CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Vigília

Meu Ocaso, minha irmã, meu sono...

Dei-me a beber.
Sou menos meu e mais do outro.
Como adivinharia os dedos por trás do mundo?

Depois de ti varreram-me o azul dos dias.

Tenho demasiada Europa derramada sobre mim...
Já não posso voltar.
Sinto-me banido.

Depois de um deserto vem outro.
Atrás de um Inferno, Outro.

Estou doente,
faz frio dentro de mim.

Se tento voltar atrás
vejo-me em contra-mão
com a vida...

Se me olho nos olhos,
apenas me vejo a mim
que me olho nos olhos,
onde me vejo só a mim
que me olho nos olhos,
onde me vejo a mim...

À frente de mim... nada:
Nem meta,
nem boca,
nem prémio,
nem...

Lembro-me quando existia
só nos teus lábios...
Quando nada tinha a perder,
porque tinha as mãos nuas...

Já não sonho.
A Poesia em excesso foi negra noite,
E é precisamente noite,
só noite,
o que me sai das mãos...
Já nada tenho para dar.

Estou prestes a encenar o meu último poema.

Com a vida
Partirei zangado,
confuso,
ausente,
sem palco...

Dir-te-ei Adeus!

Meu ocaso, minha irmã, meu sono...

Submited by

quinta-feira, março 4, 2010 - 00:45

Poesia :

No votes yet

Ex-Ricardo

imagem de Ex-Ricardo
Offline
Título: Administrador
Última vez online: há 4 semanas 4 dias
Membro desde: 02/15/2008
Conteúdos:
Pontos: 1125

Comentários

imagem de Anonymous

Re: Vigília

"Com a vida
Partirei zangado,
confuso,
ausente,
sem palco..."

Muito Bom!
O guionista da tua tb está de baixa?
Visto que te encontras "sem palco".

imagem de analyra

Re: Vigília

Os olhos líricos do poeta que busca a vida onde não mais há. Toldada visão do horizonte que desvanesce ao fulgor da noite sem lua que cai sobre a fronte do olho que mira-se ao espelho. Narciso triste, valoroso sub-existe ao lago. Já o lago, será espelho depois do mergulho do narciso que na ânsia da vida aprende a nadar.

Não te consumas narciso triste, nem lago nem espelho, apenas as órbitas dos astros girando em vertente inexorável empurrando os homens em uma estrada chamda vida.
( pode ser que não tenha nada a ver o que te escrevi, mas foi o que me veio à cabeça)

Gostei muito do poema.

Grande abraço.

imagem de Alcantra

Re: Vigília

Oh! Vigília atenta ao sangue que muda, modela-se, confunde-se, é e não vai ser, foi e não é. Assim o intento por toda a ação negadora, a destruição de si para dar à luz a si próprio no berço do tempo que não se chama mais tempo por estar sempre velho, suas horas nunca serão as mesmas. Percebo aí o "EX", o ser que sempre se deixa no passado para ser algo, sempre à procura de novas matizes, mesmo assim serás alguém que nunca vai ser, eis véspera de si mesmo e assim, tu não viverás vida plena, serás a vida plena. Enfim, sempre um ludíbrio compassivo do lanho lírico.

Alcantra

Alcantra

imagem de Betofelix

Re: Vigília

Sempre excelente, nada a acrescentar frente ao texto e aos corretos comentários.

imagem de Moon_T

Re: Vigília

do que mais gostei do autor

imagem de MarneDulinski

Re: Vigília

LINDO TEXTO, GOSTEI MUITO!

Estou doente,
faz frio dentro de mim.

Se tento voltar atrás
vejo-me em contra-mão
com a vida...

Esqueçamos as doenças, enquanto houver vida temos que seguir em frente; pra frente que é o caminho...

Meus parabéns,
Marne

imagem de angelalugo

Re: Vigília

Olá caro amigo poeta

Nesta vigília sinto a tristeza
e ao mesmo tempo a alegria de
poder ler a sua poesia, que
na verdade são músicas os teus
versos para os meus olhos e
para os meus ouvidos que chega
a ouvir a tua voz...

Belíssimo

Beijinhos no coração

imagem de Henrique

Re: Vigília

Se tento voltar atrás
vejo-me em contra-mão
com a vida...

Isto sim, é uma meditação!

Em frente é que é o caminho e é bem verdade!!!

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Ex-Ricardo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Música Ex-Ricardo "Lábio Posto" 4 2.894 02/27/2018 - 09:14 Português
Poesia/Dedicado Sonhei esta noite que te trazia a Primavera aos dias 30 3.097 01/22/2018 - 13:33 Português
Poesia/Tristeza -Erro- 10 2.628 08/13/2012 - 16:26 Português
Fotos/Eventos Exposição Colectiva 0 2.620 06/18/2012 - 15:16 Português
Poesia/Meditação Um café Sol 23 2.985 03/24/2012 - 16:39 Português
Poesia/Meditação My head blossoms 4 3.885 12/19/2011 - 13:55 inglês
Poesia/Intervenção O rapaz que tinha um cão pendurado na voz 14 2.334 08/15/2011 - 07:48 Português
Fotos/Eventos Marta Pinto e Patrícia Taz 2 3.713 07/18/2011 - 14:28 Português
Videos/Outros Luísa Vaz Tavares - Autora da Corpos no Jornal da Noite da SIC 0 4.978 07/10/2011 - 18:34 Português
Fotos/Pintura Ex-Ricardo Avatar 3 3.132 05/21/2011 - 19:42 Português
Poesia/Meditação Mi Cabeza en Flor 3 3.363 05/08/2011 - 10:26 Espanhol
Fotos/Eventos Entrevista de Ex-Ricardo ao programa de TV Travessa de Cedofeita 5 5.013 04/24/2011 - 09:57 Português
Fotos/Eventos Ex-Ricardo e Raquel Fontes ao vivo 2 3.637 04/13/2011 - 21:14 Português
Fotos/Eventos Pedro Romualdo 1 2.964 04/06/2011 - 00:25 Português
Fotos/Eventos Patrícia Taz 0 3.224 04/05/2011 - 22:25 Português
Fotos/Eventos Marta Pinto, Isabel Andrade, Joana Dias e Miguel Mancellos 0 4.326 04/05/2011 - 00:33 Português
Fotos/Eventos Ex-Ricardo ao vivo 0 2.952 04/05/2011 - 00:31 Português
Fotos/Eventos Declamação de Poesia 0 4.080 04/05/2011 - 00:28 Português
Fotos/Eventos Maria Beatriz 0 3.321 04/05/2011 - 00:26 Português
Fotos/Eventos A. Pedro Ribeiro 0 3.416 04/05/2011 - 00:24 Português
Fotos/Eventos Luís Carvalho 0 3.337 04/05/2011 - 00:23 Português
Fotos/Eventos Marta Boaventura Pinto 0 3.712 04/05/2011 - 00:21 Português
Fotos/Eventos Um grande Momento de Poesia e música 0 3.124 04/05/2011 - 00:20 Português
Fotos/Eventos Ironic Salazar ao Saxofone 0 3.261 04/05/2011 - 00:15 Português
Poesia/Desilusão Na Pele 11 2.017 03/28/2011 - 13:35 Português