CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Ecos de revolta

Quando os exilados,
reprimem-se em clausura
solfejam gritos
em ecos de revolta:
- Quero o meu país de volta!

Quando o sangue escorre
em lágrimas de dor
os nomes da inocência,
o vento sopra:
- Quero o meu país de volta!

Quando a miséria
é fécula dos corruptos
que ensebam
os bolsos da ditadura,
o povo chora:
- Quero o meu país de volta!

Submited by

terça-feira, dezembro 2, 2008 - 15:44

Poesia :

No votes yet

ConceiçãoBernardino

imagem de ConceiçãoBernardino
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 anos 42 semanas
Membro desde: 03/28/2008
Conteúdos:
Pontos: 330

Comentários

imagem de Clarisse

Re: Ecos de revolta

Uma escrita que não se cala perante as injustiças. Afinal, para que serve a arte, senão, como forma de intervenção e alerta também?!

Beijo,
Clarisse

imagem de Henrique

Re: Ecos de revolta

Um poema escrito com alma!

:-)

imagem de angelofdeath

Re: Ecos de revolta

Aí é que está uma bela verdade!
Bom texto.

imagem de Anonymous

Re: Ecos de revolta

"Só podemos dar aquilo que temos em nós mesmos. "
(Wayne Dyer)
...e tu dás muito. Olá amiga de outras voltas mais um escrito valente. Já agora obrigado por escreveres e partilhares. Bjs

imagem de Anonymous

Re: Ecos de revolta

Soberbo manifesto de revolta!

Beijo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of ConceiçãoBernardino

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Intervenção ainda ontem saltei o muro de Berlim 1 953 06/10/2012 - 12:25 Português
Prosas/Erótico Uma pena, dois momentos 2 916 12/09/2011 - 17:15 Português
Poesia/Intervenção Simplesmente Maria 1 680 09/28/2011 - 22:45 Português
Poesia/Amor amor… 2 936 09/27/2011 - 22:33 Português
Prosas/Outros Retalhos I 0 929 09/27/2011 - 22:30 Português
Poesia/Intervenção Os filhos de Hiroshima 0 903 09/27/2011 - 00:07 Português
Poesia/Tristeza ainda que eu morresse hoje 0 696 09/26/2011 - 00:47 Português
Poesia/Amor …segredam-se 2 883 09/26/2011 - 00:43 Português
Poesia/Intervenção No sense 0 644 09/20/2011 - 16:08 Português
Poesia/Amor Ama-me antes do fim… 0 1.054 09/20/2011 - 16:04 Português
Poesia/Amor já não sinto medo, amor… 0 737 09/20/2011 - 15:58 Português
Poesia/Geral que bem que me sabe o bolor… 3 809 05/23/2011 - 03:03 Português
Poesia/Geral olha-me sem dor… 2 975 04/07/2011 - 23:43 Português
Poesia/Intervenção Não creias só nas lágrimas dos homens 2 749 03/16/2011 - 13:20 Português
Prosas/Erótico «lágrimas de dois gumes» 0 969 02/15/2011 - 01:16 Português
Poesia/Intervenção Sirvam-se…qualquer nome me serve 0 1.000 02/06/2011 - 19:12 Português
Poesia/Meditação …nunca digas adeus 0 783 02/06/2011 - 19:12 Português
Poesia/Meditação Epicentro 2 927 02/05/2011 - 22:34 Português
Prosas/Tristeza como um quadrado sem lados… 0 921 02/05/2011 - 22:27 Português
Poesia/Intervenção Hei-de arrancar as palavras com os dentes 0 587 02/04/2011 - 00:05 Português
Poesia/Amor Ama-me antes do fim… 0 728 02/03/2011 - 12:24 Português
Poesia/Amor já não sinto medo, amor… 0 1.126 02/02/2011 - 16:51 Português
Videos/Perfil 147 0 1.127 11/24/2010 - 22:48 Português
Videos/Perfil 145 0 889 11/24/2010 - 22:48 Português
Videos/Perfil 82 0 873 11/24/2010 - 22:48 Português