CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Anseio-te

Imagino o dia em que te alcançarei sereno, de olhar fixo em mim.
Deduzo que as mãos queiram tudo o que os olhos desejam,
que o meu cheiro te alcance tão veloz quanto a brisa do vento.
Que os meus beijos te queimem como veneno,
que as minhas mãos provoquem em ti arrepios de prazer ao passar pela tua pele,
que a tua boca deseje o meu sabor todas as vezes que me dirigires a palavra,
que a minha voz seja o vício de que não te consigas libertar…

Imagino a hora em que lentamente me despirei para ti,
sem apressar um único segundo,
deixando as peças caírem pela minha pele,
desenhando os meus contornos como se de uma escultura se tratasse.

Imagino a tua respiração acompanhada do bater do teu coração,
a urgência em possuir a carne, o corpo.
Desejo essa necessidade.
Anseio fazer-te tremer de antecipação,
de todo o desejo reprimido preso em ti, em nós.

No pensamento que tudo quer e nada alcança,
na imaginação que teima em não cessar,
as imagens que se repetem na minha mente,
atestam a libido do meu corpo,
testando-me cada vez mais.

Concedo-me a mim mesma a liberdade de imaginar o teu cheiro,
a tua suavidade,
a tua doçura e assim vou sendo levada nesta loucura.

Presumo que imagines também o meu cheiro,
o toque da minha pele, o calor do meu corpo…
as estradas que já viste mas que nunca percorreste.

Havia de existir uma dimensão extra nesta vida,
cercada de barreiras invisíveis,
que nos permitissem viver um pouco mais, mais intenso,
mais verdadeiro.

Os dedos trazem letras dirigidas,
a língua promete e deseja os beijos não dados,
as mãos o delinear passivo, furtivo…
ouvir o teu gemido por entre os meus,
os corpos colarem suavemente um ao outro,
esgotados, molhados, suados…

Sim, anseio por ti.
Desejo descobrir o que ninguém mais descobriu,
provar o que nunca foi provado,
tocar o que nunca foi tocado…
Anseio-te.

Submited by

quarta-feira, maio 22, 2013 - 12:27

Poesia :

Your rating: None (2 votes)

SweetPoison

imagem de SweetPoison
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 28 semanas 6 dias
Membro desde: 02/20/2013
Conteúdos:
Pontos: 298

Comentários

imagem de Bruno Sanctus

Desire

Anseio, anseio, anseio... com os malditos calos nas mãos de tanto esculpir-te em imaginação. Entalhada entre luxuria e desejo. Gozo e medo. Entre fogo e combustão. Anseio tão persistente e infantil, eloquente e viril. Anseio entre o pecado e a sacristia, a devoção e a apatia. Anseio-te entre meus braços de pio devasso corrompendo esse relicário embebido em saliva. Congregando com a língua a liturgia na virilha. Anseio-te, por mil demônios, e por ora, não busque o antônimo.

O Desejo é uma arte. Tudo que ele toca, passa a possuir vontade própria. Uma vez elaborei um diálogo - não descrevi quem eram as personagens - no qual dissertavam sobre o desejo. O mesmo era assim:

- Sabe o que acontece quando o desejo acaba?
- Não. O que acontece?
- O Desejo nunca acabou. Quando o Desejo cessa, é porque realmente, desejou cessar. E quanto a você, deseja desejar?

Bom, quanto ao seu poema, não tenho nem o que falar. Gosto muito do modo como escreve. Parabéns.

imagem de SweetPoison

Fantástico

Desejo sempre desejar, que o desejo é a chama da alma.

O Desejo nunca acaba. A menos que eu não queira desejar. ;)

Fantástico comentário Bruno, surpreendes-me em cada linha.
Obrigado por tuas palavras.

Beijo*
R.

imagem de Nuno Lago

Anseio

Lindíssima meditação transposta para poema!!

Beijo R

Nuno

imagem de SweetPoison

Obrigado caríssimo Nuno. Com

Obrigado caríssimo Nuno.

Com tanta meditação, ainda viro budista :)

Beijo
R.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of SweetPoison

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Cartas Se eu Pudesse... 1 671 07/19/2016 - 17:08 Português
Prosas/Romance Queria ter-lhe dito 0 451 02/18/2016 - 12:09 Português
Prosas/Drama Aconteci ... 2 1.083 06/13/2014 - 21:35 Português
Prosas/Erótico Quantum Satis 1 974 10/24/2013 - 02:11 Português
Poesia/Paixão Sabes uma coisa? 1 678 10/18/2013 - 01:53 Português
Prosas/Erótico Conto I 1 853 10/18/2013 - 01:31 Português
Poesia/Erótico Don't Be a Pussy 0 624 10/15/2013 - 15:10 Português
Poesia/Erótico Se eu te pedir .. 4 690 10/15/2013 - 14:27 Português
Prosas/Pensamentos C.A.O.S. 2 850 10/15/2013 - 14:25 Português
Poesia/Erótico Tudo Ou Nada 0 644 08/08/2013 - 10:47 Português
Prosas/Romance Ele e Ela 0 824 08/07/2013 - 14:15 Português
Poesia/Paixão Eu não queria 0 540 08/07/2013 - 14:10 Português
Poesia/Erótico Tentar ... 0 504 08/07/2013 - 12:36 Português
Poesia/Desilusão Promessas 2 624 08/06/2013 - 09:02 Português
Poesia/Pensamentos Desabafo 2 748 08/06/2013 - 08:58 Português
Poesia/Paixão Quando penso em ti 0 597 08/05/2013 - 14:54 Português
Poesia/Paixão Não sais daqui 0 729 08/05/2013 - 12:45 Português
Poesia/Erótico O crime do Padre Amaro 0 526 07/09/2013 - 00:03 Português
Poesia/Erótico Shiuuuu 3 838 06/20/2013 - 19:36 Português
Poesia/Erótico S curvo 2 478 06/20/2013 - 11:14 Português
Poesia/Erótico (...) -me 4 717 06/20/2013 - 11:13 Português
Poesia/Erótico Beijo Voraz 0 2.154 06/19/2013 - 10:32 Português
Poesia/Erótico Toca-me 0 442 06/17/2013 - 11:42 Português
Poesia/Erótico Anseio-te 4 761 06/17/2013 - 11:12 Português
Poesia/Paixão Hoje 4 594 06/13/2013 - 19:27 Português