CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Agora Setembro Renasce

É invisível o amor
uma fonte interna
a escorrer em cascata,
é força na tempestade
areia movediça e escaldante
rasteirado de silêncio…

É também deserto
quando estás perto
e as areias sopram
agruras da vida,
mas tudo é melhor que uma miragem…

O sol a lua as estrelas
são pouco para somar
a imensidão que o âmago bate
quando os meus olhos seguram o teu olhar…

Mesmo quando não entendes
és a minha sombra no dia
e calor da noite,
quando o meu olhar é lágrima
é porque a cascata verte
na procura do sorrir
a forma que tu esboças-te em mim
com o teu cerne fecundo…

O amor é também flor
uma espiga de dor,
o néctar da verdade
quando genuíno e ancorado…

Tudo o que quero dizer
é apenas
amor
ao teu ouvido!

Agora Setembro renasce
com ele mais uma etapa,
tu dizes a cantarolar
“já vivemos tantas coisas”
eu acrescento
“quantas faltam para lá chegar”…
Que seja longa esta viagem pelo alto (a)mar
na distância da tua mão…
Aquela que tudo pode moldar!

 

 


Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=199362#ixzz1...
 

Submited by

sexta-feira, setembro 23, 2011 - 05:35

Poesia :

No votes yet

AnaCoelho

imagem de AnaCoelho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 29 semanas
Membro desde: 11/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 1789

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaCoelho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Densidade do olhar 2 1.544 03/15/2018 - 09:38 Português
Poesia/Amor Contigo aprendi a sonhar 2 1.517 03/15/2018 - 09:37 Português
Poesia/Meditação Onde as nuvens pousam 1 1.027 11/07/2015 - 11:14 Português
Poesia/Meditação Lágrimas quentes 0 1.196 12/22/2012 - 20:02 Português
Poesia/Amor Juntos galgaremos as margens 0 1.608 12/20/2012 - 02:10 Português
Poesia/Aforismo Há uma pauta aberta 0 1.032 10/08/2012 - 06:36 Português
Poesia/Intervenção Fazer das letras os gestos 0 1.749 07/21/2012 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Os vales da realidade 3 1.021 07/09/2012 - 08:10 Português
Poesia/Meditação Um oásis que flutua 0 592 06/25/2012 - 16:33 Português
Poesia/Dedicado Não há lábios nem lágrimas 0 1.301 06/24/2012 - 12:16 Português
Poesia/Meditação Num grito estagnado 1 1.272 06/21/2012 - 18:21 Português
Poesia/Amizade Amigo...preenchimento do verbo amar 1 1.283 06/20/2012 - 20:54 Português
Poesia/Meditação Cadências cálidas 1 1.097 06/14/2012 - 10:10 Português
Poesia/Meditação Esquina da palavra 1 1.751 06/13/2012 - 08:40 Português
Poesia/Intervenção Pura ilusão cega 3 1.217 04/15/2012 - 17:35 Português
Poesia/Meditação Esquina de cada utopia 1 1.395 01/06/2012 - 17:32 Português
Poesia/Meditação Os braços sonham ser asas 0 1.705 12/31/2011 - 01:49 Português
Poesia/Meditação Mar de nada 1 1.430 12/11/2011 - 19:44 Português
Poesia/Meditação Traição do destino 0 1.420 12/04/2011 - 22:41 Português
Poesia/Meditação Caminho aberto 0 1.324 11/30/2011 - 22:23 Português
Poesia/Meditação Desígnios da vida 0 1.145 11/29/2011 - 21:06 Português
Poesia/Amor Amor entre poetas 2 2.364 10/20/2011 - 13:08 Português
Poesia/Dedicado Agora Setembro Renasce 0 2.802 09/23/2011 - 05:35 Português
Poesia/Meditação Os argumentos de um poema 0 2.129 09/22/2011 - 03:49 Português
Poesia/Meditação EXCERTOS DA ALMA 1 1.861 09/19/2011 - 15:25 Português