CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Quantum Satis

Acordei estremunhada e procurei em volta sinais de ti que não tenho, nunca tive.
Hoje reencontramos-nos e pergunto-me se terás a mesma lembrança também, é agradável e condiz com o teu sorriso que procuro constantemente nas fotografias que me vais dando.
Reconstruo memórias que (ainda) não temos e penso com vontade como gostava que se tornassem realidade os sonhos que construímos nas nossas conversas quando aconchegamos com carinho os dias em que preciso de colo e mimo.

Leio-te e imagino-te de olhos semi-cerrados tentando disfarçar o desejo que noto a palpitar no teu corpo à procura da descoberta. Devia ter-te procurado ontem, olhar-te-ia ao longe e deixaria gelar no meu peito a sensação de estares tão perto mas de ter de esperar para chegar junto a ti e sorver o teu perfume, sentir a tua voz, entender o teu encanto e a forma como ele se espalhará através da beleza que irradias em sorrisos incontroláveis.

Sempre de olhos fechados, imagino abri-los para ver surgir o teu rosto radiante sobre o meu.
Sinto o calor do corpo que se vai pousando sobre o meu, a aproximar-se.
Ergo as minhas mãos e amparo o teu corpo que me parece estremecer de antecipação.
Recuso o beijo leve que me diriges, faço-te procurar-me recorrendo a toda a tua energia.
Contenho os teus movimentos esperados e estimulo aqueles para que te sentes menos preparado
numa absorção ao contrário que é a minha forma de interpretar essa tua definição.
Introduzo as minhas mãos por baixo da tua roupa e procuro descontrair-te dos estragos das ultimas pressões de trabalho,
percorro a tua pele ao de leve com a ponta dos dedos,
paras a movimentação suave que ias fazendo e ficas sob tensão muscular deglutindo a minha movimentação.
Pareço não notar quando me ergues no ar e,
rodando sobre ti, me pousas quase suavemente ao teu lado,
para continuares a acariciar-me no silêncio que,
já havíamos previsto,
se instalaria quando os sentimentos tomassem conta da imaginação.

Sussurro-te ao ouvido coisas inesperadas que só tu me podes inspirar e aprecio o teu sorriso de prazer meio adormecido.
Esquecido da presença do meu corpo apenas pensas em ti.
Hipnotizo-te com essa mistura de silênciosos toques de dedos misturados
com o aflorar dos lábios sobre todos os centímetros da tua pele,
mesmo aqueles que tentas proteger com gestos de pudor acabados de inventar.
Uma pena, formada pela ponta da língua que te percorre
arranca os primeiros sons de prazer e os gestos inconscientes aumentam de amplitude.
Guardo o estalar de dedos com que te irei despertar desse limbo de primeira vez
que pretende substituir as tuas mais lamentáveis recordações.

Abri os olhos e continuei a sentir-te chegar calmamente
à tua velocidade que procuro entender.
Não tenho a certeza se sonhei,
cheiro ao teu beijo que não conheço mas pelo qual anseio
em ondas de imaginação que instigas delicadamente nas minhas tardes.

Submited by

segunda-feira, junho 17, 2013 - 14:15

Prosas :

No votes yet

SweetPoison

imagem de SweetPoison
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 20 semanas 1 dia
Membro desde: 02/20/2013
Conteúdos:
Pontos: 298

Comentários

imagem de Bruno Sanctus

2. π . f

"Nós arfamos sobre praias devonianas, acotovelando-nos sob estrelas neolíticas. Cuspimos sangue pelos dentes pulverizados, manchando um ao outro conforme nos beijávamos. Sempre nos amamos. Como poderia ser de outra forma, quando você é tão parecido comigo, meu amor, mas com uma aparência diferente."

O quanto quiseres... Se toda penitência fosse como esta, o castigo seria o motivo de minha labuta. O universo rejubilaria minha sentença; seu decreto, outorgado. Assinado e reconhecido com fios lascivos salivares entre o touch screen do seu corpo e o toque ressonante de ferro que tine em desejos de veludo. Ironia do destino: não posso tocá-la. Por isso vibro em nível subatômico, acometido por uma necessidade celular. Lendo-te em borra de café e folhas secas de chá. Imagino o quão subliminar seja o seu perfume iridescente. Tal como pêssegos suculentos em noites de verão. É um pecado errante. Um santo excomungado que reluz ao brilho da faca. E há muito mais de você do que o próprio brilho da faca. Cetro nupcial que molesta minha sanidade e aperta a tecla sap do meu umbigo...

O quanto quiseres, sentencie-me. Pois, minha cabeça está se transformando em um limbo. E, eu estou adorando essas pequenas mortes desprovidas de batismo.

Desculpe-me se não encontrei a escala correta entre os verbetes. É que não consegui decodificar a frequência de intensidade em hertz, não qual vibra enquanto disserta sobre os sentimentos. Parabéns.

Beijos.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of SweetPoison

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Cartas Se eu Pudesse... 1 645 07/19/2016 - 17:08 Português
Prosas/Romance Queria ter-lhe dito 0 434 02/18/2016 - 12:09 Português
Prosas/Drama Aconteci ... 2 1.055 06/13/2014 - 21:35 Português
Prosas/Erótico Quantum Satis 1 954 10/24/2013 - 02:11 Português
Poesia/Paixão Sabes uma coisa? 1 651 10/18/2013 - 01:53 Português
Prosas/Erótico Conto I 1 816 10/18/2013 - 01:31 Português
Poesia/Erótico Don't Be a Pussy 0 609 10/15/2013 - 15:10 Português
Poesia/Erótico Se eu te pedir .. 4 659 10/15/2013 - 14:27 Português
Prosas/Pensamentos C.A.O.S. 2 818 10/15/2013 - 14:25 Português
Poesia/Erótico Tudo Ou Nada 0 622 08/08/2013 - 10:47 Português
Prosas/Romance Ele e Ela 0 795 08/07/2013 - 14:15 Português
Poesia/Paixão Eu não queria 0 526 08/07/2013 - 14:10 Português
Poesia/Erótico Tentar ... 0 483 08/07/2013 - 12:36 Português
Poesia/Desilusão Promessas 2 601 08/06/2013 - 09:02 Português
Poesia/Pensamentos Desabafo 2 720 08/06/2013 - 08:58 Português
Poesia/Paixão Quando penso em ti 0 583 08/05/2013 - 14:54 Português
Poesia/Paixão Não sais daqui 0 708 08/05/2013 - 12:45 Português
Poesia/Erótico O crime do Padre Amaro 0 505 07/09/2013 - 00:03 Português
Poesia/Erótico Shiuuuu 3 810 06/20/2013 - 19:36 Português
Poesia/Erótico S curvo 2 455 06/20/2013 - 11:14 Português
Poesia/Erótico (...) -me 4 690 06/20/2013 - 11:13 Português
Poesia/Erótico Beijo Voraz 0 2.110 06/19/2013 - 10:32 Português
Poesia/Erótico Toca-me 0 431 06/17/2013 - 11:42 Português
Poesia/Erótico Anseio-te 4 732 06/17/2013 - 11:12 Português
Poesia/Paixão Hoje 4 575 06/13/2013 - 19:27 Português