CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

pequena prosa poética

o rendilhado das ondas apagam com suavidade as marcas deixadas na areia, uma nuvem baixa perdida, o crepúsculo cai rápidamente, nem vivalma, apenas o vento a fustigar-lhe o rosto que o tempo impiedoso crivou de rugas à volta dos olhos e da boca, o pensamento baço, buscando sem saber porquê o que tem perante si e não crê...deixa-se passo a passo à mercê das lembranças, tantas canseiras encheram os anos de instantes que enraizaram na mente, deles cativa... sempre que a memória lhos aviva; cai nas malhas da saudade, sabendo que não há regresso, diante dela abre-se um caminho gélido e misterioso e essa ideia deixa-a confrangida, sente por intuição que é breve a vida, cada passo confirma o seu pressentimento, e é assustador o desalento...as emoções num apertado nó, a luz difusa do poente recorta-lhe o rosto e sente-se só, perdeu quase tudo de outrora, aos seus olhos surgia nesta hora nada mais que uma aparência...como que uma terra varrida pelos ventos... uma gaivota a vem saudar, amanhã a aurora vai voltar...desta vez será mais forte que uma haste de milho e não se deixará vergar pelo pensamento.

natalia nuno
http://flortriste1943.blogspot.pt/

Submited by

quinta-feira, abril 7, 2016 - 00:11

Poesia :

No votes yet

natalianuno

imagem de natalianuno
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 8 horas
Membro desde: 12/17/2009
Conteúdos:
Pontos: 697

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of natalianuno

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão adeus ao que não volta mais... 1 93 07/23/2019 - 17:47 Português
Fotos/História Templo de Ho Che Minh/Camboja 0 115 07/23/2019 - 15:41 Português
Fotos/Cidades Hong Kong 0 69 07/23/2019 - 15:33 Português
Poesia/Geral palavras d'água... 0 165 04/07/2019 - 13:18 Português
Poesia/Desilusão foi ao espelho e nunca mais voltou... 0 312 04/14/2016 - 17:46 Português
Poesia/Desilusão não matem os pássaros 0 277 04/14/2016 - 17:41 Português
Poesia/Desilusão pequena prosa poética 0 252 04/07/2016 - 00:11 Português
Poesia/Amor palavras por dizer... 0 305 04/05/2016 - 18:25 Português
Poesia/Amor passo o tempo a desejar-te 0 377 04/05/2016 - 18:18 Português
Poesia/Desilusão já não me sei... 2 413 04/05/2016 - 18:13 Português
Poesia/Geral tantas ilusões... 0 427 04/02/2016 - 17:29 Português
Poesia/Geral um resto de sonho... 0 590 01/25/2013 - 12:29 Português
Fotos/Cidades MOSCOVO-METRO 0 1.029 01/23/2013 - 01:13 Português
Fotos/História CHINA-MURALHA 0 1.083 01/23/2013 - 01:06 Português
Poesia/Meditação sonho dum momento só meu 6 684 01/23/2013 - 00:19 Português
Poesia/Geral desafio o silêncio 4 522 01/22/2013 - 00:58 Português
Poesia/Amor MEU AMOR 5 879 01/21/2013 - 16:36 Português
Poesia/Dedicado gosto de coisas simples 1 941 08/11/2012 - 20:19 Português
Poesia/Desilusão NO EXÍLIO DA MEMÓRIA 3 890 06/01/2012 - 19:44 Português
Poesia/Desilusão ESPELHO D'ÁGUA 1 716 04/26/2012 - 23:04 Português
Poesia/Tristeza ENTRE O SONHO E O VAZIO 5 682 04/19/2012 - 22:13 Português
Poesia/Geral GOTAS DE ORVALHO 3 685 04/17/2012 - 19:03 Português
Poesia/Geral ALGUÉM ME ABRIU OS BRAÇOS 4 492 04/17/2012 - 18:53 Português
Fotos/Monumentos CATEDRAL D'UOMO MILÃO 0 3.919 04/13/2012 - 15:27 Português
Fotos/Monumentos Catedral de Milão 0 1.103 04/13/2012 - 15:22 Português