CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

INÚTIL SABER (DÉCIMAS)

Deixei a curiosidade
Sobre o universo, o começo
Já não pago mais o preço
Pois ninguém sabe a verdade
Virou inutilidade
O assunto ouvir e ler
Tanto quanto eu saber
Outros planetas, sistemas
Diante de tantos problemas
Na Terra, sem resolver

Quão ridículo é o homem
Quanta ilusão, desperdício
Nesse seu palhaço ofício
Circo onde se consomem
Onde nada ou demais comem
Uns querem paz outros guerra
E o meu pensamento emperra
Diante de coisas que assisto
Pois quem crê que volta o Cristo
Quer morar fora da Terra

Quem sabe alguém descobre
Uma maneira algum dia
E a viagem anuncia
Porém só pra gente nobre
Vai ficar somente o pobre
Que batalha o pão que traz
E onde a guerra hoje se faz
Sem ganância pra sustento
De munição, armamento
Vai ser um lugar de paz

E se acaso acontecer
Do “contato” extraterrestre
Ou se o “Supremo Mestre”
Aqui na Terra descer
Se tudo isso eu puder ver
Depois de uma eterna espera
Por certo eterno eu era
Mas pensava ser finito
Com o tempo sempre em conflito
Viajando nesta esfera

Sérgio da Silva Teixeira
BAG&E/RS/BRASIL.

Submited by

quarta-feira, janeiro 22, 2020 - 22:41

Poesia :

No votes yet

Sérgio Teixeira

imagem de Sérgio Teixeira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 dias 8 horas
Membro desde: 01/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 506

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Sérgio Teixeira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral ALMA 0 69 05/17/2021 - 22:21 inglês
Poesia/Geral O PÃO E A LETRA 2 321 04/21/2021 - 23:20 Português
Poesia/Geral PERIGO REAL E IMEDIATO 2 267 04/08/2021 - 15:09 Português
Poesia/Geral A DERROTA DA MORTE 2 304 04/07/2021 - 15:46 Português
Poesia/Fantasia ETERNA INFÂNCIA 0 175 03/08/2021 - 01:19 inglês
Poesia/Geral PLANOS PARA O FUTURO 1 498 02/28/2021 - 11:18 Português
Poesia/Soneto SONETO DO MORTO VIVO 2 684 01/27/2021 - 17:26 Português
Poesia/Geral DÉCIMAS DO ATORMENTADO 2 276 01/27/2021 - 16:16 Português
Poesia/Soneto SONETO ANTAGÔNICO 3 450 01/27/2021 - 16:13 Português
Poesia/Geral DESEJO DE MORTE 4 211 01/24/2021 - 23:24 Português
Poesia/Geral DÉCIMAS DA PANDEMIA 1 388 12/04/2020 - 13:03 Português
Poesia/Soneto SONETO DA ESCURIDÃO 2 379 10/30/2020 - 12:15 Português
Poesia/Geral POEMA DO HOMEM INVISÍVEL 0 339 10/10/2020 - 20:45 Português
Poesia/Soneto SONETO À ESPERANÇA 1 296 09/21/2020 - 13:05 Português
Poesia/Geral DESPEDIDA 0 426 07/04/2020 - 21:40 Português
Poesia/Geral POR UNS E OUTROS MOTIVOS (RACISMO) 3 683 06/16/2020 - 21:07 Português
Poesia/Geral SOMOS TODOS IGUAIS (?) 2 722 05/25/2020 - 21:23 Português
Poesia/Geral O CANTAR DO MEU SILÊNCIO 2 574 05/06/2020 - 16:26 Português
Poesia/Soneto SONETO ÀS FLORES DA SEXTA-FEIRA SANTA 0 557 04/10/2020 - 16:10 Português
Poesia/Geral DÉCIMAS DO MAL QUE FEZ A PAZ MUNDIAL 2 672 03/27/2020 - 01:51 Português
Poesia/Geral ANALISTA DE MIM MESMO 0 514 03/17/2020 - 14:38 Português
Poesia/Soneto SONETO DA EXPERIÊNCIA 0 620 02/17/2020 - 17:52 Português
Poesia/Soneto SONETO DO ACASO 0 619 02/07/2020 - 11:45 Português
Poesia/Geral INÚTIL SABER (DÉCIMAS) 0 681 01/22/2020 - 22:41 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 812 01/05/2020 - 14:06 Português