CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ENTRE O SONHO E O VAZIO

Quero molhar os pés no rio
Sentir-me viva e encher de sonho
a alma
Não sentir da vida o frio
E puder cantar, chorar, sem que ninguém
me leve a palma.

Óh se pudesse esquecer a vida
à minha volta!
Ouvir apenas o sibilar do vento,
deixar-me ao abandono...à solta,
livre, tão livre como
o pensamento.

Sentir-me feita de nuvens ou de neve
Nesta vida que a mim me talhou,
que faz do meu tempo, tempo breve,
fazendo temporal que por mim passou.
Hoje está mais um dia extinto
E a morte ronda eu a pressinto.

Vou p'lo campo saciar minha sede,
na nascente que brota sem parar.
Vê-de...Vê-de!
Como gosto de com a natureza
comungar.

Percorro o caminho da primavera.
Sinto ao longe o nascer da aurora
Quem me dera...quem dera!
Que o tempo ainda fizesse sentido
agora!

Trago os olhos cheios de tempo
e caminho,
corro como a água errante sem parar.
Neste rio que se lamenta e segue sozinho
E choro ...como o seu leito a cantar.

E já tudo é nostalgia no meu coração.
O tempo passa por mim e apregoa,
que fez de si minha prisão,
e correntes sobre mim amontoa.
Esvazio do coração o pranto de outras
horas.
Reconstruo meus sonhos mais
uma vez!
Até que nada mais haja para crer,
e depois aí sim, talvez!
Possa enfim em paz morrer.

rosafogo
natalia nuno

Submited by

segunda-feira, abril 16, 2012 - 12:32

Poesia :

Your rating: None (3 votes)

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 8 horas
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Comentários

imagem de Henricabilio

Tempo escapa-nos, mas...

Por muito que o tempo fuja,
ficam mensagens e dádivas que nada pode apagar
e as palavras que registam os instantes
vão-se perpetuando na memória das pessoas.

Muito bem - permita-me dizer que é um magnífico poema.
Saudações

Abilio

imagem de Nostalgia

Lindíssimo poema, A vida é

Lindíssimo poema,
A vida é constante evolução, é sempre começar de novo, independentemente do tempo que por nós passou. É um ciclo vicioso, mas a esperança mora nos nossos corações e dá-nos a garra para viver de novo, sempre mais um dia.
Bjs

imagem de natalianuno

De acordo

Assim é ...que seria de nós se a esperança não nos acompanhasse, só assim a vida pode ir fluindo sem que o encantamento se vá e a amargura em nós se instale.
Grata minha amiga

Bjs.

imagem de KeilaPatricia

Gostei bastante... Bjs na

Gostei bastante...

Bjs na alma

;)

imagem de natalianuno

gratidão

Mais uma vez a minha gratidão Keila pelo teu apreço.

Bem hajas

beijinho.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão adeus ao que não volta mais... 1 93 07/23/2019 - 17:47 Português
Fotos/História Templo de Ho Che Minh/Camboja 0 115 07/23/2019 - 15:41 Português
Fotos/Cidades Hong Kong 0 69 07/23/2019 - 15:33 Português
Poesia/Geral palavras d'água... 0 165 04/07/2019 - 13:18 Português
Poesia/Desilusão foi ao espelho e nunca mais voltou... 0 312 04/14/2016 - 17:46 Português
Poesia/Desilusão não matem os pássaros 0 277 04/14/2016 - 17:41 Português
Poesia/Desilusão pequena prosa poética 0 252 04/07/2016 - 00:11 Português
Poesia/Amor palavras por dizer... 0 305 04/05/2016 - 18:25 Português
Poesia/Amor passo o tempo a desejar-te 0 377 04/05/2016 - 18:18 Português
Poesia/Desilusão já não me sei... 2 413 04/05/2016 - 18:13 Português
Poesia/Geral tantas ilusões... 0 427 04/02/2016 - 17:29 Português
Poesia/Geral um resto de sonho... 0 590 01/25/2013 - 12:29 Português
Fotos/Cidades MOSCOVO-METRO 0 1.029 01/23/2013 - 01:13 Português
Fotos/História CHINA-MURALHA 0 1.083 01/23/2013 - 01:06 Português
Poesia/Meditação sonho dum momento só meu 6 684 01/23/2013 - 00:19 Português
Poesia/Geral desafio o silêncio 4 522 01/22/2013 - 00:58 Português
Poesia/Amor MEU AMOR 5 879 01/21/2013 - 16:36 Português
Poesia/Dedicado gosto de coisas simples 1 941 08/11/2012 - 20:19 Português
Poesia/Desilusão NO EXÍLIO DA MEMÓRIA 3 890 06/01/2012 - 19:44 Português
Poesia/Desilusão ESPELHO D'ÁGUA 1 716 04/26/2012 - 23:04 Português
Poesia/Tristeza ENTRE O SONHO E O VAZIO 5 682 04/19/2012 - 22:13 Português
Poesia/Geral GOTAS DE ORVALHO 3 685 04/17/2012 - 19:03 Português
Poesia/Geral ALGUÉM ME ABRIU OS BRAÇOS 4 492 04/17/2012 - 18:53 Português
Fotos/Monumentos CATEDRAL D'UOMO MILÃO 0 3.919 04/13/2012 - 15:27 Português
Fotos/Monumentos Catedral de Milão 0 1.103 04/13/2012 - 15:22 Português