CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Sorriso no canto da boca - O que o meu pai chamaria de "poema autodestrutivo" II

As minhas piadas são para mim mesmo rir,
Não as faço almejando a sua total aprovação
Mas sim sua fenomenal falta de educação:
Ante a balbúrdia a minha vontade é sorrir...

Assistindo tudo de pior a um inferno ir
Alheio a do egocentrismo esta confusão
Não há muitas que me causem maior satisfação
Que mais do que podias dizer poder te ouvir.

E se conclusões tiras quanto ao que aqui eu digo,
Se tu já não abdicas de ser um meu amigo,
Para dizer o mínimo, não me conheces:

Não ouse tentar me alcançar pelo o que eu vinher
A fazer mas cuida pelo o que eu não disser,
Pelo fato de eu nunca fazer única prece...
28 de maio de 2012  -  23h 08min

Submited by

terça-feira, maio 29, 2012 - 21:17

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Adolfo

imagem de Adolfo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 semanas 2 dias
Membro desde: 05/12/2011
Conteúdos:
Pontos: 3573

Comentários

imagem de Jokalink

Muito bom

Olá Adolfo.

Na verdade só nos damos a conhecer, aquilo que queremos que se saiba e nada mais.

Gostei muito deste seu poema.

Abraço.
J.S.

imagem de Adolfo

Muito bem dito, caro

Muito bem dito, caro Jorge.

Até mais!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Adolfo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto O bem (que) teria ficado para trás 2 874 03/26/2013 - 18:24 Português
Poesia/Soneto Tão mal, feito raro, querendo esquecer 2 2.038 03/26/2013 - 00:39 Português
Poesia/Soneto Revisão de princípios – A esmo nada além de si mesmo 4 1.291 03/19/2013 - 20:58 Português
Poesia/Pensamentos Rainha de copas 2 1.975 02/26/2013 - 21:55 Português
Poesia/Soneto Bárbara Barbara 0 1.787 02/14/2013 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos inSônia 0 1.407 02/14/2013 - 00:03 Português
Poesia/Soneto Mikaella II 0 772 02/08/2013 - 17:47 Português
Poesia/Erótico Três Marias 0 1.479 02/05/2013 - 18:50 Português
Poesia/Dedicado Elogios 0 1.283 02/04/2013 - 17:07 Português
Poesia/Soneto Vodca 0 1.123 02/01/2013 - 17:02 Português
Poesia/Soneto Medo das trevas 2 1.550 01/30/2013 - 23:43 Português
Poesia/Soneto Princípio da revisão de princípios 0 765 01/29/2013 - 16:08 Português
Poesia/Tristeza Suspende in the deep 0 793 01/28/2013 - 20:34 Português
Poesia/Soneto Espiritualidade de um fracasso 0 975 01/28/2013 - 20:16 Português
Poesia/Erótico A Barbara Sá e Natália Melo 2 709 01/28/2013 - 20:09 Português
Poesia/Geral Capitães 0 448 01/24/2013 - 23:39 Português
Poesia/Dedicado Aurino 2 478 01/23/2013 - 17:20 Português
Poesia/Soneto Lágrimas de orvalho 0 531 01/14/2013 - 20:06 Português
Poesia/Dedicado Mikaella 0 598 01/10/2013 - 12:18 Português
Poesia/Desilusão Quis 2 694 01/08/2013 - 20:41 Português
Poesia/Soneto Meu Parnaso 0 614 01/08/2013 - 17:24 Português
Poesia/Soneto Oração de uma vítima que faz outra 2 507 01/05/2013 - 21:58 Português
Poesia/Soneto Familiar o estranho efeito que eu causo 0 516 12/31/2012 - 14:28 Português
Poesia/Soneto Se o nosso merecido reconhecimento 0 586 12/31/2012 - 14:21 Português
Poesia/Soneto Que será de mim? 0 451 12/31/2012 - 14:12 Português