CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Cospem raiva como cães

Cospem raiva como cães

Quando a ignorância
incensa a supremacia de um ser despótico …
…soltam-se ditongos.

Em forma de arame farpado
a carne é consumida
libam os ossos
bafejam as cinzas.

Cospem raiva como cães
estrugindo os dentes afiados
a raças desiguais.

Conceição Bernardino

Submited by

terça-feira, setembro 30, 2008 - 13:34

Poesia :

No votes yet

ConceiçãoBernardino

imagem de ConceiçãoBernardino
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 anos 42 semanas
Membro desde: 03/28/2008
Conteúdos:
Pontos: 330

Comentários

imagem de Henrique

Re: Cospem raiva como cães

Um poema com arte, razão e sentimento!!!

:-)

imagem de AnaCoelho

Re: Cospem raiva como cães

Cospem raiva os cães mas ainda bem que existem as diferença...

Um poema forte que se faz sentir...

Beijos

imagem de ConceiçãoBernardino

Re: Cospem raiva como cães

Obrigada a todos pelos vossos comentários.

Bjs

imagem de zizo

Re: Cospem raiva como cães

Bem forte e uma mensagem dissimulada.
Bem lembrado!
Cumprimentos

imagem de MariaSousa

Re: Cospem raiva como cães

Um poema onde se sente mesmo esssa raiva. Bem escrito!

Bjs

imagem de Andarilhus

Re: Cospem raiva como cães

Nem os cães raivosos assim atacam: na loucura são imparciais... são de maleitas justas...
Beijo

imagem de Anonymous

Re: Cospem raiva como cães

Cospes palavras de raiva que denunciam o preconceito na sua mais vil manifestação: Racismo.

Beijo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of ConceiçãoBernardino

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Intervenção ainda ontem saltei o muro de Berlim 1 950 06/10/2012 - 12:25 Português
Prosas/Erótico Uma pena, dois momentos 2 914 12/09/2011 - 17:15 Português
Poesia/Intervenção Simplesmente Maria 1 679 09/28/2011 - 22:45 Português
Poesia/Amor amor… 2 933 09/27/2011 - 22:33 Português
Prosas/Outros Retalhos I 0 926 09/27/2011 - 22:30 Português
Poesia/Intervenção Os filhos de Hiroshima 0 901 09/27/2011 - 00:07 Português
Poesia/Tristeza ainda que eu morresse hoje 0 694 09/26/2011 - 00:47 Português
Poesia/Amor …segredam-se 2 878 09/26/2011 - 00:43 Português
Poesia/Intervenção No sense 0 643 09/20/2011 - 16:08 Português
Poesia/Amor Ama-me antes do fim… 0 1.053 09/20/2011 - 16:04 Português
Poesia/Amor já não sinto medo, amor… 0 736 09/20/2011 - 15:58 Português
Poesia/Geral que bem que me sabe o bolor… 3 805 05/23/2011 - 03:03 Português
Poesia/Geral olha-me sem dor… 2 969 04/07/2011 - 23:43 Português
Poesia/Intervenção Não creias só nas lágrimas dos homens 2 748 03/16/2011 - 13:20 Português
Prosas/Erótico «lágrimas de dois gumes» 0 967 02/15/2011 - 01:16 Português
Poesia/Intervenção Sirvam-se…qualquer nome me serve 0 998 02/06/2011 - 19:12 Português
Poesia/Meditação …nunca digas adeus 0 781 02/06/2011 - 19:12 Português
Poesia/Meditação Epicentro 2 926 02/05/2011 - 22:34 Português
Prosas/Tristeza como um quadrado sem lados… 0 920 02/05/2011 - 22:27 Português
Poesia/Intervenção Hei-de arrancar as palavras com os dentes 0 585 02/04/2011 - 00:05 Português
Poesia/Amor Ama-me antes do fim… 0 726 02/03/2011 - 12:24 Português
Poesia/Amor já não sinto medo, amor… 0 1.122 02/02/2011 - 16:51 Português
Videos/Perfil 147 0 1.125 11/24/2010 - 22:48 Português
Videos/Perfil 145 0 887 11/24/2010 - 22:48 Português
Videos/Perfil 82 0 871 11/24/2010 - 22:48 Português