CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O SILÊNCIO DAS LÁGRIMAS …

Sombras grisalhas,
utopias como navalhas
sobre os pulsos do tempo.

Opaca solidão,
coração que os olhos atestam de dor,
impulso súbito nas distâncias do pensamento.

Chão deserto,
pedra esculpida por cinzéis de sede.

Água esquiva pelo desassossego que move o fogo.

Labaredas encruzilhadas,
portas fechadas a preencherem o imaginário.

Arrepio que caminha pelo eco do corpo
como a noite se esconde na escuridão,
como o tempo se sente nas pernas.

Síncope onde a alma cai triste no sono
e o corpo acorda em coma.

Insónia onde o sol não volta mais.

Esquina onde o vento sussurra acirrado
por suspiros fundos de amor,
empurrado por pecado.

Maré de poesias nuas,
onde as musas me incendeiam as mãos
e reinam a escravidão do olhar.

Rio que corre surrealista
por entre as margens da realidade.

Luas onde as palavras se deitam cruas.

Ninho de ilusões,
ruina coberta pelo pó dos tesões.

Morte sem dó,
janela aberta aos trovões
que metrificam os pulsares da loucura.

Poema que enterra o adeus no papel de um grito
que se funde ao silêncio das lágrimas.

.
.
.
.

Submited by

terça-feira, outubro 2, 2012 - 22:41

Poesia :

Your rating: None (7 votes)

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 34 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos DA POESIA 1 6.009 05/26/2020 - 23:50 Português
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 38.182 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 2.005 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.706 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.592 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.366 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.383 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 3.183 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.999 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 2.245 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.715 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.687 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.995 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 3.356 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.750 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 2.257 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 2.217 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.171 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.300 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.900 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.759 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.764 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.748 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 2.021 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 2.073 01/16/2015 - 20:47 Português