CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

INÚTIL SABER (DÉCIMAS)

Deixei a curiosidade
Sobre o universo, o começo
Já não pago mais o preço
Pois ninguém sabe a verdade
Virou inutilidade
O assunto ouvir e ler
Tanto quanto eu saber
Outros planetas, sistemas
Diante de tantos problemas
Na Terra, sem resolver

Quão ridículo é o homem
Quanta ilusão, desperdício
Nesse seu palhaço ofício
Circo onde se consomem
Onde nada ou demais comem
Uns querem paz outros guerra
E o meu pensamento emperra
Diante de coisas que assisto
Pois quem crê que volta o Cristo
Quer morar fora da Terra

Quem sabe alguém descobre
Uma maneira algum dia
E a viagem anuncia
Porém só pra gente nobre
Vai ficar somente o pobre
Que batalha o pão que traz
E onde a guerra hoje se faz
Sem ganância pra sustento
De munição, armamento
Vai ser um lugar de paz

E se acaso acontecer
Do “contato” extraterrestre
Ou se o “Supremo Mestre”
Aqui na Terra descer
Se tudo isso eu puder ver
Depois de uma eterna espera
Por certo eterno eu era
Mas pensava ser finito
Com o tempo sempre em conflito
Viajando nesta esfera

Sérgio da Silva Teixeira
BAG&E/RS/BRASIL.

Submited by

quarta-feira, janeiro 22, 2020 - 21:41

Poesia :

No votes yet

Sérgio Teixeira

imagem de Sérgio Teixeira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 dias 1 hora
Membro desde: 01/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 380

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Sérgio Teixeira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto SONETO DO ACASO 0 54 02/07/2020 - 10:45 Português
Poesia/Geral INÚTIL SABER (DÉCIMAS) 0 203 01/22/2020 - 21:41 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 61 01/05/2020 - 13:06 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 54 01/05/2020 - 12:59 Português
Poesia/Geral AGONIA DO ANO 0 77 12/29/2019 - 23:45 Português
Poesia/Geral DEVANEIO 2 442 12/22/2019 - 11:08 Português
Poesia/Geral ADEUS À PRIMAVERA 0 249 12/22/2019 - 10:36 Português
Poesia/Geral O IDÓLATRA 0 103 11/10/2019 - 16:29 Português
Poesia/Geral RIMAS COM SINAIS 0 203 10/16/2019 - 00:35 Português
Poesia/Soneto SONETO DO SER INVISÍVEL 2 355 10/02/2019 - 22:54 Português
Poesia/Geral SUPERSTIÇÃO (SEXTA-FEIRA TREZE) 1 325 09/13/2019 - 16:22 Português
Poesia/Geral SENTIMENTOS E CORES 1 373 08/19/2019 - 12:00 Português
Poesia/Geral MEU TEMPO, MEU REINO 2 353 08/18/2019 - 18:38 Português
Poesia/Geral SOLSTÍCIO DE INVERNO 2 518 06/23/2019 - 11:42 Português
Poesia/Geral CANTO, SILÊNCIO E LIBERDADE 3 563 06/03/2019 - 11:39 Português
Poesia/Soneto SONETO AO EXPEDICIONÁRIO "SEU ZÉCA" 0 400 05/05/2019 - 13:35 Português
Poesia/Geral OS SONS DO TEMPO 0 385 04/27/2019 - 15:12 Português
Poesia/Tristeza AS FLORES FIÉIS 0 362 04/12/2019 - 18:07 Português
Poesia/Geral A ILUSÃO DE SER POETA 2 472 04/04/2019 - 18:50 Português
Poesia/Geral MUITO ALÉM DO MÊS DE ABRIL 0 368 04/01/2019 - 23:10 Português
Poesia/Geral QUANDO O SILÊNCIO AUMENTA 0 301 03/27/2019 - 11:11 Português
Poesia/Geral O DIABO INOCENTE 2 581 03/12/2019 - 15:11 Português
Poesia/Tristeza SOFRIMENTO 2 561 02/15/2019 - 16:53 Português
Poesia/Geral REFAZENDO O MUNDO 2 2.164 01/26/2019 - 17:13 Português
Poesia/Geral A VIDA E O NADA 0 485 01/22/2019 - 07:20 Português