CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Urge

Anda, vem depressa.
Vem trazer o meu silêncio de tudo
A minha escuridão de todos.
Mas vem de forma abrupta e urgente.
Leva de mim tudo o que sente.
Fecha a minha porta.
Fecha-a para sempre.
Dá mil voltas à sua fechadura
E põe-lhe um astronómico
Número de cadeados
Acorrentados entre si
Para que jamais algo volte a entrar.
Faz por mim
O que eu não consigo fazer.
Cessa-me o tempo.
Leva-me para a minha origem
Ou para qualquer outro lugar.
Mas não deixes arrastar
Por muito mais tempo
Esta coisa
Este eu
Este ridículo acontecimento que sou
Um espectro de gente
Uma gargalhada sem nexo
Num contexto poluente
A tudo que se possa chamar vida.
Tudo que peço é que acabes
Com o tic e com o tac
Que constroem por mais curto que seja
O já há muito exagerado tempo que me sobra.
É insólito o amontoado de horas, dias e meses
Que tenho vindo a acumular.
Que para nada ou para ninguém servem
Mas que insistem neste corpo que teima em não abrir mão de mim
E deixar-me ir.
Tantos choros de viúvas.
Tantos mães que perdem os seu filhos precocemente.
Tanta juventude que não passou disso mesmo.
Porque razão insiste seja o que for que criou e mantém o universo
em dar dias-nozes a este desdentado espírito que já nada mastiga?
Esta estória e história há muito que já não são minhas.
Nem sei se alguma vez chegaram a sê-lo.
Já lá vai algum tempo
Em que num poema
Retrato ou gravura
Viram escrita a minha assinatura.
 

Submited by

segunda-feira, dezembro 20, 2010 - 16:55

Poesia :

No votes yet

Outro

imagem de Outro
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 32 semanas
Membro desde: 03/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 884

Comentários

imagem de nunomarques

"Anda, vem depressa. Vem

"Anda, vem depressa.
Vem trazer o meu silêncio de tudo
A minha escuridão de todos.
Mas vem de forma abrupta e urgente.
Leva de mim tudo o que sente.
Fecha a minha porta.
Fecha-a para sempre..."

 

Este inicio está fabuloso, causa uma enorme inquietação no leitor, que vai aumentando com o decorrer do poema. E o final, qual golpe de misericórdia, não o é.

Como tudo o que escreves, fica, entranha-se e dá que pensar. Obrigado pelas partilhas.

Abraço

imagem de Susan

Assim como o tempo que urge

Assim como o tempo que urge vejo a urgência deste querer
estar ,aonde o próprio tempo esconde as marcas do teu ser
sua assinatura já gasta ...
Que saudades de te ler !!!
Mato elas agora ...
Beijo
Susan

imagem de Outro

Obrigado Susaninha!! Também

Obrigado Susaninha!!

Também tinha saudades de vos ler e de "andar" por aqui.

Beijinho grande para ti.

E vê se aparececes no msn!

bjs

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Outro

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Ao volante do Chevrolet pela estrada de Sintra- Álvaro de Campos -Poema Pintado- Paint sobre Paint 0 2.005 01/17/2018 - 22:11 Português
Poesia/Geral O Astro Rei 0 1.908 01/14/2018 - 17:14 Português
Poesia/Geral Imagina lá tu... 0 2.865 01/14/2018 - 16:54 Português
Poesia/Geral Alfanumérico 0 2.377 01/13/2018 - 13:56 Português
Poesia/Geral Raízes 0 1.514 01/11/2018 - 18:45 Português
Poesia/Geral Inteligência Artificial 0 1.710 01/07/2018 - 19:32 Português
Poesia/Geral Canção ás Minhas 3 Meninas 0 1.595 01/02/2018 - 11:13 Português
Poesia/Geral contemplamento 0 1.524 01/01/2018 - 17:27 Português
Poesia/Amor Livros 0 1.798 12/15/2017 - 16:06 Português
Poesia/Geral As Grandes Guerras 2 2.489 07/27/2011 - 14:36 Português
Poesia/Geral Patetice 4 2.540 07/27/2011 - 14:17 Português
Poesia/Geral Palavras Caídas 0 2.240 07/27/2011 - 13:45 Português
Poesia/Geral Palavreados 0 2.115 07/05/2011 - 13:23 Português
Poesia/Geral Hermético 0 3.656 06/19/2011 - 22:54 Português
Poesia/Geral Sinapse em Tilt 0 3.222 06/05/2011 - 11:57 Português
Poesia/Geral Convite Para Lançamento de Livro 0 3.471 05/18/2011 - 18:38 Português
Poesia/Geral Não Tenho Titulo Para Isto 13 2.963 04/27/2011 - 15:23 Português
Poesia/Geral Os Encalhados 4 3.804 04/27/2011 - 09:17 Português
Poesia/Geral Silêncios 4 2.250 04/17/2011 - 23:44 Português
Poesia/Geral Escrito Por Todos Nós 0 2.901 03/17/2011 - 16:45 Português
Poesia/Geral In Perfeição 3 1.967 03/15/2011 - 22:50 Português
Poesia/Geral Valium 1 3.102 03/13/2011 - 00:44 Português
Poesia/Geral "Tu" 0 2.803 03/12/2011 - 16:37 Português
Poesia/Geral "Porque a Galinha Atravessa a Estrada?" 0 3.100 03/12/2011 - 15:53 Português
Poesia/Geral "Eu" 1 2.259 03/11/2011 - 00:51 Português