CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O Sopro do Cadáver Sentado

O sopro do cadáver sentado

Nos imóveis arcos de abóbadas caídas
jazem arcobotantes cansados sobre a cúpula
Estes…esgaçam-se num último sopro de desespero
Parecem raízes de árvores que seguram por inércia
Apenas se parece com a lembrança do que foi

Por entre o musgo da cúpula jorra a seiva das raízes
brotando do que eram dantes fontes de luz
formando rios de águas que querem morrer
águas mortas que marcam as paredes

Ventos rasgados que aparecem e que cortam
assobiam nas fissuras das paredes trabalhadas de carne
Remoinhos de folhas perdidas parecem brincar no silêncio
Como são inocentes

Ao longe o estrondo de uma porta que bate
Aqui o ranger de pedras perdidas
-Longe dos homens, longe dos homens – parece ouvir-se

Aqui me prostrei
Aqui senti pela última vez, com mórbida alegria, no todo
Aqui mesmo no fim fui uníssono
Aqui fui
no conforto do amargo fim

Do livro: O Sopro do Cadáver Sentado

Corpos Editora

Submited by

sexta-feira, abril 23, 2010 - 23:02

Poesia :

No votes yet

Jorgelupus

imagem de Jorgelupus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 8 semanas
Membro desde: 03/20/2010
Conteúdos:
Pontos: 174

Comentários

imagem de Henrique

Re: O Sopro do Cadáver Sentado

Ventos rasgados que aparecem e que cortam
assobiam nas fissuras das paredes trabalhadas de carne
Remoinhos de folhas perdidas parecem brincar no silêncio
Como são inocentes...

Espectáculo, nota 20...

:-)

imagem de Jorgelupus

Re: O Sopro do Cadáver Sentado

Obrigado.

Peço desculpa a todos, se não sou mais participativo. É difícil estar no registo certo, para estar à altura das palavras justas, belas e sentidas, que leio aqui, com gosto; e é tão merecido!

Desculpem.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Jorgelupus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Perfil 1116 0 334 11/24/2010 - 23:10 Português
Videos/Perfil 1115 0 443 11/24/2010 - 23:10 Português
Videos/Perfil 1114 0 355 11/24/2010 - 23:10 Português
Videos/Perfil 1113 0 377 11/24/2010 - 23:10 Português
Videos/Perfil 1112 0 411 11/24/2010 - 23:10 Português
Videos/Perfil 1111 0 319 11/24/2010 - 23:10 Português
Videos/Perfil 1110 0 420 11/24/2010 - 23:10 Português
Videos/Perfil 1109 0 373 11/24/2010 - 23:10 Português
Videos/Perfil 1108 0 462 11/24/2010 - 23:10 Português
Videos/Perfil 1107 0 418 11/24/2010 - 23:10 Português
Videos/Perfil 1106 0 346 11/24/2010 - 23:10 Português
Videos/Perfil 1103 0 334 11/24/2010 - 23:04 Português
Videos/Perfil 1105 0 344 11/24/2010 - 23:01 Português
Videos/Perfil 1104 0 363 11/24/2010 - 22:55 Português
Fotos/ - 3295 0 474 11/24/2010 - 00:54 Português
Fotos/ - 3290 0 470 11/24/2010 - 00:54 Português
Fotos/ - 3291 0 2.537 11/24/2010 - 00:54 Português
Prosas/Mistério Arrábida 0 400 11/19/2010 - 00:08 Português
Prosas/Tristeza síndrome 0 352 11/19/2010 - 00:05 Português
Prosas/Saudade mágoa 0 368 11/19/2010 - 00:05 Português
Prosas/Pensamentos O monstro 0 411 11/19/2010 - 00:03 Português
Poesia/Tristeza Árvore sentida 0 341 11/18/2010 - 16:02 Português
Poesia/Tristeza Árvores suspensas 0 416 11/18/2010 - 16:01 Português
Poesia/Tristeza Vale das Sombras 0 281 11/18/2010 - 15:55 Português
Prosas/Tristeza Portugal era um império... 1 356 06/12/2010 - 21:30 Português