desperdício
Nesse seu palhaço ofício
Circo onde se consomem
Onde nada ou demais comem
Uns querem paz outros guerra
E o meu pensamento emperra
Diante de coisas que assisto
Pois quem crê que volta o Cristo
Quer morar fora da Terra

Quem sabe alguém descobre
Uma maneira algum dia
E a viagem anuncia
Porém só pra gente nobre
Vai ficar somente o pobre
Que batalha o pão que traz
E onde a guerra hoje se faz
Sem ganância pra sustento
De munição, armamento
Vai ser um lugar de paz

E se acaso acontecer
Do “contato” extraterrestre
Ou se o “Supremo Mestre”
Aqui na Terra descer
Se tudo isso eu puder ver
Depois de uma eterna espera
Por certo eterno eu era
Mas pensava ser finito
Com o tempo sempre em conflito
Viajando nesta esfera

Sérgio da Silva Teixeira
BAG&E/RS/BRASIL.

Submited by

Miércoles, Enero 22, 2020 - 21:41

Poesia :

Sin votos aún

Sérgio Teixeira

Imagen de Sérgio Teixeira
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 5 horas 40 mins
Integró: 01/24/2011
Posts:
Points: 401

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Sérgio Teixeira

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/General DÉCIMAS DO MAL QUE FEZ A PAZ MUNDIAL 2 201 03/27/2020 - 00:51 Portuguese
Poesia/General ANALISTA DE MIM MESMO 0 69 03/17/2020 - 13:38 Portuguese
Poesia/Soneto SONETO DO MORTO VIVO 1 243 02/29/2020 - 02:04 Portuguese
Poesia/Soneto SONETO DA EXPERIÊNCIA 0 257 02/17/2020 - 16:52 Portuguese
Poesia/Soneto SONETO DO ACASO 0 97 02/07/2020 - 10:45 Portuguese
Poesia/General INÚTIL SABER (DÉCIMAS) 0 240 01/22/2020 - 21:41 Portuguese
Fotos/Personal LIVRO RECENTE 0 105 01/05/2020 - 13:06 Portuguese
Fotos/Personal LIVRO RECENTE 0 122 01/05/2020 - 12:59 Portuguese
Poesia/General AGONIA DO ANO 0 114 12/29/2019 - 23:45 Portuguese
Poesia/General DEVANEIO 2 476 12/22/2019 - 11:08 Portuguese
Poesia/General ADEUS À PRIMAVERA 0 283 12/22/2019 - 10:36 Portuguese
Poesia/General O IDÓLATRA 0 128 11/10/2019 - 16:29 Portuguese
Poesia/General RIMAS COM SINAIS 0 225 10/16/2019 - 00:35 Portuguese
Poesia/Soneto SONETO DO SER INVISÍVEL 2 404 10/02/2019 - 22:54 Portuguese
Poesia/General SUPERSTIÇÃO (SEXTA-FEIRA TREZE) 1 359 09/13/2019 - 16:22 Portuguese
Poesia/General SENTIMENTOS E CORES 1 392 08/19/2019 - 12:00 Portuguese
Poesia/General MEU TEMPO, MEU REINO 2 391 08/18/2019 - 18:38 Portuguese
Poesia/General SOLSTÍCIO DE INVERNO 2 564 06/23/2019 - 11:42 Portuguese
Poesia/General CANTO, SILÊNCIO E LIBERDADE 3 610 06/03/2019 - 11:39 Portuguese
Poesia/Soneto SONETO AO EXPEDICIONÁRIO "SEU ZÉCA" 0 427 05/05/2019 - 13:35 Portuguese
Poesia/General OS SONS DO TEMPO 0 421 04/27/2019 - 15:12 Portuguese
Poesia/Tristeza AS FLORES FIÉIS 0 394 04/12/2019 - 18:07 Portuguese
Poesia/General A ILUSÃO DE SER POETA 2 500 04/04/2019 - 18:50 Portuguese
Poesia/General MUITO ALÉM DO MÊS DE ABRIL 0 424 04/01/2019 - 23:10 Portuguese
Poesia/General QUANDO O SILÊNCIO AUMENTA 0 330 03/27/2019 - 11:11 Portuguese