CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Bailarina

E para uma criança sem maior ou mínima ambição
Um simples presente: uma caixa de jóias pequenina.
E dentro da caixa de jóias havia uma bailarina
Cuja única jóia de sua posse era seu coração.

E caber a tal caixa mal cabia nas mãos
De quem a inocência luzia no olhar: pobre menina!
Feito da pequena nunca sair da sua caixa é a sina
Viverá para atender de um homem a obcessão.

Até que em vertigens terríveis, tamanha a tristeza,
O mundo inteiro ela veja girar ao seu redor
Sentindo-se definhar diante dos olhos do mundo...

E enfim percebendo o quanto somos porcos imundos
A menininha que nunca soube vislumbrar o amor
Por amor a si mesma amaldiçooe a sua beleza.

05 de abril de 2012  -  11h 03min

Submited by

quinta-feira, abril 5, 2012 - 18:52

Poesia :

Your rating: None (2 votes)

Adolfo

imagem de Adolfo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 semanas 3 dias
Membro desde: 05/12/2011
Conteúdos:
Pontos: 3578

Comentários

imagem de Adolfo

Fico feliz por todos vocês

Fico feliz
por todos vocês terem gostado (:

imagem de Jokalink

Exatamente!

Era mesmo isto que eu queria dizer!
Quando dizia, que tenho muito a aprender...

Adorei este poema.

Um grande abraço!

Jorge

imagem de IsaRobalo

:)

Sem dúvida pensoq eu se resume ou pretende expressar o mesmo sentimento que o meu, adorei parabéns.Toca a alma. Poema que não toque a alma, não é poema!

imagem de Jorge Humberto

Olá meu querido, amigo, Adolfo,

Olá meu querido, amigo, Adolfo,

neste soneto, triste, onde mostras toda a humilhação, de uma menina, ultrajada por um homem, que, de abusos, a mantém presa no seu quarto, nem a linda caixa de jóias, com uma bailarina, rodando e rodando, ao som da melodiosa música, lhe trará a felicidade, que não tem... menina bonita, traida por sua beleza, que, pela mesma, de odioso ser, a mantém refém.

Teus sonetos são sempre motivo para uma excelente leitura, carregada de mensagens, que mostra teu ser sensível e altruísta, atento a todas as injustiças e descriminações, e que não se omite, enquanto pessoa, que faz parte de uma sociedade, nem enquanto poeta, cujo papel é o de sempre chamar as coisas, pelos seus Nomes, dando voz a quem não a tem.

Abraços meus.
Jorge Humberto

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Adolfo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto Da usurpação 0 116 10/30/2020 - 18:35 Português
Poesia/Soneto "Deus está morto!" 4 2.239 03/06/2020 - 21:34 Português
Poesia/Soneto Quatro de Copas 0 547 03/06/2020 - 21:33 Português
Poesia/Soneto Cântico do cântaro 0 551 03/04/2020 - 06:18 Português
Poesia/Soneto Autumnus 0 369 01/17/2020 - 00:59 Português
Poesia/Soneto Stigma 0 376 01/15/2020 - 07:15 Português
Poesia/Desilusão Versos natimortos 2 740 01/15/2020 - 07:05 Português
Poesia/Tristeza Cicatriz 3 1.590 03/21/2018 - 22:49 Português
Poesia/Fantasia Meu pequeno mito da criação 5 1.202 03/18/2018 - 19:29 Português
Poesia/Desilusão 18 - Uísque 2 2.321 03/18/2018 - 19:28 Português
Poesia/Desilusão Uma nau sem rumo 2 1.739 03/18/2018 - 19:25 Português
Poesia/Soneto Ocaso 2 1.411 03/18/2018 - 19:24 Português
Poesia/Soneto Pontius Pilatus 1 2.381 02/28/2018 - 16:24 Português
Poesia/Soneto Boemia 1 1.294 02/27/2018 - 18:05 Português
Poesia/Paixão Konijntje 2 1.128 04/20/2017 - 16:11 Português
Poesia/Erótico Austeridade 2 1.607 04/14/2017 - 14:48 Português
Poesia/Soneto Última lua juntos 1 1.745 01/20/2017 - 09:50 Português
Poesia/Amor Leviatã 0 1.267 02/22/2016 - 23:36 Português
Poesia/Paixão A sós em Cabo Branco 2 1.775 08/27/2014 - 21:21 Português
Poesia/Haikai Hai-kai da lua 1 4.091 06/13/2014 - 23:07 Português
Poesia/Poetrix Do quarto-minguante 2 1.389 06/13/2014 - 22:35 Português
Poesia/Intervenção Choque! 0 1.651 06/21/2013 - 19:30 Português
Poesia/Soneto Eu quero ver a grande confusão! 0 1.706 06/19/2013 - 21:31 Português
Poesia/Soneto Revisão De Princípios - Fim Dos Princípios 0 2.019 04/12/2013 - 00:31 Português
Poesia/Meditação Aranhas 0 2.592 04/05/2013 - 00:49 Português