CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Balada que não parece

Chove chuva no seu tempo,
Porque o tempo faz assim
- Será vingança ou tormento
Vingança não serve a mim...

Nada tenho para fazer
Enfim... O faço assim
Mas tanto posso dizer...
Que o posso não escrever...

Mas, dizer como-lo digo
Se não o sei descrever
-Talvez que seja um amigo...
- E qual o castigo?

Palavras leva-as o vento
Recolhidas ao seu jardim...
Plantando vozes no pensamento:
Dizem, - “Não pode ser assim”.

Assim assim, vai a manduca
Sem forças para tocar harpa...
Sem vontade sem trabuca
Sem fogo; se lhe escapa.

- Como pode ser assim
Um tempo que não parece...
As letras cantam para mim
E a música se lhe padéce.

Em toques de solidão,
Meu coração estremece...
Seguro, peito na mão,
Volta-lhe as costas e acontece

Fui pilotando ilusão
O barco andou à deriva
Naufragou na minha mão...
Na Ilha que me abriga.

Tanta calçáda pisada
Suáda p`la rua acima
Oiço lágrimas nela prostrada
Chorada por tanta rima

Fazem-se Senhores de bom agrado
Falam tanto de compostura...
Logo dão uma no cravo
E outra na ferradura.

Prometem Mundos e fundos
Grande esmola é coisa pouca
Esquecem os moribundos...
E o peixe morre p`la boca

Fala-se em criminalidade
A coisa está a aumentar...
E, dão asas aos menores:
Para que a febre se vá propagar.

Está na barriga da Mãe
O futuro vai nascer!!
Dêm-lhe uma arma também
Para que se possa defender.

Da forma que a móca roda
Já não sabe sobreviver;
Cada um come o que tem
E o résto; Que se vá

Submited by

terça-feira, abril 13, 2010 - 07:26

Poesia :

No votes yet

antonioduarte

imagem de antonioduarte
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 40 semanas 3 dias
Membro desde: 01/09/2010
Conteúdos:
Pontos: 2570

Comentários

imagem de Longedetudo

Re: Balada que não parece

Tive realmente prazer em ler...Obrigado

imagem de antonioduarte

Re: Balada que não parece

É com prazer que o meu coração delira: Sobre as palavras, sobre a alegria e a tristeza; para enfrentar os passos tortos do Mundo: Amado.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of antonioduarte

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto “Cheguei Tardio” 4 1.355 03/15/2018 - 11:17 Português
Poesia/Poetrix “Quadra a ti” Acto 7º 1 839 06/13/2014 - 23:54 Português
Poesia/Soneto “Delicado” 3 1.136 12/04/2013 - 22:15 Português
Prosas/Lembranças “Tornado Pedra” 0 1.573 11/07/2013 - 02:30 Português
Poesia/Soneto “Terra” 0 2.031 11/07/2013 - 02:02 Português
Poesia/Soneto “Milagre de Flores” 0 982 04/03/2013 - 03:00 Português
Poesia/Haikai Quadra a ti” Acto 5º 0 1.844 03/22/2013 - 05:17 Português
Poesia/Soneto “Ecos Distantes” 0 1.323 02/22/2013 - 01:16 Português
Poesia/Soneto “Tantos… Tantos” 0 997 01/10/2013 - 04:34 Português
Poesia/Haikai “Quadra a ti” - ( Ato 6º ) 0 916 10/24/2012 - 15:11 Português
Poesia/Haikai "Quadra a ti: ( Géneros Distraídos) 0 1.580 10/24/2012 - 14:56 Português
Poesia/Amor “Numa lembrança de ti” 2 1.074 10/23/2012 - 16:35 Português
Prosas/Pensamentos "Sobra de Mim" 0 1.427 10/22/2012 - 23:21 Português
Poesia/Soneto “De Mim, Fundo No Olhar” 0 1.157 10/18/2012 - 23:47 Português
Poesia/Soneto “Porte Belo” 0 881 10/07/2012 - 13:09 Português
Poesia/Soneto “Míopes” 0 809 10/04/2012 - 21:55 Português
Poesia/Soneto “Perto do Céu” 4 1.741 10/03/2012 - 23:52 Português
Poesia/Arquivo de textos “Quando estás longe de mim” 2 1.175 10/03/2012 - 23:35 Português
Poesia/Soneto Ao despertar 0 2.060 10/03/2012 - 23:22 Português
Poesia/Soneto “Na Praia” 0 1.110 09/30/2012 - 11:53 Português
Poesia/Soneto "Caminho de Parecer" 1 1.933 09/27/2012 - 16:37 Português
Poesia/Meditação “Do céu ao mar” 1 1.515 09/16/2012 - 18:06 Português
Poesia/Arquivo de textos Versão destrocida: "Numa Lembrança de ti" 0 1.869 09/12/2012 - 11:58 Português
Poesia/Arquivo de textos “Estrela Proibida” 0 977 09/09/2012 - 22:04 Português
Poesia/Pensamentos “Teu rosto foi o primeiro” 0 1.571 08/04/2012 - 02:02 Português